http://www.corpunsclean.com/estetica-e-beleza/?p=55

O recado dos dermatologistas é claro: pintas, manchas e verrugas nem sempre podem ser vistas como algo normal. Mesmo quando são de nascença ou não causam dor, é preciso consultar um especialista e, se necessário, retirá-las para evitar problemas futuros. E o inverno é uma boa época para recorrer ao bisturi – ou ao laser e à cauterização. Isso porque nesse período do ano a exposição à radiação solar costuma ser menor – por consequência, o local da cirurgia corre menos chance de ser exposto ao sol e desenvolver alguma inflamação, por exemplo. Entenda como identificar cada uma delas:

corpuns-clean-pele

Pintas

A diferença entre manchas e pintas diz respeito, principalmente, à cor e à textura. As pintas são mais escuras (marrom “vivo”) e com relevo, ou seja, é possível sentir, na pele, que há uma textura diferente ali. Outra distinção importante: manchas não evoluem, ou seja, não mudam de formato, e raramente evoluem para lesões cancerosas, como o melanoma, que responde por apenas 5% dos cânceres de pele, mas que, por outro lado, é o que mais mata. De todos os casos de melanoma, 20% se formam sobre as pintas – os outros 80% aparecem em outros locais. A maioria das pintas, no entanto, não apresenta perigo, e, nesse caso, não é necessário retirá-las, a não ser por uma questão estética. “Algumas já nascem conosco, mas a maioria surge durante a adolescência. Mais tarde, por volta dos 30 anos, temos de 20 a 30 pintas espalhadas pelo corpo”, explica a dermatologista do Hospital de Clínicas da UFPR e do Vita Batel, Fabiane Mulinari Brenner.

Verrugas

Ocorrem sempre pela ação de um vírus, brotam e elevam-se na pele. Possuem saliência e têm superfície irregular. Não têm a capacidade de se transformarem em tumor, contudo, por serem de origem viral, podem ser contagiosas e contaminar tanto outras partes do corpo quanto outras pessoas. É sempre recomendado retirá-las, e o procedimento é feito com produtos químicos (ácido), eletro-cautério (por meio de cauterização, que queima a verruga) ou crioterapia – o local é congelado com nitrogênio, numa temperatura de -180ºC a -200ºC.
Após 15 dias, a verruga necrosa e cai.

Manchas

Também chamadas de sardas, são lesões em placa, que adquirem forma contínua e possuem tamanho maior em relação às pintas; também não estão circunscritas a um só local. De acordo com o dermatologista da Clínica e Belle Andranik Der-Bedrossian, as manchas geralmente aparecem em locais mais expostos à radiação solar, como dorso da mão, rosto, ombros e colo. Pessoas de pele branca são mais suscetíveis a desenvolver manchas, mas isso não significa que as de pele morena ou negra não desenvolvam o problema ou não precisem se preocupar quando elas aparecem. O tratamento é por meio de procedimento a laser unido a despigmentantes ou ácidos.

Fonte:  Portal Gazeta do Povo

Exibições: 71

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço