A subserviência ao Sionismo e aos EUA será a marca do governo Bolsonaro.

  Em 1952 o então deputado pela UDN da Bahia,Otávio Mangabeira,beijou a mão do presidente dos EUA Eisewhoer na câmara dos deputados federais.Uma cena lastimável e que marcou de forma indelével a subserviência da burguesia tupiniquim à política estadunidense.E não podemos esquecer de outro deputado baiano( nada contra Bahia,deixo claro ),Juaraci Magalhães,que cunhou a máxima,em discurso na própria câmara dos deputados,de que o que é bom para os EUA ,é bom para o Brasil.

  O governo de Jair Bolsonaro já deixou claro suas paixões pelo Estado Sionista de Israel( ele só faltou beijar mão do assassino Bibi Netanahyu no dia da posse ) ao declarar de que iria instalar a embaixada do Brasil em Jerusalém Ocidental e de afirmar que a sociedade brasileira segue a tradição cristã-judaica.A Liga Árabe chiou e ameaçou o rompimento das relações comerciais com o Brasil.

  A sua ministra,discípula do Bispo Macedo,ao fazer aquela postagem ridícula de que meninas vestem rosa e meninos vestem azul tinha, ao fundo, uma bandeira do estado de Israel.Emblemática aquela postagem.

  Bolsonaro,que nada entende de política externa e de suas relações comerciais,e por ser,como todo direitista,um ferrenho seguidor dos EUA,quis iniciar uma contenda com a China,nossa maior parceira comercial e que temos superávit na relação bilateral ,levou uma prensa de Pequim e abaixou o tom,por enquanto.

 Na verdade Bolsonaro, acha que um país periférico como o Brasil,com pouca importância no cenário geo-político internacional,iria comprar a briga na disputa comercial entre a China e o seu "patrão" ideológico,os EUA.Grande asneira do falastrão ! A nossa relação comercial com os EUA sempre foi desigual,os estadunidenses raramente levaram desvantagem.

 Para completar ,ofereceu aos EUA a prerrogativa de construir uma base militar em solo brasileiro ! Os EUA agradeceram e ficaram de responder se vão aceitar a generosa oferta.

 Caso o aliado incondicional de Bolsonaro aceite a oferta acarretará em uma crise no hemisfério sul e ,é claro, que a política bolsonarista é de detonar o Mercosul.Ele já deixou bem claro sua aversão ao Mercosul e ,principalmente,ao governo de esquerda de Tabaré Vasquez no Uruguai.

  Se não houver uma união entre forças realmente democráticas,que defenda a nossa soberania e a nossa frágil democracia,estaremos indo em direção às trevas da subserviência e do neocolonialismo travestido de uma roupagem supostamente nacionalista.

Exibições: 41

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço