Prezados,

Apresento o documento “As Forças Ocultas SÃO do Mercado”, https://pt.scribd.com/document/329332473/As-Forcas-Ocultas-SAO-do-M... , onde estamos, empiricamente, tentando avaliar, fatos, concretos, que permitem enveredar por reflexões outras, que envolvem as “forças ocultas” que atuam no contexto político jurídico Internacional, e no caso, Brasileiro, que, apenas e tão somente, PREJUDICA, e ENVERGONHA, a Sociedade Brasileira, uma vez que, as Instituições Democráticas Brasileiras, não possuem MATURIDADE, POSTURA ÉTICA, POSTURA MORAL, POSTURA PROFISSIONAL, para se “contraporem” a esta NEFASTA INTERFERÊNCIA, a esta NEFASTA INGERÊNCIA.

Afinal, somente aceitando a existência de “forças ocultas”, podemos entender as palavras do “menino que brinca num tribunal nazista”, que Presidiu o “GOLPE Parlamentar” no Senado Federal, travestido em “processo de impeachment”, uma vez que, segundo a notícia “Em aula, Lewandowski classifica impeachment de 'tropeço na democracia'”, http://www.carosamigos.com.br/index.php/politica/7957-em-aula-lewandowski-classifica-impeachment-de-tropeco-na-democracia , nos apresenta o fato, concreto, de que o “menino que brinca num tribunal nazista”, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, terminou sua aula de segunda-feira (26/09/2016), na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo, lamentando o processo de impeachment, que definiu como “um tropeço na democracia” brasileira (ouça ao fim do texto). E emendou lembrando que no Brasil isso ocorre em ciclos de 25, 30 anos, deixando uma esperança: “Quem sabe vocês jovens consigam mudar o rumo da história”. O ministro foi quem presidiu a sessão do julgamento final do impeachment, em agosto, quando Dilma Rousseff foi retirada da Presidência definitivamente em votação no Senado.

Abraços,

Plinio Marcos

Exibições: 97

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço