Aécio Neves: "Governo federal é omisso com a segurança pública"

Em nota oficial do PSDB, Aécio criticou nesta segunda-feira (20) o governo federal de ter "lavado as mãos" para a área de segurança.
 
Fonte: Estadão
O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), acusou nesta segunda-feira, 20, o governo federal de ter "lavado as mãos" para a área de segurança. A declaração do tucano, feita por meio de uma nota oficial do partido, ocorre poucas horas depois de a presidente Dilma Rousseff alfinetar os governos anteriores e afirmar que na sua gestão e na do ex-presidente Lula a questão de segurança pública não ficou apenas nas mãos do Estado.
"Nós nunca nos omitimos, pelo contrário", afirmou Dilma em entrevista na manhã desta segunda a rádios de Minas Gerais, reduto eleitoral de Aécio. Segundo a presidente, o governo está investindo R$ 1,1 bilhão no sistema penitenciário nacional. A expectativa é que sejam criadas 47 mil novas vagas no sistema prisional, mais de 5 mil delas em Minas Gerais.
Leia a nota oficial:
Infelizmente, as palavras da presidente não têm o poder de mudar a realidade. O governo federal tem sido extremamente omisso e lavado as mãos em relação à segurança pública. Não é compreensível que, apesar da gravidade que a questão vem assumindo em todo o Brasil, o governo federal, que acumula cerca de 60% de tudo que se arrecada em impostos no país, participe com apenas 13% do financiamento da segurança pública, cabendo a estados e municípios arcar com 87%.
 
Além disso, mesmo com a gravíssima situação dos presídios brasileiros, o governo federal, no período da atual presidente, liberou apenas 10,5% dos recursos previstos para o Fundo Penitenciário Nacional, que deveria servir exatamente para minimizar a situação dramática das penitenciárias, onde ocorrem cenas de barbárie como as que assistimos no Maranhão. O governo preferiu usar mais uma vez os recursos do fundo para construir seu superávit primário.
 
A verdade é que o atual governo vem, de forma recorrente, penalizando estados e municípios, como aconteceu no final do ano passado, ao adiar transferências de R$ 7 bilhões devidas aos entes federados para compensar sua incapacidade de alcançar a meta estabelecida de superávit.
 
Reitero: na área de segurança pública, o governo federal lavou as mãos.”
Presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG)

Exibições: 74

Os comentários estão fechados para esta mensagem de blog

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço