“Coisas nossas” (samba), Noel Rosa, 1932.

 

 

Com a gradual implantação do som no cinema brasileiro, Wallace Downey, um americano ligado à nossa indústria fonográfica, percebeu que a produção de filmes musicais poderia ser um negócio muito lucrativo. Assim apoiado pela empresa Byington & Cia., de São Paulo, realizaria em 1931 o curta metragem “Mágoa sertaneja” e o longa “Coisas nossas”, os musicais pioneiros do nosso cinema.

 

 

Inspirado, talvez, pelo título deste último, Noel Rosa compôs o samba homônimo (também conhecido por “São coisas nossas”), em que “filosofa” espiritualmente sobre hábitos, manias e “outras bossas” tipicamente brasileiras – “O samba, a prontidão e outras bossas / são coisas nossas, são coisas nossas...”.

 

 

“Coisas nossas” e mais outros quatro sambas foram lançados  por Noel em discos Columbia, empresa que na época havia instalado um estúdio de gravação no Rio de Janeiro.

 

 

 

“Coisas nossas” (Noel Rosa) # Noel e seu Grupo. Disco Columbia (22.089A), 1932.

 

 

 

 

 

FONTES
1) Livro




A Canção no Tempo: 85 anos de músicas brasileiras, Vol 1: 1901-1957 / Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello. - São Paulo: Ed. 34, 1977.



2) Disco: CD 3 /Vol. 2 - Coleção Noel pela primeira vez. Funarte. (Org. Omar Jubran), 2000.

 

Exibições: 63

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço