3 séculos de arte: Dos recusados de ontem aos (?,...) de hoje

propósito inicial deste mutirão era a Semana de Arte Moderna, no entanto terminamos indo além do modernismo. Que tal enviar este links para seus contatos, o mutirão continua,..


Luis Nassif:  A gênese do  Mutirão da Semana de Arte Moderna
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/mutirao-da-semana-de-arte-...


A página do Mutirão da Semana de Arte Moderna
Atualização - 5/2/2012
Os 90 anos do movimento modernista
Atualização - 6/2/2012
Os 90 anos da Semana de Arte Moderna
 Atualização - 10/2/12
Os 50 anos da morte do gênio Portinari 
Atualização - 13/2/2012
Mário de Andrade: O Movimento Modernista
Atualização - 13/2/2012
Cardápio modernista: Sopa de mecenas e sapo de sobremesa
Atualização - 13/2/2012 
Semana de 22: Exaltar o passado não é moderno
Atualização - 13/2/12
Anarquista Lúcida aponta modernismo em Monteiro Lobato
Atualização - 13/2/12 
Monteiro Lobato: Um moderno anti-modernista?
Atualização - 13/2/12
De Paris, de Victor Brecheret para Mário de Andrade
Isso também:
Antônio Cândido comenta o legado de Mário de Andrade
Atualização - 14/2/12
Sobre a polêmica Lobato x Modernistas o Nassif upou esta postagem que eu havia publicado no Brasilianas.Org
Upou ou publicou, tanto faz
Atualização -  14/2/2012
Já tratamos bastante deste assunto, que tal mudarmos o disco
Vamos pular então para o concretismo que, como se sabe, foi substituido pelo neoconcretismo,  este porto no qual ancorou-se arte contemporânea.
Atualização- 15/2/12
Na sequência do moedernismo vieram o  concretismo, o neoconcretismo, a Tropicália, o Movimento de 68, reuni aqui alguns links
Tropicália de Hélio Oiticica
  
O Movimento de 68
  
Repressão Militar: O Dia que Qurou 21 Anos
Atualização - 16/2/12

Década de 70

A arte conceitual conceitual da década de 70



Globo: Sandra Annenberg mostra destaques da Semana de Arte Moderna de 1922
Para finalizar, dois adendos:
1- Os recusados

A "quebra da normalidade" começou com o impressionismo (leia-se Salão dos Recusados), enfim, ao pegarmos o fio da meada desta quebra de paradigmas seria melhor não nos prendermos no que aconteceu em de Brasil, até mesmo porque o mundo passou a ser globalizado lá pelos idos de 1500, com as navegações portuguesas.
Por isso reuni alguns links cujos textos remetem ao fim da "normalidade" na arte

"(...) O esgotamento da cultura de inspiração clássica em fins do século XIX, contemporânea da derrocada da nobreza européia e do esfacelamento das últimas monarquias, bem como do advento da civilização industrial e pós-industrial, que tornou a própria arte reproduzível, levou os artistas a proclamarem uma revolução estética que se inicia com a pintura impressionista e que deságua na pluralidade de tendências estéticas que marcou o século XX – os famosos ismos. Com isso, estabelece-se um novo conceito de arte moderna, entendida agora como a arte nascida das vanguardas do início do século XX, por oposição à arte praticada até o século XIX, chamada comumente de arte acadêmica, por ser aquela que se ensinava nas academias de belas-artes.(...)"

As vanguardas européias e os ismos contemporâneos
O que é vanguarda?
Arte moderna
O fim das vanguardas
Isso também
Com o impressionismo, os "recusados"' marcam presença no cenário artístico
2- A atualidade
E a arte hoje? Depois de tudo isso que foi exposto, como está hoje? O que ocorreu do impressionismo até os anos 60/70 já sabemos. E daí para cá, como está? 
A arte de nossos dias ou a arte hoje,,,.alguma coisa neste sentido.
A arte brasileira, se estava atrás no tempo até a década de 20 do século passado, a partir da Semana de 22 começou a se atualizar, o que ocorreu de forma lenta, até mesmo porque o modernismo instalou-se aos poucos no país, indo até a década de 60. 
Não somente a Semana de 22 como também a Bienal Internacional de SP foi importante para esta atualização do Brasil. 
O certo é que hoje o Brasil não deixa a desejar em relação a outros países, não havendo a defasagem de outrora, sendo que o desafio do momento diz respeito à manutenção desta atualidade, o que está sendo feito para que a roda continue a girar, para que a arte feita por aqui não pare no tempo. O que precisamos? Educação de qualidade, que produza boas pesquisas? Incremento e disseminação de publicações? Eventos? Como as novas tecnologias podem ser usadas para o avanço? Poderíamos falar disso a partir de agora: Arte prá que mesmo,,...


A arte hoje
Verdade, hoje a obra de um artista poderia muito bem se inserir numa das escolas tais como surrealismo, art pop, arte popular, academicismo, impressionismo, etc, sem que o artista seja filiado a um destes movimentos. Revival? Sim, pelo olhar do espectador, um retorno ao passado, uma releitura mas, do ponto de vista do artista nada disso e sim,  antes de tudo, apenas um meio a mais de expressão dentre tantos outros disponíveis por ai. Mãos à obra.
P.S.- Quanto à liberdade de criação nem tanto, pois o artista hoje se esbarra em limitações tais como boicote por parte de grandes corporações caso realize alguma obra que a desagrade, falta de estrutura receptiva à arte nas cidades-estados mas, para quem quer produzir à margem de tudo isso, como disso, pense no Poder Curador de uma hipotética realidade,,..,...

O que é a arte hoje, ou melhor, o que, como, como, quando...

Últimas postagens sobre arte na comunidade de leitores Luis Nassif Online

Johan Jonsson (escultura)
Vally Nomidou (escultura)
Alexandre Farto (arte pública)
Cartola(música), Grant Simon Rogers(fotografia), Arte de anônimos em bueiros no Japão, Silvia Pelissero (aquarelas)
Cinema: A questão do dinheiro

Um convite,,..participe do Mutirão do Pinheirinho
http://www.advivo.com.br/mutirao/o-caso-pinheirinho


Honduras, Pinheirinho....estes fatos escabrosos tem relação uns com outros, sem dúvida, esta obra de Munch sintetiza estes 3 últimos séculos de medo. Arte prá que mesmo,,..

Dos recusados de ontem aos (?,...) de hoje: Em construção.
Arte prá que mesmo,...
Continua....

Exibições: 199

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço