Portal Luis Nassif

21° Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga



Fontes: Folder do Festival e Página do Centro Cultural Pró-Música de Juiz de Fora

O Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga chega ao seu 21° ano. Ao longo destas duas décadas, o evento marcou a agenda musical brasileira com uma celebração da arte durante 15 dias, sempre em julho. Nesta trajetória, promoveu cerca de 800 concertos, sempre gratuitos, unindo centenas de milhares de espectadores e milhares artistas.
Desta festa da música têm participado as mais importantes orquestras brasileiras, além de músicas e grupos destacados no exterior na interpretação historicamente correta do acervo colonial e antigo.
Vom o vasto acervo produzido de CDs, livros e DVD, trazendo à luz exemplos das composições dos séculos XVII e XVIII - algumas em primeira execução contemporânea - o evento provocou profunda mudança no cenário da cultura nacional e tem dado a um público, diversificado e crescente, acesso a um tipo de produção que poderia ficar restrita a iniciados. Este ano, mais uma vez, a Orquestra Barroca do Festival faz o registro, com instrumentos de época, do barroco europeu e de nossa música antiga.

Em paralelo ao esforço de popularização e formação de público, o Festival investiu na pesquisa acadêmica com a realização do Encontro de Musicologia Histórica. O encontro é o maior evento brasileiro do gênero em número de edições bienais, número de trabalhos apresentados e impressos e duração temporal. Este ano, o Pró-Música lança os Anais do 8° encontro e prepara um novo passo com a reformatação do projeto para 2011.
Nesta 21ª edição, é retomada a parceria Consulado Francês - Culturefrance, com a participação de professores. Também a Faculdade de Música da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) participa do quadro de cursos com três docentes.
Premiado com as mais significativas distinções da cultura brasileira, o Festival é reconhecido como bem imaterial pela cidade de Juiz de Fora (MG), onde se realiza numa promoção do Centro Cultural Pró-Música.

Veja a programação de concertos, workshops, lançamento de livros e outros eventos aqui.

**********

Orquestra Barroca


A Orquestra Barroca é resultado de uma das principais metas do Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga: o estudo, a realização e a divulgação da música antiga, interpretada segundo critérios técnicos e estilísticos de sua época. Além disso, os músicos da Orquestra buscam inovar a música do
passado, aumentando o interesse e confirmando sua imortalidade através dos tempos. Com sete CDs gravados e um DVD, com obras de J.SBach, Mozart, G.F.Handel, G.P.Telemann, J.Emerico Lobo de Mesquita, André da
Silva Gomes, João de Deus de Castro Lobo, entre outros, e elogios da crítica especializada, a Orquestra Barroca do Festival tem reputação internacional pelo sólido trabalho continuado e o alto nível artístico de suas realizações.


O regente da orquestra e diretor artístico do Festival, Luís Otávio Santos, ingressou em 1990 no Koninklijk Conservatorium Den Haag, na Holanda, onde foi aluno de Jacques Ogg (cravo) e Sigiswald Kuijken (violino barroco). Em 1996, obteve o Diplomade Solista (Master’s degree) com a mais alta distinção. Desde 1992 é um
dos principais membros da importante orquestra barroca “La Petite Bande”, onde vem atuando como solista, spalla e um dos mais próximos colaboradores do maestro Sigiswald Kuijken. Com este grupo realiza turnês por vários países da Europa, China, Japão, México, Colômbia, Argentina e Brasil, assim como dezenas de CDs e gravações para as TVs belga ,francesa e japonesa.

Luís Otávio Santos atua também como spalla e solista de outros grupos europeus, como Ricercar Consort (dir. Philippe Pierlot), Le Concert Français (dir. Pierre Hantai), De Nederlandse Bachverening (dir. Gustav Leonhardt) e Il Fondamento (dir. Paul Dombrecht). Foi professor da Scuola di Musica di Fiesole, Florença, de 1997 a 2001. É freqüentemente convidado como júri dos exames finais do Conservatoire National Superieur de Musique de Lyon e do Conservatoire de Musique de Geneve, e como professor do XXme Stage de Musique Baroque de Barbastre, França, da Oficina de Música de Curitiba e do Festival Internacional de Música de Brasília. Em 2004 foi professor convidado na Muzikhoheschule de Leipzig, Alemanha.

É diretor musical da “Den Haag Baroque Orchestra”, que possui varios CDs gravados na Alemanha e realizou duas turnês no Brasil, onde regeu a Missa em si menor de Bach (Mosteiro de São Bento, São Paulo 2004) e o Magnificat de Bach (Sala São Paulo, 2003). Desde 1998 é professor de violino barroco do Conservatório Real de Bruxelas, Bélgica. Em 2000, gravou a integral das Sonatas para violino de J.S.Bach, ao lado do cravista holandês Peter-jan Belder, para o selo holandês Brilliant. Em 2004, gravou seu segundo disco solo com sonatas de J.M.Leclair (acompanhado pelo cravista Alessandro Santoro e o gambista Ricardo Rodriguez) para o selo alemão Rameé e recebeu o prêmio “Diapason D’Or”, a maior distinção concedida a um CD na França.

No Brasil, Luís Otávio Santos é diretor artístico do Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga de Juiz de Fora e regente da Orquestra Barroca do Festival, que já gravou quatro CDs com obras de
J.S.Bach (Magnificat, Ouverture BWV1068 e 1066), G.P.Telemann, J.J.Emerico Lobo de Mesquita e André da Silva Gomes. Em 2004, o Festival comemorou 15 anos com a edição de um DVD com a Orquestra Barroca do Festival com obras de J.S.Bach, J.M.Leclair, A.Vivaldi e F.Durante.

*******
Luís Otávio Santos é casado com a bela Natália Chahin, oboísta da Orquestra Barroca e filha do nosso querido amigo Luiz Eduardo Brandão.

*******

Concerto da Orquestra Barroca no XX Festival - 20/07/2009
Direção Luis Otavio Santos
Theatro Central - Juiz de Fora- MG Brasil
J.F.Rebel (1666-1747) - La Fantaisie



Exibições: 277

Comentário de Marise em 15 julho 2010 às 19:44
Helô que maravilha deve ser este festival. Que inveja de ti por estar aí pertinho e poder assistir.
beijos
Comentário de Helô em 15 julho 2010 às 19:58
Marise querida
É de se louvar o trabalho do Centro Cultural Pró-Música aqui em Juiz de Fora. Pude acompanhar a sua fundação, porque a diretora Maria Isabel foi minha professora de Teoria Musical nos anos 70. Ela, o marido e agora os filhos também, lutaram muito para conseguir transformar um sonho nessa realidade atual. No início, os concertos eram apresentados em salas de hotéis, cinemas e escolas. A dificuldade em se conseguir patrocínio era enorme! Mais tarde, foi construída a sede própria e depois criaram as escolas. Vou copiar aqui um trecho do que está no site:
"A receita do Pró-Música é gerada por suas próprias iniciativas em favor da cultura e se originam, principalmente, da Escola de Artes e da ocupação do Teatro Pró-Música. A escola, tradicional facilitadora do acesso ao ensino da música, tem cerca de 1.500 alunos dos quais 10% recebem bolsas, com empréstimo de instrumentos. O Teatro Pró-Música (Avenida Rio Branco 2329), recentemente reformado, abriga, com excelência, espetáculos de música erudita, mas abre espaço também para a música popular, o teatro e a dança."
O Festival é hoje referência no mundo inteiro e Juiz de Fora tornou-se "celeiro de bons músicos e capital da música colonial brasileira."
Beijos.
Comentário de Laura Macedo em 26 julho 2010 às 1:07
Levei a revista BRAVO! para o litoral e acabei tomando conhecimento deste fabuloso Festival Internacional de Música Coloquial e Antiga. Imediatamente lembrei de você. Era para ter comentado logo que cheguei, mas o corre-corre foi grande e continua.

Que surpresa maravilhosa me deparar hoje com esse seu post fantástico. Parabéns , minha amiga.

Beijos.
Comentário de Helô em 26 julho 2010 às 1:26
Oi, Laurinha
Legal saber que saiu na revista Bravo. No dia 18 fui assistir à Orquestra Barroca e conheci a filha do nosso amigo Luiz Eduardo. Ela é excelente oboísta e o concerto foi maravilhoso. Pena que eu viajei no fim de semana e acabei perdendo umas coisas boas da programação.
Beijos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço