Em 1985 o LP - “A Música em Pessoa” - apresentou um baita time de grandes nomes da MPB. Os versos das canções, porém, já eram mais que consagrados. O projeto trazia poemas de Fernando Pessoa e de quatro de seus famosos heterônimos - Alberto Caeiro, Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Bernardo Soares. Em 2002 o selo Biscoito Fino relançou em CD este maravilhoso disco. Confiram algumas faixas.

 

 

 

O rio da minha aldeia” (Alberto Caeiro/Tom Jobim) # Tom Jobim.

 

 

 

 

 

Segue o teu destino” (Ricardo Reis/Sueli Costa) # Nana Caymmi.

 

 

 

 

 

 “Na ribeira deste rio” (Fernando Pessoa/Dori Caymmi) # Dori Caymmi.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

************

Fonte: Toque Musical

 

************

Exibições: 295

Comentário de José Roque da Silva Neto em 18 junho 2012 às 11:43

Maravilhoso!! Para começar a semana então nada melhor do que escutar a doce voz de Nana Caymmi, Tom Jobim, Edu, Dori, Francis acabao até a vontade trabalhar!! Valeu.

Comentário de Oswaldo Conti-Bosso em 18 junho 2012 às 12:02

Caros nobres amigos do Brasilianas,

Diria, maravilhoso, para começar o dia,

A vida se resume em água e "rock",

Aumenta a "gana" para o dia-a-dia,

Mesmo se contrariar, o José Roque.

Sds,

Comentário de Laura Macedo em 18 junho 2012 às 20:17

José Roque e Oswaldo,

Grata pelos comentários os quais assino embaixo. Valeu!

Abraços aos dois.

Comentário de Gilberto Cruvinel em 1 julho 2012 às 22:45

Laura,

Uma jóia. Cada música um brilhante que reflete a luz de Pessoa.

Adorei, lindo, muito lindo.

"... 

O Menino Jesus adormece nos meus braços
E eu levo-o ao colo para casa.

.
Ele mora comigo na minha casa a meio do outeiro.
Ele é a Eterna Criança, o deus que faltava.
Ele é o humano que é natural,
Ele é o divino que sorri e que brinca.
E por isso é que eu sei com toda a certeza
Que ele é o Menino Jesus verdadeiro.

.
E a criança tão humana que é divina
É esta minha quotidiana vida de poeta,
E é porque ele anda sempre comigo que eu sou poeta sempre,
E que o meu mínimo olhar
Me enche de sensação,
E o mais pequeno som, seja do que for,
Parece falar comigo.

(...)

Ele dorme dentro da minha alma
E às vezes acorda de noite
E brinca com os meus sonhos,
Vira uns de pernas para o ar,
Põe uns em cima dos outros
E bate as palmas sozinho
Sorrindo para o meu sono. "

(Alberto Caieiro "O guardador de rebanhos VIII")

Comentário de Laura Macedo em 3 julho 2012 às 1:16

Gilberto,

Lindo, muito lindo, também, "O guardador de rebanhos VIII".

Comentário de José Roque da Silva Neto em 3 julho 2012 às 1:31

Oh que maravilha, neste post só tem coisa boa. Felicidade plena!!

Comentário de Laura Macedo em 3 julho 2012 às 1:54

José Roque,

Que bom que você gostou! Apareça mais vezes.

Abraços.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço