“Jura” (samba), Sinhô, 1929.


“Jura” é o maior sucesso de Sinhô. Bem representativo da última e melhor fase do compositor, mostra algumas características marcantes do seu estilo, como a repetição de palavras no início do estribilho – “Jura, jura, jura...” -, com orações que transbordam de um verso para outro, e o decantado pernosticismo, presente, mais uma vez, na atrevida imagem do “beijo puro da catedral do amor”. Tudo isso sobre um fraseado musical simples, original, ao mesmo tempo alegre e sentimental, entrecortado de síncopes, uma herança do maxixe.

Lançado por Aracy Cortes na revista “Microlândia”, reprisada em “Miss Brasil”, e gravado simultaneamente por Aracy e Mário Reis, em fins de 1928, “Jura” foi uma das músicas mais cantadas no Brasil nos anos seguintes.

O jornalista Jota Efegê (João Ferreira Gomes), que assistiu a estréia de “Jura” no teatro, relembrou o fato em interessante artigo publicado em “O Jornal”, muitos anos depois.

Conta Efegê que a platéia exigiu a repetição do número várias vezes, tendo Sinhô subido ao palco onde, abraçado a Aracy, recebeu do público verdadeira consagração. Detalhe pitoresco ressaltado pelo jornalista foi a maneira como o espanhol Antônio Rada, maestro do espetáculo, “conduzia a orquestra, dançando e fazendo vibrar uma espécie de chocalho, comunicando aos músicos seu “allegro molto vivo”.

A propósito era comum a presença de músicos estrangeiros nas orquestras de nosso teatro de revista nos anos vinte. Houve até alguns que aqui se radicaram, como os russos Simon Bountman e I Kolman.


“Jura”, na interpretação de Aracy Cortes.



FONTES
1) Livro




A Canção no Tempo: 85 anos de músicas brasileiras, Vol 1: 1901-1957 / Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello. - São Paulo: Ed. 34, 1977.



2) Disco Parlophon, 1928, (Acervo do Instituto Moreira Salles).

Exibições: 69

Comentário de Gregório Macedo em 24 junho 2010 às 3:52
Uma beleza.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço