Já li este ano 11 livros - no momento devoro Fausto, de Goethe (em prosa, numa tradução da versão francesa de Gérard de Nerval). Desse total, dois foram online - Máquina de Pinball, da Clarah Averbuck, e Natural Capitalism, dos ambientalistas Paul Hawken e Amory Lovins (ainda não terminei, na verdade, mas tô quase). Ou seja, 20%. Nada mal… E a tendência é aumentar.

Não chegarei a 100% porque tenho livro que não acaba mais aqui em casa e pretendo ler todos até o fim dos (meus) tempos. Mas quase não compro mais livros e há dois motivos pra isso: tenho dado preferências aos clássicos e tenho encontrado quase todos eles na internet. A Biblioteca do Escriba que estou montando aqui neste espaço que o diga. Demorei a atualizá-la mas valeu à pena. Juntei material de montão, só com coisa fina. Saca só:

* Fausto (de Goethe) - tradução de António Feliciano de Castilho (1800-1875)
* Natural Capitalism (dos ambientalistas Paul Hawken e Amory Lovins)
* Obras completas de Edgar Allan Poe
* Moby D*** (Herman Melville)
* Clássicos da literatura americana
* Clássicos da literatura européia
* Por que se mete, porra? (Delicadezas de Paulo César Peréio)
* Sun of Suns (ficção-científica de Karl Schroeder)
* Capão, Outras Histórias (de Valter Ferraz, a quem conheci na Comunidade do Nassif)

Tá tudo lá na Biblioteca, sirva-se!

Exibições: 18

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço