Blog de Gregório Macedo -- fevereiro 2009 Arquivo (20)

Parem as máquinas!





Nos EUA, o avanço da crise financeira e da Internet (163,3 milhões de internautas em dez/2008) vem provocando terremotos na imprensa. De novembro para cá, tivemos o abalo do The New York Times (publicidade; custos fixos) e da revista Newsweek (redução da tiragem, de 2,6 milhões para 1 milhão de exemplares + demissões), passando a ter versão unicamente digital as seguintes publicações:



.jornal Christian Science… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 28 fevereiro 2009 às 2:46 — Sem comentários

Ditafolha





Na edição do dia 17, o jornal Folha de São Paulo afirmou, em editorial: "(...). Mas, se as chamadas 'DITABRANDAS' - caso do Brasil entre 1964 e 1985 - partiam de uma ruptura institucional e depois preservavam ou instituiam formas controladas de disputa política e acesso à Justiça (...)"



Desde então, o uso do dito DITABRANDA para designar a ditadura reinante no período citado não mereceu o mais tímido protesto na chamada grande… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 26 fevereiro 2009 às 2:55 — 2 Comentários

Comparando bolsas





I - BOLSA DA DÍVIDA PÚBLICA .... cerca de 20.000 famílias (entre as quais banqueiros) auferem por ano algo como R$ 140 bilhões, a título de juros sobre a dívida pública brasileira, que hoje alcança R$ 1,3 trilhão.



II - BOLSA FAMÍLIA .... cerca de 11 milhões de famílias recebem por ano algo como R$ 10 bilhões, ou seja, o governo brasileiro despende em um ano para o citado programa a décima parte dos juros pagos por ano de juros… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 19 fevereiro 2009 às 5:05 — 1 Comentário

Darwin, 200 anos





"É COMO CONFESSAR UM ASSASSINATO".





A frase acima consta de carta enviada por Charles Darwin (fev-1809/abril-1882) a Joseph Hooker, botânico inglês, referindo-se à reação contra sua Teoria da Evolução, segundo a qual os seres evoluem a partir de mutações aleatórias e graduais, sendo que todas as peculiaridades do ser humano teriam razões adaptativas, num jogo do acaso com a necessidade. Seu livro "A Origem das… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 16 fevereiro 2009 às 23:36 — 3 Comentários

O óbvio sempre vem







De fato, o óbvio sempre vem. Na década de 1990 eu achava que a redução da fome no mundo seria a contrapartida aos prejuízos eventualmente motivados pelo uso, na agricultura, de sementes geneticamente modificadas. Valeria a pena correr o risco.



A FAO, agência da ONU encarregada de alimentação e agricultura, confirma acusação que os representantes da Espanha e do México no GREENPEACE acabam de fazer:



.os… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 15 fevereiro 2009 às 17:59 — Sem comentários

Pra distrair

Adicionado por Gregório Macedo em 14 fevereiro 2009 às 22:46 — Sem comentários

O Brasil ao largo





O Brasil não tem crise, tem problemas. Esse o entendimento do consultor Stephen Kanitz, que considera o fato de o Brasil conhecer a extensão de seus problemas o seu principal mérito. Tal capacidade de conhecer os problemas decorre da "cultura inflacionária", visto que os anos e anos de inflação forçaram os agentes econômicos a manter a contabilidade sempre atualizada e os bancos a, além disso, imprimir celeridade às… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 14 fevereiro 2009 às 21:51 — Sem comentários

Um senhor Festival





Aconteceu ontem a abertura do 5° Festival Nacional de Violão do Piauí, no auditório do Centro de Formação Prof. Odilon Nunes. Até o dia 15, extensa programação envolve talentos de vários Estados - e até uma croata, a fantástica Ana Vidovic -, craques piauienses e estudantes de violão (em 'masterclass'). E muita gente, pra ver, ouvir e aplaudir.



Festival concorridíssimo, muito bem organizado, confortavelmente incorporado ao… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 13 fevereiro 2009 às 19:30 — Sem comentários

No olho das ruas





Entre as regalias a que têm direito os deputados federais ressalta a verba indenizatória. Cada deputado tem direito a R$ 15.000,00 por mês, para despesas em geral (aluguel, alimentação, transporte, segurança etc).



Até hoje, a página transparência do portal da Câmara mostrava o montante geral de cada deputado, mas não dava acesso às notas fiscais respectivas (são 17.000 notas por mês; o estoque acumulado desde o início da década… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 12 fevereiro 2009 às 1:41 — Sem comentários

Maciotas públicas







- O cara roubou. Devia ser punido exemplarmente.





- Roubou de quem?





- Roubou dinheiro público e...





- Dinheiro público? Ah, bobagem! Dinheiro público não pertence a ninguém!





Em certos países/culturas, é essa a mentalidade dominante: se o dinheiro é público, surrupiá-lo é, digamos, "crime de menor potencial ofensivo", demonstração de matreirice. Grave, mesmo, é o roubo… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 11 fevereiro 2009 às 2:00 — Sem comentários

Jus monetarius



"A PRESCRIÇÃO É O CAMINHO MAIS CURTO ENTRE A FALCATRUA E A IMPUNIDADE".





(Picle publicado em 'A TERRA NÃO É TODA AZUL', de nov/2007. A 'máxima' foi há pouco consagrada pelo Supremo Tribunal Federal, que condicionou a prisão ao total esgotamento dos recursos admissíveis - em face do que a lentidão da Justiça assegurará a prescrição e consequente… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 9 fevereiro 2009 às 18:48 — Sem comentários

É corregedando que se recebe



"A CONSTRUÇÃO DE CASTELOS NO AR É DE GRAÇA, MAS A SUA DESTRUIÇÃO SAI MUITO CARA".


(FRANÇOIS MAURIAC - 1885/1970 -; escritor francês, nobel de literatura 1952, que certamente acharia Edmar Moreira - DEM-MG -, corregedor da Câmara dos Deputados, um personagem pra lá de interessante).

Adicionado por Gregório Macedo em 9 fevereiro 2009 às 0:41 — 2 Comentários

Ele tornou fértil o deserto







"A MANEIRA DE AJUDAR OS OUTROS É PROVAR-LHES QUE ELES SÃO CAPAZES DE PENSAR".







"O VERDADEIRO CRISTIANISMO REJEITA A IDEIA DE QUE UNS NASCEM POBRES E OUTROS RICOS, E QUE OS POBRES DEVEM ATRIBUIR A SUA POBREZA À VONTADE DE DEUS".







"BASTA QUE UM BOTÃO ERRE DE CASA PARA QUE O DESENCONTRO SEJA TOTAL".







(Dom Helder Câmara - nascido em 07 de fevereiro de… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 7 fevereiro 2009 às 19:23 — Sem comentários

Colarinhos impunes





Sob o judicioso propósito de reconhecer a diretriz traçada no art. 5°, LVII, da CF, o Supremo Tribunal Federal decidiu ontem que, no âmbito penal, ninguém poderá ser preso enquanto houver recurso passível de acionamento. É a radicalização total da presunção de inocência: ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória.



Ficamos assim: se um juiz de 1ª instância condena alguém à prisão e… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 6 fevereiro 2009 às 19:30 — Sem comentários

Elementar





Do tributarista Ives Gandra Martins, a propósito das reservas indígenas, indenizações para perseguidos da ditadura militar e cotas para afrodescendentes: "Como advogado, cidadão comum e branco, sinto-me discriminado e com menos espaço, nesta terra de castas e privilégios".



Nada mais simples. Basta, doutor Ives, solicitar que políticos amigos seus se articulem e apresentem proposta de emenda constitucional (art. 60 da CF), com um… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 5 fevereiro 2009 às 18:00 — Sem comentários

É pau, é pedra

No dia 20 passado, concluí assim um 'post' com o título acima, em que comento sobre os ganhos estratosféricos dos executivos dirigentes de bancos e outras empresas americanas: "Que Barack consiga dinamitar com precisão essa estrutura doentia".



Barack Obama decretou hoje: empresa que for contemplada com dinheiro estatal (ou seja, dinheiro do contribuinte) deverá limitar os salários/bônus de seus dirigentes a no máximo US$ 500 mil/ano. Num "mundo" em que certos monstros sagrados das… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 4 fevereiro 2009 às 23:14 — 2 Comentários

Jus esperniandi



Ontem, 03, o ministro Eros Grau, do STF, indeferiu pedido de suspensão do processo que tramita na 6ª vara criminal federal de São Paulo (do juiz Fausto de Sanctis) contra o banco Opportunity/banqueiro Daniel Dantas. É mais um movimento no tabuleiro em que estrebucha a notória operação Satiagraha.



A defesa de DD arguiu a ilegalidade da busca/apreensão de disquetes e documentos no banco e na casa do banqueiro.



Eros Grau na… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 4 fevereiro 2009 às 2:10 — Sem comentários

Sarney de novo





Com 49 votos, Sarney acaba de ser eleito presidente do Senado (81 senadores). É a terceira vez que isso acontece.



Última das raposas felpudas do Brasil, o senador pelo Amapá (ele pode, por ser ex-presidente da República) passou meses descartando a possibilidade de candidatar-se, chegando a afirmar, em dezembro: "...não tenho mais idade, disposição e paciência para ficar sentado na presidência, ouvindo o Mão Santa… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 2 fevereiro 2009 às 18:30 — 2 Comentários

Dois ditos, dois haicais





"O UNIVERSO NÃO É APENAS MAIS ESTRANHO DO QUE IMAGINAMOS; ELE É MAIS ESTRANHO DO QUE PODEMOS IMAGINAR".

(J. B. S. HALDANE - 1892/1964 -; biólogo e geneticista inglês, que, certamente, jamais sequer suspeitou de que há, no universo, mais de 500 bilhões de galáxias, de que a cada trilhão de anos há um big bang e de que o planeta terra tem mais 500 milhões de anos pela frente, quando o sol morrerá, extinguindo o sistema solar - o… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 2 fevereiro 2009 às 3:54 — Sem comentários

Nas alturas





Informa o IEDI-Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial que o spread bancário no Brasil (34,88% em 2008) equivale a 11 vezes a taxa média registrada nos países ricos (3,16%).





Não há notícia sobre se o IEDI apurou os chamados ganhos de tesouraria dos bancos brasileiros. Tais ganhos, classificados como "receitas não operacionais" (receitas não provenientes de empréstimos), repousam basicamente na rolagem… Continuar

Adicionado por Gregório Macedo em 1 fevereiro 2009 às 4:00 — Sem comentários

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço