A SAGA DO CARNAVAL (V): BANHO DE MAR A FANTASIA



******************************************************



Com uma orla de praias bem extensa, com o carnaval em pleno verão, era esperado que, mais cedo ou mais tarde, o mar entrasse no carnaval, ou vice-versa.

Haroldo Costa, recorrendo os escritos do estudioso e pesquisador Jota Efegê, relata que os banhos de mar a fantasia remontam a bastante tempo. O primeiro foi realizado no dia 7 de fevereiro de 1880, quando o Clube Zazumbal de Niniches promoveu o Grande Banho Turco Musical, “dedicado às gentilíssimas banhistas do Boqueirão (clube náutico que ficava nas imediações de onde hoje é o Aeroporto Santos Dumont), conforme publicou o Jornal do Comércio daquela data".




Durante muitos anos os banhos de mar ocorriam nos cinco sábados que antecediam o carnaval, realizando-se nas praias de Ramos, Ilha do Governador, Sepetiba e Flamengo. Da década de 40 em diante, era um dos momentos mais esperados da fase pré-carnavalesca, acontecendo o concurso de blocos cuja grande final era no Flamengo.

As fantasias tinham obrigatoriamente que ser de papel crepom e depois da proclamação do campeão tudo terminava num grande e coletivo banho.

Para muita gente o banho de mar a fantasia é uma saudosa referência a uma maneira carioca de brincar o carnaval.
(Haraldo Costa).


************
Fonte: 100 Anos de Carnaval no Rio de Janeiro, de Haroldo Costa. - São Paulo: Irmãos Vitale, 2001.

************

Exibições: 108

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço