Portal Luis Nassif

A Fé em Deus e a Justiça na Lição de Juraildes da Cruz

Reflexões sobre a demonstração de fé, a busca pela paz, os exemplos de sabedoria e a justiça real

Por Ivenio Hermes

Frequentemente somos questionados sobre a fé, sobre aquilo em que acreditamos e sobre questões religiosas, e há alguns dias, num e-mail surpreendente e cheio de boas intenções, um amigo indagava sobre símbolos, nova era, músicas não cristãs, e toda sorte de coisas com as quais convivemos e que poderiam nos afastar do verdadeiro objetivo que seria o de propagar a fé.

Não quero aqui trazer confusão sobre a religião que cada um deseja seguir, e ainda, sobre religião podemos encontrar facilmente a definição de que se trata de um conjunto de doutrinas ou uma crença religiosa, algo bem diferente do significado de fé que é o estado ou atitude de quem acredita ou tem esperança em algo. Ou podemos nos voltar para o conceito bíblico que diz:

“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos.” Hebreus 11:1 NVI

De qualquer forma, a fé é um dom exercitado por cada ser humano de uma forma diferente, segundo preceitos religiosos e morais nos quais foi criado ou ensinado a respeitar, mas que essencialmente é um exercício de crer em algo que não pode ser provado por meios científicos. E nisso, muitas pessoas cometem o erro de querer amparar aquilo na qual acredita através do campo da ciência quando se trata de falar sobre o ser superior chamado Deus.

O que se tem visto é que arraigados às doutrinas e dogmas de uma determinada religião, as pessoas começam a devanear e confundir a imposição daquilo em que acreditam como forma de exercício de fé. Isso é questionável porque o próprio Deus bíblico, cujo caráter deturpado como um tirano e repressor, foi reexplicado pela experiência vivida por Jesus Cristo nessa terra, é um ser de bondade e misericórdia e que não impõe a subserviência a dogmas religiosos como meio de fazer a vontade dEle aqui nessa terra.

O Deus de paz, que enviou seu filho para nos redimir de nossos pecados, a essa terra, de forma alguma referendou religião “A” ou “B” como a correta a ser seguida, e tampouco aqueles que acreditam que somente seguindo aos dogmas de sua religião é que se faz a verdadeira vontade de Deus, possuem qualquer autoridade nessa terra para impor tais condutas. E essa desvirtuação dos preceitos divinos são praticadas em nome da fé segundo interpretações da Bíblia Sagrada.

“A justiça verdadeira é fiel é equilibrada

Não tem jogo de interesse, também não tem cartas marcadas

Esse mundo velho é grande, mas cabe na mão calejada

O pouco com Deus é muito, e na balança do justo, o muito sem Deus é nada”

(Verso da Música Roda Gigante de Juarildes Cruz)

São pregações de cura espiritual, de sucesso financeiro, de conquistas materiais que estão muito distantes da forma como Cristo viveu e ensinou que deveríamos viver nessa terra. A busca por fazer a vontade de Deus está no conhecimento que devemos possuir desse Deus, pois ninguém faz a vontade de outra pessoa sem conhecer o que essa pessoa gostaria que fizéssemos. Essa experiência nas relações humanas podem concretamente serem extrapoladas para a experiência com Deus.

Ora amigos, esse Deus de quem muitos professam fazer a vontade deixou ensinamentos expressos de seu caráter no Livro Sagrado, e se o Livro é nosso meio de conhecê-lo não adianta ir na conversa de líderes religiosos que pouco conhecimento possuem dos textos contidos na Bíblia.

O caráter de Deus tem sido deturpado sobre falsas alegações da vontade dEle. Sem propriedade pedem que Deus castigue um e abençoe outro, que Deus traga riquezas e sucesso, e que haja uma troca monetária entre aquilo que Deus pode proporcionar e aquela posse da qual você é capaz de dispor.

A Bíblia em si encerra os ensinamentos para seguirmos a vontade de Deus.

O caminho que escolhemos deve ser baseado nessa vontade, não no desejo de impor doutrinas e dogmas como meios de realizar essa vontade.

A verdade pode ser tão transitória quanto os dogmas que são confundidos com a fé. E muitas pessoas estão tão atreladas a essa “falsa fé”, que não conseguem ver as mensagens de Deus podem surgir nas artes, nos livros, na poesia, pois se essas não pertencem à sua religião, são consideradas anátemas.

Não sei qual é a religião de Juraildes da Cruz, mas em sua poesia cantada conhecida como “Roda Gigante” ele parafraseia diversos ensinamentos bíblicos para nos mostrar a recompensa daquelas pessoas injustas e desonestas, como no verso acima onde ele mostra sua versão da justiça verdadeira, aquela que tanto desejamos e que somente de Deus pode vir.

A vida não é fácil para ninguém que decide viver honestamente e procura andar por um caminho de respeito aos seus semelhantes, mas quem crê na justiça além dessa que é fragilizada pelo egoísmo e pela desonestidade daqueles que deveriam ser exemplos, precisa se abster de símbolos dogmáticos e pregar mais do amor que Jesus Cristo nos ensinou.

E essa pregação não é feita através de palavras bonitas, de discursos inflamados pela euforia que provoca uma verdadeira histeria coletiva, mas que é vazio em dar um exemplo de amor ao semelhante.

"Mundo velho tá maduro mais continua dando cacho

Se hoje você tá por cima amanhã você pode tá por baixo

É uma roda gigante dentro da justiça divina

Se hoje você tá por baixo amanhã você pode tá por cima"

(Verso da Música Roda Gigante de Juarildes Cruz)

As palavras simples de Juraildes da Cruz mostram a prática da fé através das boas obras, pois não adianta ser doutor em leis ou dogmas, a verdadeira fé em Deus busca a paz, divulga a sabedoria e promove a justiça. Portanto, antes de questionar a fé professada por qualquer pessoa, observe a fé que você diz possuir, pois o ensinamento bíblico contido em Provérbios nos diz:

“O que semear a perversidade segará males; e com a vara da sua própria indignação será extinto.” Provérbios 22:8 NVI

Ou como nas lição de Juraildes, “coisas da natureza é sempre bom prestar atenção, se você planta caju, com certeza não colhe mamão”.

_______________

REFERÊNCIAS:

CRUZ, Juraildes da. Roda Gigante. Letra e música, composição. Disponível em a href="http://www.vagalume.com.br/juraildes-da-cruz/roda-gigante.html">http://www.vagalume.com.br/juraildes-da-cruz/roda-gigante.html >

_______________

SOBRE O AUTOR:

Ivenio Hermes é Escritor Especialista em Políticas e Gestão em Segurança Pública e Ganhador de prêmio literário Tancredo Neves. Consultor de Segurança Pública da OAB/RN Mossoró. Conselheiro Editorial e Colunista da Carta Potiguar. Colaborador e Associado do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Exibições: 239

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2018   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço