A portuguesinha Maria do Carmo Miranda da Cunha nasceu na Freguesia de Várzea da Ovelha, pertencente ao Conselho de Marco de Canavezes, antiga São Martinho da Aliviada, no Distrito do Porto, em Portugal, em 9 de fevereiro de 1909. Ano e meio depois estava morando no Rio de Janeiro, tornando-se a maior estrela internacional do país adotivo.

O maestro Pixinguinha não conseguia dominar os músicos se a gravação era de Carmen Miranda. Quando começava a cantar, marcava o compasso requebrando as cadeiras como só ela sabia. Era um Deus nos acuda. Os músicos esqueciam as mãos do maestro e quem regia a orquestra era o gingado de Carmen.

Foi a primeira cantora de rádio a ter contrato (2 contos de réis por mês), na Rádio Mayrink Veiga, em 1933. Três anos depois já percebia 5 contos de réis, na Rádio Tupi.

Com o Bando da Lua realizou shows memoráveis no Cassino da Urca, onde, em 1939, o empresário norte-americano Lee Shubert veio buscá-la, transformando-a em estrela da Broadway.

Carmen visitou o Rio de Janeiro a passeio em 1940, e passou mais de uma década sem pisar no Brasil quando, em 1954, já estressada e doente, retornou para um longo descanso na cidade maravilhosa. Um ano depois, em 5 de agosto de 1955, seu coração sucumbiu durante um programa de televisão, e ela veio a falecer em sua casa de Beverly Hils, Los Angeles, aos 46 anos de idade.

O enterro, no Rio de Janeiro, reuniu uma multidão inconsolável para o último adeus à Pequena Notável.

Várias foram as tentativas, mas nenhum slogan conseguiu traduzir toda a grandeza de Carmen Miranda.


Fico feliz em publicar meu primeiro post de 2009, com essa chamada às comemorações do Centenário de Carmen Miranda. Com certeza muitas homenagens acontecerão ao longo deste ano.

Convido a todos a uma viagem pelo Museu Virtual Carmen Miranda (AQUI) É um primor de site.
Lá vocês encontrarão Biografia, Discografia, Galeria, Frase, Filmoteca, Busca, praticamente tudo sobre a vida da artista. O acervo de vídeos, filmes, fotos... é maravilhoso!

Propositadamente não coloquei nenhum vídeo neste post, visando aguçar a curiosidade e motivação de vocês para conhecerem o Museu Virtual Carmen Miranda. Façam uma excelente viagem...

Exibições: 271

Comentário de Roberto Luis em 1 janeiro 2009 às 21:21
Parabéns, Laura! Abriu o ano com chave de ouro e obrigado por disponibilizar essas informações. Irei ao Museu Virtual, porque estou resssuscitando um antigo projeto que ficou meio engavetado. Agora, em formato de blog, pretendo rever toda a idéia e porisso eu estou também aqui, como novato. O blog é o:
http://tempomusica.blogspot.com/
Abraços,
Roberto Luis.
Comentário de Cafu em 6 janeiro 2009 às 17:05
Laurinha,
Vc antenada como sempre! Adorei o Museu Virtual Carmem Miranda. Valeu a dica.
Beijos.
Comentário de Helô em 9 fevereiro 2009 às 20:09
Laurinha
Eu havia visto seu post sim, mas alguns dias depois de você publicá-lo. Como disse a Cafu, você sempre antenada. Quando estudei no Rio, almoçava no restaurante "Pequena Notável", na Travessa do Comércio. Era um barato saber que ali havia morado Carmen Miranda. Tenho algumas fotos de lá, mas preciso escaneá-las. Hoje passei a tarde tentando baixar umas músicas no DivShare para o post de Carmen, mas quem disse que o programa funcionava? Parece que só agora normalizou. Vamos ver se ainda consigo.
Beijos.
Comentário de Gilberto Cruvinel em 5 março 2009 às 1:47
Laura, seu post está ótimo. Gosto de uma definição que ouvi na TV, acho que do Nélson Motta: A mais brasileiras das cantoras nasceu em Portugal.
Não me canso de ir ao Museu e a cada vez ouvir uma daquelas 280 marchinhas e sambas que ela gravou.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço