Blog de Elizabeth -- fevereiro 2010 Arquivo (7)

Três poemas

Orides Fontela (1940-1998), filha de operário e dona de casa, nasceu em São João da Boa Vista (SP).

Forrmou-se em Filosofia pela USP. Trabalhou toda a vida como bibliotecária de um colégio estadual na Vila Aricanduva.

Uma das…

Continuar

Adicionado por elizabeth em 19 fevereiro 2010 às 10:00 — 4 Comentários

Esquentai vossos pandeiros









Pessoal,

Fantasias arrumadas,

Camisetas passadas,

Marchinhas ensaiadas,

Chamados os pais, avós, filhos e netos,

Avisados os vizinhos e os amigos,

Ou nada disso!

Venham e

Tragam toda a alegria e cordialidade que puderem!





Dias: 12 e 13 de fevereiro

Concentração: a partir da 17h

Saída: às 19h

Local: Lanchonete Amélia (bar do Raí)

Rua Dr. Vila Nova, 86,

Esquina com a Rua… Continuar

Adicionado por elizabeth em 12 fevereiro 2010 às 11:51 — 6 Comentários

A vida na periferia de Sampa: Parque Cocaia, zona sul

Periferia Luta from cocaialuta on Vimeo.

Na periferia de São Paulo, diversas comunidades sofrem os abusos promovidos pelo Estado e grandes empresas. O vídeo denuncia situações trágicas e mostra a luta nessas quebradas. Por Vozes da Trincheira, Centro de Mídia Independente e Passa…

Continuar

Adicionado por elizabeth em 9 fevereiro 2010 às 21:00 — 7 Comentários

Embriaguem-se

Charles Baudelaire



É preciso estar sempre embriagado. Aí está: eis a única questão. Para não sentirem o fardo horrível do Tempo que verga e inclina para a terra, é preciso que se embriaguem sem descanso.

Com o quê? Com…

Continuar

Adicionado por elizabeth em 9 fevereiro 2010 às 17:30 — 7 Comentários

Devemos temer os jornalistas



De Viva Babel, 21 de março de 2009, mas sempre atual

Encontrei no baú este meu artigo escrito em 15 de outubro de 1996 para a Folha de S. Paulo, na seção Opinião.

(Mário Abramo, me ocorreu agora porque encontrei com uma amiga e…

Continuar

Adicionado por elizabeth em 7 fevereiro 2010 às 16:30 — 8 Comentários

Senhora das tempestades

Manuel Alegre é um poeta português muito conhecido lá, que escreveu este poema depois de sofrer problemas cardíacos. Ele não conhecia nada do sincretismo brasileiro, e ficou espantado quando Maria Bethânia gravou.É de cerca de 1998.

O dia de Yemanjá foi dia 2, mas todo dia é dia de poesia, como diz meu amigo Jorge.



*Senhora das Tempestades* _de Manuel Alegre



Senhora das tempestades e dos mistérios…

Continuar

Adicionado por elizabeth em 5 fevereiro 2010 às 13:12 — 2 Comentários

Bengaladas bem dadas

Regina Helena de Paiva Ramos escreveu pro jornal contando como, aos 78 anos, usou bem sua bengala:



"Aconteceu há alguns dias: estava saindo da vaga de idosos de um shopping de São Paulo quando um carro estacionou numa vaga de deficientes e dele sairam dois alegres jovens de cerca de 17 ou 18 anos. Parei perto e perguntei se não tinham vergonha de ocupar vagas de deficientes. Um deles riu na minha cara depois de me chamar de velha, acrescentando adjetivos impróprios para publicação.… Continuar

Adicionado por elizabeth em 2 fevereiro 2010 às 22:14 — 10 Comentários

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço