Blog de Sandor Buys (16)

A POLÊMICA DO OMELÊ: BAIACO, TIO FAUSTINO E OS PRIMÓRDIOS DO SAMBA CARIOCA

Por Sandor Buys 

Um dos pontos que liga a história do samba carioca à Ilha Grande é a prisão de Baiaco, na década de 1930. Baiaco era o apelido de Oswaldo Caetano Vasques, um dos nomes mais importantes da geração de sambistas do Estácio que criou o samba como conhecemos hoje e fundou, em 1928, a primeira escola de samba ­– a Deixa falar. Faziam parte deste grupo de…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 30 junho 2016 às 16:59 — Sem comentários

Duas Cantigas de Folia de Reis da Ilha Grande (RJ)

Folia de Reis é um folguedo muito difundido pelo Brasil, usualmente realizado no dia 6 de janeiro, encerrando o ciclo de atividades natalinas. Consiste de um cortejo que reproduz a viagem dos três reis magos ao encontro do recém nascido menino Jesus. Tradicionalmente os foliões saem à noite, visitando várias casas onde cantam e são recebidos com alguma comida e bebida. 

Em outubro de 2015, conversei com Benedito Crespim do Rosário – pescador,…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 1 junho 2016 às 14:00 — Sem comentários

O primeiro solo de violão gravado no Brasil

As primeiras gravações de violão solo feitas no Brasil são muito raras de serem encontradas nos dias de hoje. Mesmo gravações de violonistas com obras importantes, como por exemplo João Pernambuco, não foram reproduzidas em LP ou CD. Isto talvez se deva em parte a baixa qualidade das gravações feitas por meios mecânicos, ou seja, antes do advento do microfone elétrico, técnica usada entre 1902 e 1927. Mas certamente também é fruto do esquecimento generalizado que paira sobre a música das…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 18 maio 2016 às 3:41 — Sem comentários

As primeiras gravações de Pixinguinha em 1911

Embora seja um dos músicos mais festejados do Brasil, Pixinguinha ainda não teve sua discografia bem descrita.

Aqui são trazidas, junto com comentários sobre a indústria fonográfica da época, duas das primeiras gravações do Pixinguinha, ambas pouco lembradas nos dias de hoje: (1) São João debaixo d’água, que tem sido considerada na literatura a sua primeira gravação, e (2) Nhonho em sarilho, que talvez seja de fato a sua primeira gravação lançada…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 9 maio 2016 às 0:30 — Sem comentários

Um soneto para Marcela Temer, a bela recatada do lar

SONETO PARA MARCELA TEMER

 

De Sandor Buys

Que mulher tão bela, recatada e do-lar!

Salve o novo encanto sob o céu de Brasília!

Muito sábia, seu lema é Deus, pátria e família!

Pra todo o Brasil uma mulher exemplar!  

 

Tão…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 20 abril 2016 às 12:00 — Sem comentários

Um soneto ao Michael Temer

Por Sandor Buys

Já não há o que temer, o vice versa!

E num coração de poeta não há maldade!...

Mas, vixi, vice! Tal intimidade

É melhor no anonimato submersa!

 

Bom, não há o que temer, se bem não versa, 

Mostra em belas cartas sua lealdade!...

Mas, vixi,…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 12 abril 2016 às 1:15 — Sem comentários

Um poema ao Sérgio Moro... e suas respeitosas escusas

Por Sandor Buys

Se pede perdão Botelho,

Se pede perdão Fernanda,

E até Lobão também manda

Seu perdão, mas que fedelho!

 

Decidiu, pois, Sérgio Moro,

Com inspirações nessas musas,…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 30 março 2016 às 22:00 — Sem comentários

CANÇÃO À FLAUTISTA QUE TOCA TERNURA

Canção à flautista que toca ternura

 

Brejeiro, Carinhoso,   

Assim mesmo, Vou vivendo...

E quando Ternura...

Sua flauta me fez chorar de ternura.  

 

Recordando os velhos tempos,

Amor e medo, Saudade...  

E quando Ternura... 

Sonhei dos beijos seus a terna ventura.  

 

Mas não, era só ilusão,   

Que os sonhos vêm e vão...  

Mas não, era só ilusão  

De amor, quanta…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 20 novembro 2015 às 13:00 — Sem comentários

SONETO DE SAUDADE (POEMA)

Autor: Sandor Buys

SONETO DE SAUDADE

 

Embora se foi, afora pelo mundo,

Parou no Pará, parou em Paris.  

Bem foi por aí, pra onde aponta o nariz.   

Embora se foi, pareceu um segundo...

 

Quem do chão busca as estrelas sutis  

Talvez seja também um gira-mundo,  

Mesmo estando só em um bar vagabundo,   

Sonhando qualquer coisa distante e feliz.   

 

Não…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 7 setembro 2015 às 13:18 — Sem comentários

Viola e rabeca de taquara no litoral sul do Estado do Rio de Janeiro

Por Sandor Buys

O uso de instrumentos de percussão e sopro na música dos índios brasileiros é bem difundido, ao contrário do que acontece com instrumentos de cordas. Uma referência importante sobre este assunto é o livro “Introdução ao estudo da música indígena brasileira”, de Helza Camêu, publicado em 1977. Neste livro, depois de discorrer e ilustrar por quase sessenta páginas os instrumentos de percussão e sopro, a autora acrescenta apenas as seguintes…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 19 julho 2015 às 23:30 — Sem comentários

A descoberta de solos de piano gravados por Chiquinha Gonzaga na década de 1920

Por Sandor Buys 

A importância dos colecionadores particulares para o resgate da memória da música brasileira é muito grande, visto que as iniciativas de instituições públicas em manter coleções nesta área ainda são pífias. Contudo, é preciso considerar que existem vários perfis de colecionadores particulares e nem todos estão dispostos a disponibilizar material de suas coleções. Muitos são aqueles que bradam: – eu tenho e ninguém tem!  Então, escondem seus…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 17 julho 2015 às 1:30 — 1 Comentário

REZAS, ORAÇÕES E CURAS: RELIGIOSIDADE E MEDICINA POPULAR NA ILHA GRANDE

Por Sandor Buys 

Afastai de mim toda a arma cortante, derramai em mim todo o bem, desviai de mim todo o mal. Fazei com que eu siga o caminho da salvação, Santa Cruz de Jesus Cristo. Livrai-me dos acidentes temporais e corporais, Santa Cruz de Jesus Cristo”.

 

Este trecho da Oração de Santa Cruz retrata expressivamente a súplica por proteção e a fé das pessoas que buscam às rezadeiras. Quando registrei os depoimentos da Diamante,…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 8 julho 2015 às 20:48 — Sem comentários

UM ANTIGO GÊNERO DE POESIA POPULAR PRESENTE NA ILHA GRANDE

Por Sandor Buys 

A cultura popular é como seixos rolados no rio. Músicas, versos, danças, modos artesanais de fazer, contos e histórias que correm de boca em boca através das gerações e vão se transformando. Palavras, gestos e sons rolados no tempo, pedras preciosas que vão se lapidando pela ação dos que ouvem e repetem. Infelizmente nos…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 8 julho 2015 às 10:30 — Sem comentários

Caligrama caramujo (poema visual)

Adicionado por Sandor Buys em 25 novembro 2014 às 20:13 — Sem comentários

Lágrimas de Noel (crônica)

Por SANDOR BUYS

Oito bares no quarteirão onde moro. Oito bares em um quarteirão entre a Vila Isabel e o Grajaú, além da sede de um bloco de carnaval e um cinema que virou igreja.

Oito bares que são os melhores bares do mundo, mas em nenhum deles vale a pena fotografar a comida e mostrar por aí. Não mesmo, inclusive é melhor comer de olho fechado. Sabe-se lá o que se pode encontrar debaixo daquele feijão ou “mofando entre o torresmo e a…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 29 setembro 2014 às 20:30 — Sem comentários

O tempo arrombou a porta (crônica)

Por Sandor Buys  

O tempo arrombou a porta. Veio sentar na mesa de lata que deixa a sala da minha casa com jeito de botequim de esquina. Nem me deu tempo de beber um pouquinho para ter argumento. Há tempo que o tempo batia na porta e eu não estava nem aí. Ele gritava na janela, batia palma, chamava. Eu ignorava. Fingia que não tinha tempo. Agora aqui de supetão me aparece ele. A paixão – minha eterna amante – pulou pela janela na hora. Acho que ela não…

Continuar

Adicionado por Sandor Buys em 23 setembro 2014 às 23:00 — Sem comentários

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço