A equipe de Obama para energia e meio ambiente

Na semana passada o novo presidente dos Estados Unidos apresentou a sua equipe para a área de energia e meio ambiente.

A seguir o vídeo dessa apresentação e a transcrição do discurso de Obama, traduzido para o português*.



Boa tarde. Ao longo das últimas semanas, o vice-presidente eleito Biden e eu anunciamos os principais membros da nossa equipe econômica e de segurança nacional. No século 21, nós sabemos que o futuro da nossa economia e segurança nacional está indissoluvelmente ligado a um desafio: a energia.
Então, hoje, temos o prazer de apresentar a equipe que irá conduzir nossos esforços no domínio da energia e do meio ambiente.

Nos próximos anos, as escolhas que faremos irão ajudar a determinar o tipo de país – e o mundo - que vamos deixar para nossos filhos e netos. Todos nós conhecemos os problemas enraizados na nossa dependência do petróleo estrangeiro - que restringe a nossa economia, enriquece regimes hostis, e nos deixa dependentes de regiões instáveis. Esses perigos são urgentes e superados apenas pela ameaça de longo prazo da mudança climática, que – se nós não agirmos - levará à seca e à fome no mundo, padrões climáticos devastadores e terríveis tempestades sobre as nossas costas, e ao desaparecimento do nosso litoral.

Ao longo de três décadas, escutamos um crescente coro de advertências sobre a nossa dependência energética. Ouvimos Presidente após Presidente prometer traçar um novo rumo. Ouvimos o Congresso falar sobre independência energética, apenas para deter-se de repente diante da oposição de interesses especiais. Nós vimos Washington lançar política após política. Contudo nossa dependência externa em petróleo só tem crescido, assim como os recursos mundiais estão desaparecendo.

Esse tempo deve ser diferente. Desta vez não podemos falhar, nem nos acomodar de forma complacente, simplesmente porque o preço na bomba de gasolina tem - por enquanto – caído para menos de US $ 4 por galão. Para controlar o nosso próprio destino, a América tem de desenvolver novas formas de energia e novas maneiras de utilizá-la. Este não é um desafio para o governo sozinho - é um desafio para todos nós. A busca de uma nova economia exige uma energia duradoura, todo um esforço conjunto, porque a fundação da nossa independência energética está bem aqui, na América - na força da eólica e solar; em novas culturas e novas tecnologias; na inovação dos nossos cientistas e empresários, bem como na dedicação e competência da nossa força de trabalho. Esses são os recursos que devemos aproveitar para afastar a nossa dependência do petróleo e criar uma nova, híbrida economia.

À medida que enfrentamos este desafio, podemos aproveitar as oportunidades sem limites para o nosso povo. Podemos criar milhares de postos de trabalho, começando com um Plano de Recuperação Econômica do século XXI que põe os americanos a trabalhar construindo parques eólicos, painéis solares, e carros com combustível eficiente. Podemos dinamizar a nossa economia a longo prazo através de investimentos em energias renováveis que vão dar vida a novas empresas e indústrias, com bons empregos que pagam bem e não podem ser providos de fora. Faremos edifícios públicos mais eficientes, modernizaremos a nossa rede elétrica, reduziremos as emissões de gases estufa, bem como protegeremos e preservaremos os nossos recursos naturais.

Devemos reconhecer também que a solução para as alterações climáticas globais têm de ser globais. Falei há poucos dias com o Senador John Kerry, que me atualizou sobre as últimas negociações climáticas na Polônia. Da mesma forma que nós trabalhamos para reduzir nossas próprias emissões, temos de forjar soluções internacionais para assegurar que cada nação faça a sua parte. À medida que nós fazemos isto, a América vai liderar não só à mesa das negociações - que irá liderar, como sempre fizemos, através da inovação e da descoberta, através de trabalho árduo e da busca de um objetivo comum.

A equipe que eu reuni aqui, hoje, é montada exclusivamente para enfrentar os grandes desafios deste momento decisivo. Eles estão liderando especialistas e excelentes gestores, e eles estão prontos para reformar o governo e ajudar a transformar a nossa economia para que nosso povo seja mais próspero, a nossa nação seja mais segura, e nosso planeta seja protegido.

Dr. Steven Chu é um ganhador do prêmio Nobel de física que vem trabalhando na vanguarda do esforço da nossa nação para desenvolver novas formas de energia mais limpas. Ele abriu novas trilhas como cientista, professor, e administrador, e recentemente liderou o Berkeley National Laboratory, na busca de novas energias renováveis e alternativas. Steven é excepcionalmente adequado para ser o nosso próximo secretário de Energia na medida em que nós definimos esta busca como um guia para os propósitos do Departamento de Energia, bem como uma missão nacional. Os cientistas em nossos laboratórios nacionais terão um ilustre par ao leme. Sua nomeação deve enviar um sinal a todos que a minha administração vai valorizar a ciência, vamos tomar decisões com base nos fatos, e nós entendemos que os fatos demandam ação ousada.

Para minha administradora da Agência de Proteção Ambiental, escolhi Lisa Jackson. Lisa despendeu toda uma vida no serviço público nos níveis local, estadual e federal. Como Comissária do Departamento de Proteção Ambiental de New Jersey, ela tem ajudado a fazer do seu estado um líder na redução das emissões de gases de estufa e no desenvolvimento de novas fontes de energia, e ela tem o talento e a experiência para continuar este esforço na EPA. Lisa partilha também do meu compromisso para com o restabelecimento do vigoroso papel do EPA na proteção do nosso ar, água e recursos naturais abundantes para que o nosso meio ambiente seja mais limpo e as nossas comunidades sejam mais seguras.

Nancy Sutley será parte integrante dessa equipe como meu presidente do Conselho sobre Qualidade Ambiental da Casa Branca. Nos últimos anos, temos visto estados e cidades tomarem a iniciativa no sentido de se forjar soluções inovadoras em matéria de energia. Nancy esteve na vanguarda deste esforço - funcionando como Administrador Regional para a EPA, no âmbito estadual, em Sacramento, e recentemente como o vice-prefeito para a Energia e meio Ambiente, em Los Angeles. Agora, ela vai trazer essa experiência única para Washington, e ser um ator fundamental no sentido de ajudar a tornar mais eficiente o nosso governo, e coordenar os esforços para proteger o nosso meio ambiente aqui e ao redor do globo.

Finalmente, o escopo do esforço diante nós vai exigir coordenação entre o governo, e o meu empenho pessoal, como Presidente. É por isso que eu estou nomeando Carol Browner para um novo cargo na Casa Branca para coordenar a política energética e climática. Carol compreende que os nossos esforços para criar postos de trabalho, alcançar a segurança energética e o combate às alterações climáticas exigem integração entre as diferentes agências; cooperação entre as autoridades federais, estaduais e governos locais; e parceria com o setor privado. Ela traz a experiência inigualável de ser uma bem-sucedida e experiente administradora da EPA. Ela será indispensável na implementação de uma ambiciosa e complexa política energética.

Mais tarde, esta semana, vou anunciar o meu representante para secretário do Interior, que irá preencher a minha equipa energética e ambiental. O Departamento do Interior vai desempenhar um papel fundamental na resposta aos desafios que discuti hoje.

Olhando para o futuro, estou confiante que vamos estar prontos para começar a jornada rumo a uma nova fronteira energética em 20 de janeiro. Esta será uma das principais prioridades da minha presidência, e um decisivo teste de nosso tempo. Não podemos permitir complacência, nem aceitar mais nenhuma promessa quebrada. Não vamos criar uma nova economia energética e proteger o nosso meio ambiente da noite para o dia, mas podemos começar esse trabalho agora mesmo se nós pensarmos de uma maneira nova e agirmos de uma maneira nova. Agora, temos de ter a vontade de agir, e agir com ousadia.

Obrigado.

* A tradução é caseira, daí as eventuais falhas e incorreções.

Exibições: 43

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço