O golpe militar de 1964 completa hoje, 31 de março de 2014, 50 anos. Muitos eventos e reportagens estão pipocando país afora a fim de lembrar e debater a data.

 

 

 

Como a MPB acompanhou o termômetro alto da política daquela época, antes e depois do golpe, a grande maioria dos artistas (não só da MPB, também do teatro, cinema literatura, artes plásticas...) tomaram partido contra os militares.

 

 

 

Longe de querer esgotar a temática, selecionei algumas músicas que retratam a resistência ao famigerado Golpe de 64. Algumas músicas mesmo criadas antes do Golpe de 64 passaram a ser consideradas símbolos da resistência.

 

 

 

DITADURA, NUNCA MAIS!

 

 

 

 

Mordaça” (Eduardo Gudin/Paulo César Pinheiro) # Márcia/Eduardo Gudin/Paulo César Pinheiro.

 

 

 

 

 

 

 

 

Pesadelo” (Paulo César Pinheiro/Maurício Tapajós) # Joyce.

 

 

 

 

 

 

 

 

Cartomante” (Ivan Lins/Victor Martins) # Ivan Lins.

 

 

 

 

 

 

 

 

Que as crianças cantem livres” (Taiguara) # Taiguara.

 

 

 

 

 

 

 

 

Mamãe, coragem” (Torquato Neto/Caetano Veloso) # Gal Costa.

 

 

 

 

 

 

 

 

"Viola enluarada" (Marcos/ Paulo Sérgio Vale) # Marcos Valle e Milton Nascimento.

 

 

 

 

 

 

 

 

"Apesar de você" (Chico Buarque) # Chico Buarque.

 

 

 

 

 

 

 

 

"Disparada" (Téo de Barros/Geraldo Vandré) # Jair Rodrigues.

 

 

 

 

 

 

 

 

Opinião” (Zé Kéti) # Zé Kéti.

 

 

 

 

 

 

 

 

Marcha da quarta-feira de cinzas” (Carlos Lyra/Vinicius de Moraes) # Ivana Domenico.

 

 

 

 

 

 

 

 

"Carcará" (João do Vale/José Cândido) # João do Vale e Chico Buarque.

 

 

 

 

 

 

 

 

"Sinal fechado" (Paulinho da Viola) # Paulinho da Viola.

 

 

 

 

 

 

 

 

O bêbado e a equilibrista" (João Bosco/Aldir Blanc) # Elis Regina.

 

 

 

 

 

 

 

 

"Caminhando" ou "Pra não dizer que não falei das flores" (Geraldo Vandré) # Geraldo Vandré.

 

 

 

 

 

Para você que outras músicas, também, retratam o Golpe de 1964?

 

 

 

 

 


Exibições: 479

Comentário de Paulo Gurgel Carlos da Silva em 31 março 2014 às 14:12
Comentário de Laura Macedo em 31 março 2014 às 21:05

Caro Paulo Gurgel,

Grata pelo link do seu "PREBLOG".

Somos (eu e o maridão Gregório "Dodó Macedo") da geração do semanário "O Pasquim" que, inegavelmente, exerceu forte influência nas nossas visões de mundo, homem e sociedade.

Hoje temos orgulho de possuirmos a coleção completa e encadernada do bom e velho Pasquim. Uma fonte inesgotável de pesquisa.

Abraços.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço