A Chacina dos policiais da Rota e sua família em SP .

 Caros amigos,o delegado Itagiba,como todo "bom" delagado que se preza,resolveu,de uma tacada só,o caso da chancina do casal de PMs da Rota(18 batalhão) e sua família,dia 5,ao imputar o crime ao filho do casal,Marcelo Perseghini,13 anos de idade, e seu posterior suicídio 18 hs depois do crime.Os fatos contradizem o delegado Itagiba.Logo depois da chacina um coronel do batalhão em que era lotado o casal,coronel Dimas,declarou,em entrevista à Rádio Bandeirantes de SP que a esposa do sargento,a cabo Vanderleía,tinha denunciado colegas de farda do 18 batalhão de arrombamentos de caixas eletrônicos de bancos e chacinas na região.Horas depois,estranhamente,em depoimento à corregedoria do batalhão da Rota declarou que se expressara mal diante dos microfones da emissora.

 Itagiba voltou a sustentar que o assassino fora o filho do casal,que ele sedara todos da família,os matara na madrugada,pegou o veiculo do pai ,foi ao colégio e depois,ao voltar para casa,suicidou-se ao lado da mãe,já morta.

 Ontem mesmo a SSP desmentiu a existência de laudos preliminares toxicológicos confirmando a sedação e o computador em que o garoto investigava como se sedava as pessoas.Ontem,na Band,no programa televisivo do Datena,mostrou a imagem de um veículo estacionando alguns metros antes da residência da família dos PMs ,o garoto Marcelo voltando,supostamente deste veículo,com uma mochila nas costas e um outro veículo,próximo,do lado oposto da rua,com o farol aceso.Estas novas imagens podem trazer à tona novas evidências.

 Um outro depoimento interessante é do ex. major da PM Olimpo,agora deputado estadual de São Paulo,é de que tudo(na casa das vítimas)estava tudo bem certinho,que se o filho do casal tivesse atirado contra si próprio,pela posição do seu corpo encontrada,a pistola 40,da mãe,deveria ter-se deslocado bem adiante do corpo de Marcelo e não ficar  a pistola sobre seu corpo.

 A Folha de S.Paulo,de ontem,confirmou que no 18 batalhão,em que servia o casal,alguns policiais da Rota já eram alvos de investigações sobre arrombamentos de caixas eletrônicos de bancos e chacinas.E que anos atrás  um coronel deste batalhão fora assassinado e os suspeitos eram PMs e que estes depois foram absolvidos.Uma outra evidência a ser apaurada,aliás duas evidências a serem apuradas.

 O depoimento de um colega de farda do casal de que o pai ensinara Marcelo a atirar e dirigir não é contundente,haja vista que muitos policiais ensinam seus filhos a atirarem;o depoimento do colega de colégio de Marcelo,que afirma que o mesmo lhe confindeciara que tinha desejo de matar a família e fugir de casa pode também não ser levado a sério.Por que? Se Marcelo teve a precisão cirúrgica de utilizar 5 balas da pistola da mãe no ato do crime, e de seu posterior suicídio 18 horas depois, por que em sua mochila só tinha 3 peças de roupas limpas e 4 rolos de papel higiênicos para uma pessoa que iria fugir após o crime? E por que fugiria 18 horas depois da chacina? E por que resolvera se matar ao regressar para sua casa? São indagações que lhes faço.

 Outra hipótese implausível é de que o garoto surtou.Ora um surto psicótico nem sempre tem o requinte do planejamento do crime e é improvável que uma pessoa surtada só venha a se matar 18 horas depois.

 Querem encobrir algo de podre neste funesto episódio.

Exibições: 103

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço