Portal Luis Nassif

 O jornalista Sérgio Cabral foi um dos fundadores do Pasquim juntamente com Tarso de Castro e Jaguar.Um jornalista eclético,que,mesmo com a criação do Pasquim,ralava em outras publicações e emissoras de rádio e se notabilizou como um dos maiores conhecedores da história da MPB.

 Trabalhando praticamente 16 horas por dia,Cabral procurou dar o bom e de melhor para o seu filho,Sérgio Cabral Filho.

 Sérgio Cabral,o pai,foi militante do PCB, e acabou preso com toda a turma do Pasquim pelos militares durante dois meses no quartel de Realengo.Após o fim da prisão houve o racha no Pasquim e a sua posterior decadência.

 Cabral,o Pai,continuou na labuta jornalística,se virando com podia , permanecendo no PCB.

 No anos de 1980,após o fim da dita cuja,se tornou vereador pelo PSB e nada há de se relatar sobre seu comportamento que o desabone como parlamentar.

 Seu filho ingressou na Juventude Comunista do Partidão,mas  durou pouco ao ser acusado de pelego pelos seus companheiros.Ingressou no PSB e passou,no final dos anos de 1980 e início dos 90 a ter uma coluna semanal no jornal O Dia com o nome A Coluna do Aposentado.Foi eleito vereador,deputado estadual várias vezes e chegou a governador do estado do Rio de Janeiro.

 Cabral,o pai,abandonou a política e permaneceu como jornalista,escrevendo em  O Globo e participando de programas na então TVE. Enquanto isso,seu filho vinha enriquecendo ilicitamente.

 Sérgio Cabral Filho foi preso,todos sabem os motivos.

 Cabral,o Pai,deve estar envergonhado,muito envergonhado,porque sempre defendeu o seu filho de várias acusações,como no Roda Viva de 2010 ao citar o orgulho de ter seu filho à frente do governo do Rio de Janeiro.O estado do Rio de janeiro faliu e seu filho ainda colocou um tal Pezão como seu sucessor.

 E agora,Cabral,o Pai,como você deve estar se sentindo?

Exibições: 1004

Comentário de Ulysses Freire da Paz Jr. em 18 novembro 2016 às 22:06

"Os mortos e desaparecidos no Brasil durante a Ditadura Militar são contados às centenas. Um número infinitamente menor que as 43 milhões de vítimas do stalinismo, ou dos mais de 65 milhões de chineses assassinados pelo regime de Mao Tsé Tung. Aliás, o comunismo é pródigo em ditadores sanguinários: Pol Pot matou cerca de 1/3 da população do Camboja – cerca de 2 milhões de pessoas – entre 1976 e 1979, quando foi presidente daquele país; Josip Tito governou a Iugoslávia entre 1945 e 1980, tendo sido diretamente responsável por cerca de 1,5 milhão de mortes; Kim II Sung , “Grande Líder” da Coréia do Norte, tem em sua conta cerca de 5 milhões de pessoas que morreram em decorrência da opressão e da fome.

Nasci em 1964 e assim como milhões de brasileiros da minha geração e das gerações que se seguiram, não temos estórias de horror para contar acerca da Ditadura Militar. Lamento por aqueles que as tem, mas como disse um grande amigo, “ hoje olhamos a história pelo retrovisor, e isso nos dá um tremendo conforto em saber o que foi, mas não o que poderia ter sido…”

Linha de montagem da VW. Foi no Regime Militar que se consolidou as bases da moderna indústria brasileira
Linha de montagem da VW. Foi no Regime Militar que se consolidou as bases da moderna indústria brasileira
Hoje, 50 anos depois, eu acredito que o Golpe de 1964 cumpriu um importante papel na História de nosso país. A reação dos militares diante da inépcia e da fraqueza de Jango representou o fim do Populismo e o início da modernização do Brasil. No plano econômico trouxe conquistas inegáveis. Entre 1967 e 1973, o Brasil viveu seu Milagre Econômico, alcançando índices de crescimento de até 14% ao ano, sem desemprego e sem inflação, elevando o Brasil do 48º lugar no ranking econômico das nações para o 8º lugar. Foi durante o Governo Militar que foram criadas a Eletrobras, a Nuclebras, a Embratel, o Banco Central e os estímulos às indústrias aeronáutica, naval e automobilística. A Petrobras consolida-se como uma das grandes empresas mundiais. Houve aumento das exportações, modernização do parque industrial brasileiro e expansão do mercado de trabalho. O governo militar criou o Banco Nacional da Habitação (BNH), o Fundo de Garantia sobre Tempo de Serviço (FGTS), o PIS e o PASEP. E não dá para imaginar o Brasil de hoje sem estas realizações! E apesar das restrições às liberdades civis, o Regime Militar contava com o apoio da população. Em julho de 1971 uma pesquisa do IBOPE apontava um índice de 82% de aprovação para o Governo Médici.

Olhando para o retrovisor sinto um conforto tremendo em saber o que foi, pois foi somente em razão da dureza dos militares que o país não se tornou uma ditadura sanguinária como a da Coréia do Norte, nem uma república de bananas como Cuba. Na menos pior das hipóteses, eles impediram que o Brasil passasse pelo que passa a Colômbia e o Peru, que até hoje combatem guerrilhas comunistas associadas ao tráfico de drogas, o que poderia ter sido…" 

Fonte: https://mkninomiya.wordpress.com/2014/04/03/brasil-1964-golpe-que-m...

A verdade sobre Olga Benário e Prestes

http://osentinela-blog.blogspot.com.br/2014/10/a-verdade-sobre-olga...

Os fatos revelam que enquanto os ingleses, belgas, portugueses, franceses e espanhóis pilhavam, saqueavam a África e a América exterminando nativos que se opusessem ao paradigma colonialista a ALEMANHA se ocupava em produzir música, filosofia, literatura de altíssima qualidade. A simonia foi abolida da igreja após a Reforma encabeçada por um alemão. A corrupção e a pornografia e a degeneração dos costumes tem mesma raiz, nenhuma delas alemã, e sim em: Arimã, ou Arimane. https://pt.wikipedia.org/wiki/Arim%C3%A3

Em seu livro “Bestas, Homens e Deuses”, de 1924, o escritor polonês FERDINANDOS SENDOWSKI retrata logo na primeira página a experiência vivida ante a sanguinária revolução bolchevique russa: “No começo do ano 1920 eu estava em Krasnojarsk, na Sibéria. A cidade encontra-se à beira do rio Ienissei, um rio imponente que nas cenas montanhas ensolaradas da Mongólia, levando calor e vida para o mar Ártico. Nansen veio duas vezes até a sua foz para abrir ao comércio europeu uma rota até o coração da Ásia. Nessa cidade, no meio do calmo inverno siberiano, eu fui alcançado pelo VENDAVAL DA REVOLUÇÃO QUE ESTAVA VARRENDO TODA A RUSSIA, SEMEANDO NAQUELE PAÍS RICO E PACÍFICO A VINGANÇA, O ÓDIO, O ASSASSINATO E TODA ESPÉCIE DE CRIMES NÃO PREVISTOS PELOS CÓDIGOS PENAIS. Ninguém conseguia imaginar qual seria seu destino. AS PESSOAS viviam de um dia para o outro, SAIAM DE CASA SEM SABER SE VOLTARIAM OU SE SERIAM presas na rua e JOGADAS NAS MASMORRAS da comissão revolucionária, uma paródia DA JUSTIÇA MAIS TERRÍVEL E MAIS SEDENTA DE SANGUE QUE A INQUISIÇÃO. (…)”

O mundo encontra-se subjugado pela ANTICULTURA americana orquestrada pelos vencedores da SEGUNDA GUERRA, os mesmos responsáveis pelo projeto: “A Sinfonia Vermelha” consoante aos itens enumerados no livro THE NAKED COMMUNIST  https://pt-br.facebook.com/midiainversa/posts/729671413759075 ou também, entre tantas narrativas não oficiais e por isso mesmo – sérias, como narrada por Salvador Borrego em seu livro de 53 edições, nenhuma em ou outro idioma além do espanhol: DERROTA MUNDIAL:  http://vho.org/aaargh/fran/livres9/BORREGOdermund.pdf  “O grande teste de sobrevivência da democracia é assumir, que se norteou mais pela propaganda do que pela lógica e, contra seu próprio interesse foi lançada à guerra para salvar o Marxismo do regime ditatorial bolchevique comunista russo, que se impusera de maneira extraordinariamente sangrenta embasado em uma inusitada doutrina que nega os princípios milenares de nacionalidade e pátria, sua mortal ojeriza contra propriedade privada, sua peremptória posição ateísta corroborada em sua implacável perseguição religiosa e sua manifesta intenção de expandir tais sistemas através da “revolução mundial” profetizada por Marx

"O COMUNISMO NÃO É A FRATERNIDADE, É A INVASÃO DO ÓDIO ENTRE AS CLASSES. NÃO É A RECONCILIAÇÃO DOS HOMENS - É O SEU EXTERMÍNIO  MÚTUO" Ruy Barbosa http://i1.wp.com/www.elyvidal.com.br/wp-content/uploads/2015/07/ima...

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço