"Primeiro Amor" (valsa), Patápio Silva, 1904.


Flautista excepcional e muito bom compositor, Patápio Silva começou ainda adolescente atuando em bandas do interior, cursando a seguir o Instituto Nacional de Música, onde se formou em 1903. A partir de então, desenvolveu uma vitoriosa carreira, que seria interrrompida pela sua morte aos 27 anos.

A popularidade de Patápio era tão grande que seus discos permaneceram em catálogo por mais de duas décadas.

Um de seus maiores sucessos foi a graciosa valsa "Primeiro Amor", um clássico do repertório flautístico brasileiro, que dá bem a ideia do estilo musical do autor, situado na fronteira do popular com o erudito. É provável que Patápio optasse pela música de concerto se tivesse vivido por mais tempo.



"Primeiro Amor", Patápio Silva. Discos Odeon, 1904.



************

FONTES
1) Livro




A Canção no Tempo: 85 anos de músicas brasileiras, Vol 1: 1901-1957 / Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello. - São Paulo: Ed. 34, 1977.



2) DISCO Odeon, 1904 (Acervo do Instituto Moreira Salles)


************

Exibições: 70

Comentário de moacir oliveira em 9 outubro 2009 às 21:57
Belo tema,pra fechar a semana!
Bom feriado!
Comentário de Gregório Macedo em 10 outubro 2009 às 3:08
O Patápio era um baita erudito. Música bela e delicada.
Beijos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço