“Súplica” (valsa), Otávio Gabus Mendes, José Marcílio e Déo, 1940.

 

 

Homem de intensa atividade na imprensa e no rádio paulistanos dos anos trinta, Otávio Gabus Mendes (pai do telenovelista Cassiano Gabus Mendes) ainda arranjou tempo para vitoriosa incursão na música popular, compondo com José Marcílio e o cantor Déo a valsa “Súplica”.

 

Sem demérito para os parceiros, o ponto alto desta valsa é a letra de Gabus Mendes, que, além de muito bem construída, não possui rimas, uma característica incomum nas canções da época: “Aço frio de um punhal / foi teu adeus pra mim / não crendo na verdade / implorei, pedi / as súplicas morreram sem eco, em vão / batendo nas paredes frias do apartamento...”.

 

O curioso é que esse detalhe não é percebido pela maioria dos ouvintes, graças, talvez, à integração perfeita entre letra e melodia.

 

Composta em 1938, “Súplica” permanecia inédita em disco quase dois anos depois, quando foi descoberta e gravada por Orlando Silva.

 

 

"Súplica" # Orlando Silva.

 

 

 

 

 

 

FONTES
1) Livro




A Canção no Tempo: 85 anos de músicas brasileiras, Vol 1: 1901-1957 / Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello. - São Paulo: Ed. 34, 1977.

 

 

 

 

2) Disco / Álbum Carinhoso - Orlando Silva, 1959.

Exibições: 136

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço