Portal Luis Nassif

9 MOTIVOS DE NÃO PRECISARMOS DE MARIN ALSOP NA OSESP. ARTIGO DE ALI HASSAN AYACHE NO BLOG DE ÓPERA & BALLET.



SALÁRIO : Não deveria ser sigiloso já que a OSESP é mantida com dinheiro público, dizem que a regente titular Marin Alsop ganha mais 700 mil dólares por ano. Convertendo em reais temos um valor absurdo de mais de dois milhões e trezentos mil reais/ano. Isso sem contar todas as mordomias que a madame exige: primeira classe em voos internacionais, hotel cinco estrelas, transporte e alimentação chique e uma Coca-Cola light sempre disponível no camarim. Esses valores somados a essas regalias são um acinte ao povo paulista, uma piada de mau gosto paga com impostos.

 
DEDICAÇÃO: Marin Alsop trabalha pouco por essas bandas, seu contrato fala em um mínimo de dez semanas por ano, a verdade é que nem isso ela cumpre. Apareceu em São Paulo onze semanas em 2012, oito semanas em 2013 e nos anos de 2014 e 2015 míseras nove semanas. Pouco trabalho, salário alto e dedicação nenhuma à OSESP. Marin chega na segunda, ensaia dois dias, se apresenta na quinta e sexta-feira e no sábado à tarde, assim que termina o concerto, se manda rapidinho para o aeroporto. 
  
REGÊNCIA: Endeusada pela diretoria da OSESP  a regência de Marin Alsop não é a última coca-cola light no deserto. A gringa é bem formada e até tem competência, por aqui rege todos os compositores da mesma maneira, como se Mozart fosse igual a Strauss e a Mahler. Regência uniforme para todos os compositores é sua regra, não é uma regente fantástica ou incrível que transmite uma sonoridade e imponha um estilo a OSESP. O que se vê é uma orquestra que não evoluiu, a musicalidade está estagnada e a regente acomodada com a situação. Pelo salário pago Alsop tem a obrigação de mostrar e se dedicar mais.
 
PROGRAMAÇÃO: A programação elaborada nos últimos anos tem se caracterizado por escolhas equivocadas. A preferência por encomendas de novos compositores e a insistência em colocar Bernstein (Professor de Marin Alsop) na programação é uma chatice sem tamanho. Obras inexpressivas e solistas internacionais aparecem aqui para cantar trechos minúsculos é outra característica da programação anual.
 
EMPATIA: Em pesquisa sigilosa realizada com os músicos o resultado é assustador, mais de70% deles rejeitam o trabalho da regente, A direção não está preocupada com isso e fez questão de renovar até o ano de 2019, mais uma vez com contrato sigiloso. Marin dividiu a orquestra em dois grupos e tem preferência por um deles. Isso gera uma série de transtornos, músicos não reclamam em público com medo de represálias, mas em off a chiadeira é grande.
 
ASSINATURAS: Caso fosse uma regente de competência internacional como é anunciado pela direção o número de assinaturas teria aumentado e o público lotaria a Sala São Paulo. A verdade é incontestável, o número de assinaturas diminuiu e o público já não aparece tanto. Programação chata e regente sem dedicação é o resultado dessa fuga.
 
REGENTES CONVIDADOS: A OSESP é a única orquestra do mundo que toca melhor com os regentes convidados. Devido à ausência da titular eles são muitos no ano e alguns extraem da orquestra sonoridade que Marin nem sonha em conseguir. Ela não está preocupada com isso, o importante é faturar e as verdinhas entram todo mês em sua conta. O povo paulista que paga a conta.

PROGRAMAS EDUCACIONAIS: Alsop é titular em Baltimore e por lá ela coordena programas educacionais voltados à comunidade. Por aqui isso inexiste, fez por aqui masterclass de regência e dizem que foi bem. Por que não fazer mais por nossa comunidade Marin Alsop?

GRAVAÇÃOES: As gravações que são idolatradas pela diretoria são feitas as pressas e colocam pressão desnecessária sobre os músicos. As escalas são insanas com ensaios para os concertos da semana, apresentações e gravações, tudo na mesma semana devido à falta de tempo da madame. Os músicos ensaiam na segunda, terça e quarta, tocam na quinta e sexta-feira a noite e logo no sábado de manhã tem que gravar e a tarde se apresentar novamente.  
 
Ali Hassan Ayache

Exibições: 77

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço