João Bosco comemora 40 anos de carreira em 2012 e para celebrar a data chegam às lojas CD e DVD batizados de “40 anos depois”.

 

Além disso, o músico, autor de clássicos como “Papel machê” e “Agnus sei”, vai receber uma homenagem no Prêmio da Música Brasileira, que acontece dia 13 de junho no Teatro Municipal, com participação dos artistas Milton Nascimento, Ney Matogrosso, Gilberto Gil, Seu Jorge, Hamilton de Holanda e Alcione.

 

Em entrevista ao Jornal O Globo, João Bosco elegeu as dez músicas mais importantes de sua carreira. Confiram e opinem se vocês concordam com as “dez mais” escolhidas pelo João Bosco.

 

Agnus sei” (João Bosco / Aldir Blanc)

 

 

 

De frente pro crime” (João Bosco / Aldir Blanc)

 

 

 

O ronco da cuíca” João Bosco / Aldir Blanc)

 

 

 

Bijuterias” (João Bosco / Aldir Blanc)

 

 

 

Linha de passe” (João Bosco /Aldir Blanc / Paulo Emílio)

 

 

 

A nível de...” (João Bosco / Aldir Blanc)

 

 

 

Desenho de giz” (João Bosco / Abel Silva)

 

 

 

Odilê, odilá” (João Bosco / Martinho da Vila)

 

 

 

O bêbado e a equilibrista” (João Bosco / Aldir Blanc)

 

 

 

Papel Machê” (João Bosco / Capinam)

 

 

 

 

 

João Bosco participando do Festival de Inverno de Pedro II (PI), em 2009 (Foto: Laura Macedo)

 

 

Deve ter sido muito difícil ao João Bosco a escolha das 10 canções mais importantes de sua carreira. Na minha modesta opinião não poderiam ter ficado de fora “Corsário”. Outra que gosto e tem uma letra super inteligente é “Títulos de nobreza (Ademilde do Choro)”. Vou deixar essas duas, pois ao contrário do João Bosco eu não consigo nomear apenas as “10 mais”.

 

 

Corsário” (João Bosco / Aldir Blanc)

 

 

 

 

 

Títulos de nobreza (Ademilde no Choro)” (João Bosco / Aldir Blanc)

 

 

 

 

 

 

 

João Bosco e o grande parceiro Aldir Blanc.

 

 

 

************

 

Fonte:

- Jornal O Globo

- Site #Radinha e YouTube

- Discos da minha coleção particular

 

************

Exibições: 286

Comentário de lucianohortencio em 18 maio 2012 às 1:23

Maravilha de Post amiga Laura Macedo. É verdade que João Bosco e Aldir Blanc voltaram a compor juntos? Tomara que sim! Abraço do luciano.

Comentário de Laura Macedo em 18 maio 2012 às 2:53

Amigo Luciano,

Eles anunciaram o retorno da parceria em 2009. Lembro que quando soube divulguei aqui no Portal.

Adorei os vídeos que você postou lá no Luis Nassif Online. Valeu amigo.

Abraços.

Comentário de Gregório Macedo em 18 maio 2012 às 3:41

Recordo-me da notícia da retomada da parceria Bosco/Blanc, querida pesquisadora. As dez preferidas - mais o chorinho da Ademilde, claro! - são ótimas, e eu lembro também que Agnus Sei marcou a estreia do João Bosco. Se não foi a estreia, foi um momento bem próximo, e quem 'bancou' o lançamento foi O Pasquim, o velho O Pasquim, por volta dos anos 1970, e quem compartilhou o disco com João foi o Tom Jobim, acho que com Águas de Março. Eu lia (e colecionava) O Pasquim, mas confesso que nunca cheguei a ver esse famoso disco de bolso: acho até que não chegou ao Piauí.

Parabéns pelo post.

Beijos. 

Comentário de Laura Macedo em 18 maio 2012 às 20:42

Gregório,

Você acertou na mosca. "Agnus sei" foi a primeira gravação do João Bosco e foi editada pelo O Pasquim. O lado A do compacto era realmente a música "Águas de março" do grande Tom Jobim.

Grata por avisar a troca dos áudios. Valeu!

Beijos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço