Ações integradas beneficiam o meio ambiente

Escrito por: Fernanda Carreira

César Paes Leme

“Ao produzir mudas para plantio e divulgar o desenvolvimento de projetos socioambientais, o IBFLORESTAS, juntamente com demais setores da sociedade, contribui para a conservação do meio ambiente”, diz César Paes Leme, idealizador da Rede Comunitária de Gestão Ambiental

A partir de meados da década de setenta, com a criação do Instituto Brasileiro do Meio ambiente (IBAMA), as discussões sobre a importância da conservação do planeta têm sido intensificadas no país. O pensamento conservacionista, característico da maioria dos movimentos ambientalistas, que busca um modelo de desenvolvimento que garanta a qualidade de vida hoje, mas que não destrua os recursos necessários às gerações futuras, passou a ser símbolo do desenvolvimento a ser alcançado, o chamado "desenvolvimento sustentável".

Contudo, para o efetivo sucesso desse chamado desenvolvimento sustentável é preciso que haja necessariamente a contribuição integrada de diversos setores da sociedade. Redução do uso de matérias-primas, uso de energias renováveis, redução do crescimento populacional, combate à fome, mudanças nos padrões de consumo, equidade social, respeito à biodiversidade e inclusão de políticas ambientais no processo de tomada de decisões econômicas só podem ser alcançados de fato com a participação de todos.

E é exatamente por detectar o valor dessas ações integradas para o sucesso da conservação do planeta, que César Paes Leme, editor paranaense e idealizador da Rede Comunitária de Gestão Ambiental (ações de voluntariado), tem desenvolvido projeto socioambientais que congreguem a participação de diversos setores da sociedade.

O editor paranaense tem se dedicado a atividades voluntárias e ambientais há mais de 30 anos e nos últimos 15 anos, tem desenvolvido projetos e parcerias na área ambiental. “Com o apoio de amigos (as), que também esperam fazer do mundo um lugar melhor, já realizamos mais de 1250 atividades (palestras, reuniões, oficinas, abraços aos rios, soltura de peixinhos, passeios, plantios de araucárias e mata ciliar) e a tendência é chegarmos a mais de 2000 eventos antes de 2012”, diz.

Entre 40 projetos desenvolvidos, César Paes Leme em trabalhado há mais de 10 anos em um projeto de despoluição de um rio urbano. Das nascentes o trabalho se estendeu a toda a bacia hidrográfica, depois foi para outras bacias na região e hoje é replicado em muitas comunidades - em mais de 150 cidades. “Hoje sabemos que é possível, necessário e também urgente a despoluição dos rios urbanos. É muito bom perceber que cada vez mais pessoas e instituições estão preocupadas com a questão da sustentabilidade”, diz.

Para ele, o trabalho com o meio ambiente é uma atividade que tem resultados a longo prazo e a contribuição do IBFLORESTAS, assim como o apoio de diversos outros setores, tem sido muito importante. Ao produzir as mudas para plantio e divulgar a necessidade de projetos socioambientais, o IBFLORESTAS tem uma atuação que integrada a outras ações geram sucesso.

Se você quer conhecer um pouco mais sobre o trabalho de César Paes Leme, acesse http://www.superviadigital.com.br/listaprojetos.htm.







Exibições: 34

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço