A incrível história de Roberto Chalita, O Plagiador de Vinhedo

Hoje tomei conhecimento de uma história escabrosa:
de como um pretenso jornalista de Vinhedo passou um ano fazendo fama localmente se utilizando de textos, fotos e porque não dizer, da vida de terceiros (e quartos e quintos e sextos...).
Um meliante que assinava pelo nome de Roberto Chalita escreveu dois blogs e uma coluna semanal durante um ano no Jornal de Vinhedo copiando textos, fotos e experiências de um grupo de jornalistas e blogueiros (Bruno Ribeiro, Eduardo Goldenberg, Luiz Antonio Simas e Felipinho Cereal, do Rio de Janeiro, e Arthur “Favela” Tirone e Fernando Szegeri, de São Paulo) e assinando como se fossem suas.

Ele chegou ao cúmulo de 'roubar'o avô de um deles.

Atentem para a cara de pau do 'jornalista': ele mora em Vinhedo, cidade muito próxima de Campinas, onde mora um dos 'homenageados'.

A história é super intrincada e vale a pena ler a reação dos lesados da própria pena deles (São textos diferentes e complementares): Separei uma pequena pérola, produto da revolta das vítimas:

"Bebo pouco, não fumo, sou católico. É assim que Roberto Chalita agora tenta nos provar que não houve maldade nos plágios que cometeu acintosamente. Tenta mostrar-se um boa praça arrependido. Se ele acha que beber pouco, não fumar e ser católico é uma prova de caráter, declaramos, para todos os fins, que bebemos pra caralho, fumamos e somos macumbeiros. Não nos comove, portanto, este argumento."



Os blogueiros e jornalistas lesados, muito justamente, estão entrando com uma ação judicial contra o pretenso colunista.

Exibições: 267

Comentário de MdC Suingue em 19 fevereiro 2010 às 15:42

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço