“ATIVIDADE PARANORMAL 4”. O DESCONHECIDO GERA MEDO E DÁ SUSTO NA EXPECTATIVA REAL

A Bolsa de Valores de Nova York, a mais importante do mundo, voltou a funcionar hoje (31/10) após dois dias fechada por causa da supertempestade Sandy que trouxe prejuízos aos Estados Unidos (acima). Foi a primeira vez, desde os atentados de 11 de setembro de 2001, que as operações não ocorreram, em caráter excepcional. Segundo estimativas iniciais do mercado financeiro, o prejuízo econômico pode superar os US$ 50 bilhões (R$ 100 bilhões). Hoje um comunicado do Tesouro dos Estados Unidos informou que o governo pode atingir o teto legal de sua dívida até o fim do ano. No comunicado, o secretário-assistente do Tesouro, Matthew Rutherford, disse que, caso isso aconteça, o órgão poderá empregar "medidas extraordinárias", já utilizadas no passado, para manter o governo funcionando até o fim de 2012. Segundo ele, as medidas devem manter os empréstimos feitos pelos EUA abaixo de US$ 16,39 trilhões (R$ 33,22 trilhões), que é o limite em vigor. O valor total da dívida atual dos Estados Unidos é de US$ 16,16 trilhões (R$ 32,75 trilhões). A abertura hoje de Wall Street foi com alta, mas reverteu a tendência. Segundo analistas, devem ocorrer ajustes em papéis de empresas afetadas pelo furacão, como companhias seguradoras, empresas aéreas e do setor de transportes, enquanto empresas que podem ajudar na reconstrução das áreas atingidas ou fornecedoras de equipamentos devem ter um ajuste positivo nos pregões. Eles descartam que o Produto Interno Bruto (PIB) estadunidense neste trimestre será afetado devido à abrangência da supertempestade: 10 Estados declararam situação de emergência. Segundo Mark Zandi, economista-chefe da Moody's Analytics, o PIB da região entre Nova York e Washington representa cerca de US$ 2,5 trilhões por ano, ou cerca de US$ 10 bilhões por dia. Os analistas lembraram o poder de recuperação da economia estadunidense, citando tempestades catastróficas, como o Katrina, que devastou Nova Orleans em 2005, mas não impôs um dano duradouro à economia norte-americana. Na última sexta-feira (26), o Departamento de Comércio dos EUA divulgou que o PIB subiu 2% no terceiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado surpreendeu os analistas que esperavam um percentual muito menor. Em relatório, o Escritório de Análises Econômicas informou que a alta se deve ao aumento do consumo das famílias, os gastos do governo federal e os investimentos em habitação, uma das principais causas da crise financeira de 2008. Os gastos em construção e reformas residenciais aumentaram mais de 14%, na maior recuperação desde o início da crise. O consumo das famílias, que representa 70% do PIB, também apresentou alta. Já alguns analistas alertaram consumo melhorou, mas os investimentos empresariais continuam preocupantemente lentos. Muitos analistas já estavam temerosos de uma redução nas vendas do varejo no fim deste ano, o que deixa um cenário sombrio sobre a maior economia do planeta após a passagem do Sandy. Ontem, o presidente Barack Obama disse que dará prioridade ao abastecimento de combustível e energia em todo país. A decisão, classificada de “prioridade máxima” foi após desabastecimento principalmente nas áreas de Nova York e Nova Jersey. O país também sofreu com a falta de energia que atingiu mais de 8 milhões de pessoas, em 15 estados norte-americanos. Obama visitou hoje o estado mais atingido: Nova Jersey. Mas em Nova York há também prejuízos. O presidente da Autoridade Metropolitana de Transporte, Joseph Lhota, disse que o transporte público de Nova York "nunca enfrentou um desastre tão devastador" em seus 108 anos de existência. Hoje o Aeroporto John Kennedy voltou a funcionar após milhares de voos terem sido cancelados. A supertempestade também cancelou os espetáculos da Broadway, enquanto os parques, 'playgrounds' e praias foram fechados para o público. O presidente Barack Obama cancelou os comícios programados pela campanha à reeleição. “Eu estou preocupado com o impacto do furacão para as pessoas e para a economia", disse à imprensa. "A eleição vai se resolver depois, na semana que vem", acrescentou. Já o republicano Mitt Romney fez comícios anteontem em Ohio e em Iowa, mas cancelou o de ontem. No domingo (29), Obama alertou os estadunidenses que o furacão Sandy era uma "tempestade séria e grande" e pediu aos moradores da Costa Leste do país que sigam as ordens das autoridades para se protegerem.  

A Organização Não Governamental israelense Shalom Ajshav denunciou hoje (31) que Israel autorizou pela primeira vez desde 2005 o estabelecimento de duas novas colônias judaicas no território palestino ocupado da Cisjordânia. Segundo a ONG, os proto-assentamentos têm infraestrutura, o que demonstra que não serão desmontados como os acampamentos temporários que costumam ser erguidos no local. "O governo de Israel deixou claro nos tribunais que não implementará a lei e não desalojará proto-assentamentos quando não estiverem sobre terras privadas, portanto os colonos sabem que têm via livre para fazer o que quiserem", disse o responsável do observatório dos assentamentos na organização, Hagit Ofran. A Administração Civil (organismo militar que administra a ocupação dos territórios palestinos) informou à ONG que, neste momento, não há intenção de evacuar essas colônias. "O governo premia os que violam a lei e constroem em terras privadas palestinas, permite a uma minoria radical estabelecer um proto-assentamento, fatos que prejudicam a possibilidade de se chegar a um acordo com os palestinos", afirmou a ONG por meio de um comunicado. A construção de casas judaicas em território ocupado deve se transformar em mais um capítulo de tensão na região. Na última sexta-feira (26), manifestantes palestinos fizeram protesto, jogando pedras em soldados israelenses, por causa da expropriação de terras palestinas por Israel em Kfar Qaddum, próxima à faixa de Gaza, enquanto fiéis islâmicos participavam da Festa do Sacrifício com uma peregrinação a Jerusalém (acima). Anteontem, a Força Aérea israelense fez três bombardeios de madrugada na faixa de Gaza depois do lançamento de 20 foguetes contra o sul de Israel. Milicianos palestinos dos Comitês Populares de Resistência dispararam entre a noite do domingo e a madrugada de segunda-feira sete foguetes em direção à cidade israelense de Be'er Sheva, capital do deserto do Neguev, sem causar vítimas. Foi o fim a uma trégua negociada pelo Egito que já vinha sendo criticada por Tel Aviv. Na semana passada, uma autoridade de defesa israelense disse que nenhum acordo formal foi alcançado com o Hamas, apesar do anúncio feito pelo Cairo. "Os egípcios têm uma capacidade muito impressionante para articular ao (Hamas) que o interesse principal não é atacar e usar o terror contra Israel ou outros alvos", afirmou o oficial do Exército Amos Gilad à rádio do Exército israelense. "Pode-se dizer categoricamente que não há acordo com o Hamas, nunca houve e nunca haverá.... A única coisa que foi definida e concordada é que haverá calma. Nós não estamos interessados ​​em uma escalada", acrescentou Gilad, lembrando que a facção islâmica não reconhece o Estado de Israel. Na véspera, o Exército israelense matou um militante do Hamas num ataque aéreo. Se a situação é tensa entre Israel e os palestinos, o mesmo se dá com o Irã. Ontem, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, procurou convencer os Estados árabes de que um ataque militar de Israel contra o Irã iria beneficiá-los, removendo uma potencial ameaça e aliviando as tensões em todo o Oriente Médio. A entrevista foi publicada pela revista francesa Paris Match, na visita que o chefe de Governo está fazendo à França. Na semana passada, o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, acusou os Estados Unidos e Israel de fomentarem divisões entre os muçulmanos para afetar "levantes islâmicos" em todo o Oriente Médio. "Ao explorar a desatenção... agentes corruptos estadunidenses, da Otan e sionistas estão tentando desviar o movimento de jovens muçulmanos semelhante a um dilúvio e colocá-los em confronto uns com os outros em nome do islã", afirmou Khamenei em uma mensagem anual aos iranianos que foram à Arábia Saudita para a peregrinação do Hajj. "Eles estão tentando transformar a jihad (Guerra Santa) contra o colonialismo e o sionismo em terrorismo cego nas ruas... para que os muçulmanos derramem sangue um do outro", acrescentou. Ontem, Teerã enviou navios de guerra ao Sudão, país majoritariamente muçulmano, após o país africano ter acusado Israel de bombardear uma fábrica de armamentos em seu território. Tel Aviv acusa Cartum de abrigar e treinar terroristas. O governo sudanês entrou com um pedido da ONU contra o Estado judeu. Por outro lado, o governo israelense deu luz verde à proposta de ampliação das instalações de defesa no Sul do país. Estas instalações devem reforçar a defesa da população, que se encontra numa área entre 4,5 km e 7 km de Gaza. Na semana passada, o primeiro-ministro israelense e o chanceler ultranacionalista Avigdor Lieberman anunciam a união de seus partidos, formando uma grande frente conservadora para as eleições de 2013.

O enviado especial da ONU e da Liga Árabe para a Síria, o diplomata argelino Lakhdar Brahimi, expressou hoje (31) sua esperança de que a China tenha "um maior papel" nos esforços para assegurar o fim da violência na Síria. Brahimi fez essa declaração diante dos jornalistas e no início de sua reunião com o ministro das Relações Exteriores da China, Yang Jiechi, em Pequim. "A China pode ter um papel ativo na resolução dos eventos na Síria", declarou o mediador da Liga Árabe e da ONU. Mais tarde, em resposta a Brahimi, o porta-voz das Relações Exteriores da China, Hong Lei, assinalou que "China teve um papel importante e positivo na busca de uma solução política à questão da Síria". "Continuaremos juntos com a comunidade internacional para buscar uma solução pacífica, justa e adequada", acrescentou o ministro. A China, em sua condição de membro permanente e com direito a veto no Conselho de Segurança das Nações Unidas, bloqueou em três ocasiões, assim como a Rússia, resoluções da ONU contra o regime de Bashar al Assad. Neste caso, as autoridades chinesas consideraram que essas resoluções poderiam abrir caminho para sanções e intervenções militares. Apesar de não ter sido a favor das resoluções, a China sempre manifestou seu apoio ao trabalho mediador da ONU e da Liga Árabe, tanto com Brahimi como com seu antecessor, Kofi Annan. Hoje o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), organização não governamental com sede em Londres, divulgou que a aviação da Síria bombardeou subúrbios a leste de Damasco onde encontram-se entrincheirados grupos rebeldes, um dia depois de ter realizado o primeiro bombardeio aéreo de um setor da capital. Na véspera, segundo o OSDH, 30 civis, entre eles quatro mulheres e cinco crianças, assim como 13 rebeldes, morreram em bombardeios aéreos e em diversos combates nos subúrbios da capital. Segundo a TV estatal síria, Abdullah Mahmoud al-Khalidi, um oficial da cúpula da Aeronáutica síria, também foi assassinado a tiros por rebeldes no distrito de Rukn al-Din, em Damasco. A trégua entre governo e rebeldes já tinha sido rompida na última sexta-feira (26) durante o início do feriado da Festa do Sacrifício quando três pessoas morreram no subúrbio de Damasco e ao menos um outro confronto foi registrado em outra parte do país. Anteontem, ao menos dez pessoas foram mortas num ataque com um carro-bomba na capital síria. No mesmo dia o ministro russo das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, disse que a Rússia apoia o envio, pela ONU, de um maior grupo de observadores à Síria após o cessar-fogo. A declaração foi após um encontro com o enviado especial da ONU e Liga Árabe para a crise síria. O chanceler russo afirmou que seu país está decepcionado com os resultados da iniciativa de tréguas. Enquanto isso, a instabilidade se estende pela região. Ontem, a polícia jordaniana anunciou a prisão de 61 sírios em três caminhões, que se dirigiam para a cidade de Maan, reduto islamita no sul do reino. Na véspera, a artilharia turca respondeu à queda de um morteiro disparado a partir da Síria em seu território, que não provocou vítimas. O morteiro caiu perto da região turca de Besaslan, no sul da província de Hatay, próxima à fronteira. Perto dali, na cidade síria de Haram, o Exército sírio luta contra um grupo de rebeldes. No mesmo dia do incidente o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, enfrentou um protesto de secularistas contra o seu governo considerado de tendência islâmica (acima). A polícia de Ancara usou canhões de água e gás lacrimogêneo para dispersar milhares de manifestantes que compareceram a um comício proibido pelo governo. Milhares de homens e mulheres saíram às ruas da cidade portando bandeiras turcas e com o rosto de Mustafá Kemal Atatürk, o fundador da Turquia moderna e laica. Segundo analistas políticos, há uma grande divisão no país entre secularistas e religiosos conservadores. Os manifestantes combinaram de realizar uma marcha, saindo do prédio do Parlamento, no centro da cidade, até o mausoléu de Atatürk, para celebrar os 89 anos da fundação da República da Turquia. Entre os cânticos proferidos pelos manifestantes, estavam "renunciem, governantes! Maldito Tayyip!" e "a Turquia é secularista e assim deve permanecer!" Hoje o premiê turco voltou a enfrentar protestos desta vez na Alemanha. Manifestantes protestaram em frente ao Portão de Brandemburgo, considerado o “Arco do Trinfo” alemão, contra a sua visita a Berlim. Ontem, Erdogan disse que a União Europeia (UE) vai “perder” o país caso não garanta sua entrada no bloco econômico até 2023. Quando questionado pelos jornalistas alemães, se sua nação conseguiria entrar na organização até lá, ele disse acreditar que “provavelmente (as autoridades europeias) não vão nos segurar por tanto tempo”. Segundo o premiê, a entrada do país no bloco fortaleceria o organismo em razão de sua população de 74 milhões de pessoas, sendo que cerca de 6 milhões de turcos já moram em países da UE, sendo 3 milhões deles na Alemanha. A chanceler alemã, Angela Merkel, já deixou claro que é contra a entrada da Turquia no bloco. Segundo analistas, apesar do forte crescimento econômico turco, os europeus não gostam do modelo econômico adotado por Erdogan: “Industrialização e islamismo”.

O presidente do grupo de ministros das Finanças da zona do euro, Jean-Claude Juncker, pediu hoje (31) que a Grécia resolva as pendências com os credores internacionais para chegar a um acordo sobre o resgate financeiro ao país. Em comunicado após videoconferência com representantes dos 17 países da moeda única, Juncker disse que os ministros avaliaram os pontos já acertados dos cortes no Orçamento previstos para o país, que deverão chegar a € 13,5 bilhões (R$ 35,1 bilhões). As declarações de Juncker desmentiram o anúncio feito pelo primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, de que Atenas tenha conseguido fechar um acordo com a “troika”: Banco Central Europeu (BCE), União Europeia (UE) e Fundo Monetário Internacional (FMI). Mais cedo, o porta-voz da Comissão Europeia, Simon O'Connor, também havia negado o fim das negociações. "Estamos reduzindo o número de questões a solucionar", disse o representante. No entanto, funcionários da União Europeia disseram que o acordo está próximo e deverá ser alcançado até 12 de novembro, data da próxima reunião formal dos inistros de Finanças da zona do euro em Bruxelas. Não é a primeira vez que o governo grego anuncia o fim das negociações sobre o resgate e é desmentido. A declaração ocorre no momento crucial da Grécia. O governo anunciou revisão para baixo de suas projeções para o Orçamento de 2013. No cenário estimado pelo projeto enviado ao Parlamento nesta semana, a economia grega terá retração de 4,5% do PIB (Produto Interno Bruto) no ano que vem, contra 3,8% na proposição apresentada em setembro. O déficit público aumentou para 5,2% do PIB, contra 4,2% da estimativa anterior. Hoje a agência de notícias Eurostat divulgou que o desemprego na Eurozona aumentou a 11,6% em setembro, um recorde para o bloco, puxado pela Espanha, quarta economia da união monetária e com um índice de paralisação de 25,8%. Em pronunciamento no Parlamento, o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, afirmou que pedirá ajuda do BCE se for necessário, mas que precisará de apoio unânime de todos os países da União Europeia. "O instrumento (de compra da dívida pública proposto pelo BCE) é muito importante e, se a Espanha precisar, tenham a total e absoluta certeza de que eu pedirei". Ele adiantou que a União Europeia ainda se move “a uma ritmo desesperadamente lento”, embora já tenha conseguido passar uma mensagem de unidade. “Depois de cinco anos de crise e apesar dos esforços, a Europa está em recessão”, lembrou Rajoy, acrescentando que é necessário quebrar “este ciclo vicioso”. Para isso, o primeiro-ministro espanhol considera fundamental que haja sustentabilidade das finanças públicas e profundas reformas estruturais e, sobretudo, maior integração. Anteontem, o presidente da França, François Hollande, disse os países não podem ficar “à espera” de decisões do mercado para solucionar a crise econômica internacional. Segundo ele, é fundamental haver regulação do setor e uma série de ações. “Se deixamos os mercados sozinhos, se esperamos que sejam eles, e apenas eles, a resolver a crise, temo que (a crise) dure por muito tempo. Precisamos de mecanismos, de regulação, de ação”, sustentou Hollande. Na última quinta-feira (25), uma pesquisa publicada pelo jornal "Le Figaro" informou que apenas 36% dos franceses estão satisfeitos com o governo socialista. A aprovação a Hollande vem caindo, enquanto aumenta a preocupação dos franceses com a economia, que atravessa momentos difíceis. O desemprego, que deve chegar a 11% em 2013, e a política tributária são as duas principais queixas dos franceses. Em Portugal, a preocupação com o desemprego vem provocando instabilidade social. Hoje sindicalistas fizeram manifestação em frente ao Parlamento contra a votação do Orçamento de 2013 que prevê uma política de “austeridade fiscal” (acima). Os manifestantes acusaram o governo de “hipotecar o futuro do país”. No sábado (27), em Roma, sindicalistas italianos saíram às ruas para protestar contra o desemprego e a instabilidade econômica da Itália. No mesmo dia o ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi disse que seu bloco político pode retirar o apoio ao governo de Mario Monti, medida que poderia lançar a Itália no caos político antes das eleições nacionais de abril. "Temos que reconhecer o fato de que a iniciativa deste governo é uma continuação de uma espiral de recessão para a nossa economia", disse Berlusconi em uma coletiva de imprensa no norte da Itália um dia depois de ser condenado e sentenciado a quatro anos por fraude fiscal. "Junto com meus colaboradores, decidiremos nos próximos dias se é melhor retirar imediatamente nossa confiança neste governo ou mantê-la, já que as eleições estão marcadas", acrescentou. Analistas acreditam, no entanto, que pode ser uma manobra política de Berlusconi que recorreu da decisão judicial.

Os capitalistas Tico e Teco voltaram a conversar sobre o mundo contemporâneo, acompanhados pela diarista Aparecida e pela filha Bytes, no dia 31 de outubro de 2012, Dia das Bruxas.

Tico: No dia de hoje Flávio Rômulo Augusto foi coroado como o último imperador do Império Romano do Ocidente. Com a queda de Roma, o Império passou a ser comandado do Oriente, não mais em Roma, mas em Istambul, hoje Turquia. A coroação de Flávio Augusto ocorreu há 1.537 anos.

Teco: No dia de hoje foi destronada a imperatriz Irene de Atenas, rainha do Império Bizantino, de fé cristã ortodoxa, que sucedeu o Império Romano do Oriente, de fé cristã católica. Seu maior legado foi a permissão de “culto aos santos” que aproximou na mesma doutrina a Igreja Ortodoxa da Igreja de Roma após a eleição do patriarca Tarásio. Irene de Atenas foi derrubada do poder pelo seu ministro das Finanças, Nicéfaro, que se elegeu imperador, com a ajuda de seus correligionários e dos eunucos. Há 1.210 anos.   

Bytes: No dia de hoje o monge agostiniano Martinho Lutero publicou as suas 95 teses que resultou na sua excomunhão pelo papa Leão X, nascendo a religião protestante. A contestação dividiu a fé cristã na Europa, principalmente na sua terra natal, a Alemanha. Para evitar um colapso, a Igreja Católica promoveu mais tarde a Contrarreforma. Há 495 anos.

Aparecida: No dia de hoje foi assinada a Declaração Conjunta Sobre a Doutrina da Justificação entre a Igreja Católica e a Igreja Luterana. Pelo documento, assinado em Augsburgo, na Alemanha, as duas religiões cristãs estabeleceram que as confissões católica e luterana professam a mesma doutrina sobre a justificação pela fé, embora com diferentes desdobramentos. Há 13 anos. 

Bytes: No dia de hoje o Supremo Tribunal Federal determinou o arquivamento do inquérito de corrupção contra o presidente cassado Fernando Collor de Melo por falta de provas. Há 16 anos.

Aparecida: Hoje é o Dia das Bruxas, tradição nos Estados Unidos que está se espalhando pelo mundo.  No domingo os japoneses saíram às ruas com fantasias de monstros durante a "Parada de Halloween", em Kawasaki, subúrbio de Tóquio. No mesmo dia foi a vez dos zumbis ganharem também as ruas do mundo. Na Geórgia, Estados Unidos, a Marcha dos Zumbis reuniu milhares de jovens, alguns vestidos de bruxas, uma caminhada que atraiu também seguidores em São Petersburgo, na Rússia (acima). 

Bytes: Os condomínios paulistas estão comemorando o Dia das Bruxas com pomba e circunstância. Em Cotia, na Grande São Paulo, houve trenzinho com monitores fantasiados para ajudar na coleta dos doces e até um concurso da casa mais horripilante. "Aqui, o Halloween é mais comemorado do que o Dia das Crianças", disse Denise Alves Boniciello à “Folha” sobre a festa que encanta o seu filho. Segundo a reportagem, a loja do empresário Pierre Sfeir, especializada em festas, localizada no centro de São Paulo, está entupida de artigos aterrorizantes. São cerca de 9 mil itens, 2 mil a mais do que no ano passado. "Importávamos a maioria dos produtos, mas há 13 anos criamos a nossa própria fábrica para atender à demanda", contou. O faturamento da loja chegou a crescer até 50% em outubro. O comerciante está rindo de orelha a orelha.

Aparecida: Muitos nacionalistas brasileiros defendem que, em vez do Dia das Bruxas, o País comemore o Dia do Saci. O que você acha?

Bytes: Bruxa é bruxa, assim como Saci é Saci. Para os capitalistas, meia palavra basta.

Aparecida: Como surgiu a lenda do Saci?

Bytes: O Saci é um personagem bastante conhecido do folclore brasileiro. Tem sua origem presumida entre os indígenas da Região das Missões, no sul do País, de onde teria se espalhado por todo o território brasileiro.  Na região norte do Brasil, a mitologia africana o transformou num negrinho que perdeu uma perna lutando capoeira, imagem que prevalece nos dias de hoje. Herdou também, da cultura africana, o pito, uma espécie de cachimbo e, da mitologia europeia, herdou o píleo, um gorrinho vermelho usado pelo lendário trasgo. Ele é um ser encantado do folclore do norte de Portugal, especialmente da região de Trás-os-Montes. Rebeldes, de pequena estatura, os trasgos usam gorros vermelhos e possuem poderes sobrenaturais.

Aparecida: Qual é o significado da palavra folclore?

Bytes: A etimologia da palavra vem do inglês “Folk” e “lore”, cujos significados são respectivamente: “povo” e “conhecimento”.

Aparecida: Qual dos personagens paranormais criados pela mitologia humana que você mais detesta?

Bytes: A bruxa é sempre má. Já o Saci não é sempre assim. Ele é mais brincalhão e às vezes gracioso. Um malandro rebelde. Me lembro sempre dele quando revejo a exibição do “Sítio do Picapau Amarelo” que foi ao ar na Globo. Dos monstros, sinto mais arrepio dos zumbis porque são “mortos-vivos”.

Aparecida: Como é que surgiu esta tradição do Dia das Bruxas?

Bytes: É uma festa muito antiga. Foram os povos celtas, muito apegados a natureza, que habitavam a região da França e da Inglaterra entre os anos 600 a.C e 800 d.C que deram origem à tradição. Naquele tempo o Dia das Bruxas se chamava Samhain, que significa "fim do verão". Nesta data eles homenageavam seus parentes e amigos que já tinham morrido, assim como os seus deuses. O “medo” começou com a “morte”. Nos Estados Unidos a data fixada de 31 de outubro é porque antecede o 1º de novembro, data religiosa do Dia de Todos os Santos. Lá as crianças dizem: "Treats or Tricks?", que quer dizer: "Oferenda ou Travessura?". Traduzindo: “Ou você me dá um doce ou te amaldiçôo".

Aparecida: Por falar em santo, dizem que os protestantes querem boicotar a novela “Salve Jorge” porque cultua um santo: São Jorge. Ele é também venerado pelos umbandistas. No sincretismo religioso o “santo guerreiro” é Ogum. O que você acha da polêmica?

Bytes: O “medo do desconhecido”, devido ao “desconhecimento da verdade existencial”, leva o homem a buscar a proteção de seus inimigos, temendo a maldição emanada pelos sentidos. Nada mais humano. Achei muito bonita a Oração a São Jorge na voz do jornalista Pedro Bial, que é também rezada pelos espíritas da Umbanda como síntese de seu “conteúdo”. Diz a oração: “Eu andarei vestido e armado, com as armas de São Jorge para que meus inimigos tendo pés não me alcancem, tendo mãos não pequem, tendo olhos não me enxerguem e nem pensamentos eles possam ter, para me fazerem mal”.

Aparecida: Para o pobre, se São Jorge domar o dragão da inflação já é um grande alento, pois ele subtrai o seu poder de compra.

Bytes: Escreveu o poeta popular Odil da Silva Costa: “O medo é o ladrão que, fazendo-nos temer o amanhã, acaba nos roubando o hoje”.

Aparecida: Ah, entendi! Revelou o profeta Moisés ao seu povo no Velho Testamento, a “Torá judaica”, durante a caminhada em direção à “terra prometida”: “Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti. Perfeito serás, como o SENHOR teu Deus. Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o SENHOR teu Deus não permitiu tal coisa. O SENHOR teu Deus te levantará um profeta do meio de ti, de teus irmãos, como eu; a ele ouvireis; Conforme a tudo o que pediste ao SENHOR teu Deus em Horebe, no dia da assembléia, dizendo: Não ouvirei mais a voz do SENHOR teu Deus, nem mais verei este grande fogo, para que não morra. Então o SENHOR me disse: Falaram bem naquilo que disseram. Eis lhes suscitarei um profeta do meio de seus irmãos, como tu, e porei as minhas palavras na sua boca, e ele lhes falará tudo o que eu lhe ordenar. E será que qualquer que não ouvir as minhas palavras, que ele falar em meu nome, eu o requererei dele. Porém o profeta que tiver a presunção de falar alguma palavra em meu nome, que eu não lhe tenha mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, esse profeta morrerá”. 

Tico: Qual foi o significado da eleição de 2012 no Brasil?

Teco: O prenúncio do fim dos “socialistas”, tanto de direita quanto de esquerda. O povo brasileiro não quer mais ninguém que faça a sua cabeça porque quer pensar pela “própria cabeça”. A base do sistema capitalista. Num futuro bem breve o Brasil será retirado da lista do “elo frágil” do capitalismo. Para os capitalistas, meia palavra basta.

Bytes: O velho começou a ser enterrado e já deu um sinal aos “anciãos das horas” sobre o “pé na cova”. Quanto ao “tempo real”, a Dilma vai ter que negociar, algo que não gosta. O PSB ergueu a bandeira da paz, mas vai querer mais poder no governo federal. O Planalto já negocia com o PSD para manter a base de sustentação. Pode haver troca de letras: Sai PSB e entra PSD. “Saída pela direita”. Vamos esperar os próximos capítulos. Em “Salve Jorge”, a Jéssica será estuprada.

Aparecida: A filha da minha prima, que mora na cidade do Salvador, votou no petista no primeiro turno e trocou de voto no segundo depois que a Dilma foi lá. Os jovens de hoje, com esse negócio de Internet, detesta que você faça a cabeça. Ela também ficou raiva porque vai para a escola às 7 da manhã e tem que voltar as 9h por falta de professor na escola do Jacques Wagner.

Bytes: O prefeito bem avaliado ganhou no primeiro turno e o médio no segundo. Quem não fez bom governo caiu e deu voz à oposição. Se o PT tivesse escolhido, por exemplo, o José Sérgio Gabrielli como candidato a prefeito o resultado poderia ser outro. Ele teria uma imagem associada ao empreenderismo que ainda tem a Petrobrás. Pois a falta de professor no ensino médio é um problema crônico devido à carência de interessados no magistério, como demonstra o mercado de trabalho brasileiro cheio de “apagãos”.

Aparecida: O seu Carlos disse, exaltado: “A esquerda com o seu discurso de sociedade criativa e multiculturalismo está levando o país ladeira abaixo. Cadê os professores? Cadê os engenheiros? Como o Brasil pode competir num mundo competitivo? Enquanto discursam, a Coreia se agiganta porque os militares investiram na educação e até hoje eles são fortes em engenharia que aqui enfrenta o apagão de mão de obra porque lá ninguém mata aula. Nem ficam cantando com o violão as belezas da Lagoa de Abaeté, como esse Haddad, sonhando com a morte do bezerro. O povo brasileiro ainda vai perceber que foi um erro interromper a revolução iniciada em 1964”.

Bytes: Sabe que eu ouvi hoje o Dorival Caymmi cantar “A Lenda do Abaeté”. É tão bonito! O seu Carlos é um pessimista por natureza. Você sabe muito bem que há iniciativas muito interessantes no interior do País, principalmente na Bahia, nas escolas de ensino fundamental.

Aparecida: Em sua primeira visita ao Senado após a eleição do Haddad, a ministra da Cultura, Marta Suplicy, afirmou que a escolha do ex-presidente Lula por Haddad foi "um risco enorme" e que, se disputasse, poderia ter ganho "em uma situação mais fácil". Disse ela: “Acho que sempre foi muito difícil contrariar o presidente Lula, não me lembro de muita gente ter contrariado e,depois disso, as pessoas vão pensar duas vezes. A capacidade e a visão política que ele tem é muito grande. Nós temos sorte no PT de termos um quadro fora do normal. Ele reconstruiu o partido com esse gesto que ele fez”, disse Marta. O que você achou do resultado em São Paulo?

Bytes: Encheram as caixas de mensagem dizendo que o PT não deveria comemorar a vitória em São Paulo porque esqueceram de computar os 30% dos que demonstraram estar decepcionados com a atividade política na cidade mais poderosa do Brasil. Temos que respeitar o argumento. A única certeza é que minha geração está “descredenciando” muita gente no “face” porque é apenas “repassador” de mensagens, não agregando “valor” ao conteúdo. A “má notícia”. Assim como descordamos da Marta. Sua eleição poderia dar Serra por estarem na mesma faixa de imagem: a rejeição. A eleição em São Paulo foi ponto do Lula que não gosta de lembrar as suas perdas. O importante é evitar o nacional-socialismo, seja de direita ou esquerda.

Aparecida: Eu ouvi a conversa da dona Irene com sua cunhada paulista depois que elas leram o perfil dos candidatos à prefeitura de São Paulo feito no domingo da eleição pelo jornal “O Globo”: “O Haddad está usando a mesma tática da presidente Dilma quando está diante de perguntas constrangedoras. Inicia as respostas com o sutil meu querido”, disse a dona Irene. “Sabe como o Haddad é como administrador? Um fracasso. Conseguiu terminar um lucrativo negócio na região popular da 25 de Março. Sabe o que ele disse? Foi lá que aprendi verdadeiramente a gerenciar. É triste ver a decadência de São Paulo sendo uma paulistana de família tradicional que ama a sua cidade”, comentou a cunhada. Disse dona Irene: “Você não viu as suas gafes? Certa vez, ao lado de Lula, bateu no Aécio Neves ironizando seu intelecto: Se Aécio quer ser presidente, tem que ler pelo menos um livro por semana. Do seu líder operário, que não gosta de ler e só chegou a página 17, ele não comentou nada. São todos ideológicos e hipócritas. E ainda confundiu o bairro de Itaim Paulista, de classe baixa, com Itaim Bibi, de classe média alta. Sabe como ele é chamado pelos amigos? Fernando Vaidade. Coitada de São Paulo!” A cunhada respondeu: “Mas gosta do que é bom. Aos domingos, ele vai a luxuosos restaurantes da Oscar Freire para comer pizza comunista. Eu já mandei mensagens para minhas amigas que amam São Paulo. Temos que nos reunir para acabar com essa raça que dá corda a essa gente. No dia seguinte à vitória do PT, os sem-tetos já começaram a invadir a propriedade privada na capital”.

Bytes: Elas falaram alguma coisa sobre o Serra?

Aparecida: A dona Irene disse: “O Serra é um verdadeiro cristão porque lê a Bíblia desde criança. Sabe o que contou o José Gregório, aquele que foi ministro do Fernando Henrique, sobre o episódio em que na época era assessor do ministro da Fazendo do Jango e o Serra presidente da UNE? O San Thiago faz sua estrada de Damasco, mas ainda não percorreu a estrada inteira”. Ele conhece a obra de São Paulo de cor, não pega carona oportunista como esse comunista do PT, porque é temente a Deus desde menino”. A cunhada comentou: “Como líder estudantil não foi como o José Dirceu. Na UNE, o Serra colocou para correr os estudantes desocupados, os mesmos que gostam de se encostar hoje no governo. Ele não escolhe os seus subordinados por afinidades políticas, como os petistas, porque ele gosta de quadros técnicos. E de resultados. Cobra duro, mas sem elevar a voz como a Dilma. Para discordar dele tem que estar muito preparado. É um homem exigente que não faz concessões à burrice, nem à ignorância. O argumento da oposição tem que provar a equação como faz a matemática. Falam que ele é ditador, mas não é. Ele adora discutir ideias porque o ajuda a afiar e testar os seus próprios argumentos. Ele está sempre pronto, só não aceita pautas petistas. Fazer o quê? Os pobres são maioria e têm direito a voto. Deve dar o Haddad. Ah, São Paulo sofrida!”. Disse a dona Irene: “A imprensa está cheia de comunistas. Fotografaram o Serra sempre com a intenção de denegrir a sua imagem. Você não viu aquela foto em que ele faz careta ao ser beijado por uma eleitora? (acima). Só não dizem é como essa gente é desagradável que te agarra sem pedir licença por não ter educação. É como diz o Carlos: “Ser pobre virou moda, todo mundo fala do pobre depois da eleição do Lula. Todo mundo quer ser pobre. É uma elite hipócrita, como os petistas. Quero ver na hora em que o pobre grita estridente nos seus ouvidos se eles também não fecham a cara por serem obrigados a dividir o mesmo espaço”.

Bytes: O importante é salvar a nova democracia brasileira porque os agentes políticos estão sendo obrigados pela história a “formar capital”. Os socialistas odeiam o capitalismo porque ele comprime tempo-espaço. Aí reside o “olho do furacão”.

Aparecida: E como pensa o governo dos Estados Unidos?

Bytes: Deu no jornal “O Globo” de 29 de outubro de 1962, cuja manchete foi “Serão desmontadas as bases de foguetes russos em Cuba”: “O premier Nikita Khruschtchev declarou hoje ter ordenado o desmonte das bases de projéteis foguetes soviéticas instaladas em Cuba e que os foguetes sejam trazidos de volta à URSS. Disse o soviético que a ordem havia sido dada no interesse da paz. A declaração faz parte de uma mensagem ao presidente John Kennedy (EUA)”. E mais: “A Campanha de Defesa do Folclore Brasileiro, a Ordem dos Músicos do Brasil e as organizações de escolas de samba decretaram o bloqueio musical de twist, do rock n´roll e demais ritmos e danças estrangeiros atualmente em moda no Brasil. O bloqueio foi anunciado pelo maestro José Siqueira, presidente da OMB, durante o I Congresso Nacional do Samba, iniciado ontem. Nessa guerra, as principais armas serão os ritmos brasileiros, inclusive as modalidades de samba corrido que, segundo Siqueira, têm características mais quentes e emocionantes que os ritmos importados”. 

Aparecida: Deu no jornal “O Globo” de 29 de outubro de 2012, 50 anos depois: “Eleições 2012. Partidos ficam sem hegemonia nas capitais. PSB ganha cinco: PT e PSDB, quatro cada; PDT, três; e PMDB, DEM e PP duas cada. PMDB continua sendo a legenda que governará mais municípios no país, mas petistas vão administrar o maior número de brasileiros: PSOL consegue eleger, neste segundo turno seu primeiro prefeito de capital”. E mais: “Com Haddad, PT retoma SP”. 

Bytes: Escreveu o cronista Nelson Rodrigues no dia 29 de outubro de 1962 no artigo intitulado “Batalha sem um pingo de grandeza” no jornal “O Globo”: “Amigos, levei a semana tôda pondo o Fla-Flu nas nuvens. Traído pela minha própria ênfase, cheguei a insinuar que o clássico era tão importante quanto o bloqueio de Cuba. Ao ir para o Maracanã, levava a doce e obtusa certeza de um Fla-Flu inexcedível. Mas começa o jôgo e que vimos nós? Uma batalha sem um pingo de grandeza. Não quero parecer a maioria dos meus confrades. Como se sabe, o cronista esportivo é de uma exigência homicida. Mas o Fla-Flu de ontem não comporta nenhuma misericórdia humana ou divina. Foi uma batalha pífia e repito: um Fla-Flu sem penacho”.

Aparecida: O “Mensalão” pesou na eleição?

Bytes: Ninguém em sã consciência dirá que não houve crime. O que incomoda os capitalistas brasileiros e contemporâneos é a “propaganda” massificada: “Nunca antes neste País houve uma classe política tão corrupta quanto à do PT”. Assim como é mentirosa a afirmação do Lula: “Antes de mim não houve neste País alguém tão iluminado quanto eu”. É uma briga entre os socialistas dentro do “movimento dos contrários”. Nesta guerra, prefiro a declaração do presidente da Câmara, o petista Marco Maia, da forma como foi publicada. Segundo a versão eletrônica do jornal “O Globo”, o deputado disse que é “óbvio” o impacto negativo do julgamento do Mensalão” no resultado eleitoral do PT. Fica o registro.

Aparecida: Ah, entendi! Está no Evangelho, a “Boa Notícia”: “Os fariseus enviaram alguns escribas e os herodianos a Jesus dizendo: Mestre, bem sabemos que és verdadeiro, e ensinas o caminho de Deus segundo a verdade, e de ninguém contesta, porque não olhas a aparência dos homens. Dize-nos, pois, que te parece? É lícito pagar o tributo a César, ou não? Diziam isso para pegá-lo em alguma afirmação que o colocasse contra Roma. Jesus, porém, conhecendo a sua malícia, disse: Hipócritas! Por que me experimentais? Mostrai-me a moeda do tributo. E eles lhe apresentaram um dinheiro. Perguntou Nosso Senhor: De quem é esta efígie e esta inscrição? Responderam os escribas a serviço dos fariseus: De César! Então Jesus lhes disse: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. E eles, ouvindo isto, maravilharam-se, e, deixando-o, se retiraram”. 

Tico: O que significa a expressão “perda de confiança” em economia real?

Teco: Perda de “crédito”. Elementar, meu caro Watson.

Aparecida: E como pensa o governo dos Estados Unidos?

Bytes: Deu no jornal “O Globo” de 27 de outubro de 1962, cuja manchete foi “Os Estados Unidos e a URSS aceitam o apelo de trégua de U Thant”: “A URSS concordou, ontem à noite, em retirar temporariamente seus barcos da zona de bloqueio norte-americano contra Cuba, e os Estados Unidos se comprometeram a fazer todo o possível para evitar um conflito com os navios soviéticos no curso dos próximos dias. Americanos e russos atendem, assim, ao apêlo do secretário-geral da ONU, U. Thant”. E mais: “Na carta que dirigiu ao presidente João Goulart, o presidente John Kennedy disse que o recente desafio à paz e segurança deste Hemisfério, apresentado pelo aumento do poderio militar ofensivo soviético em Cuba, exige minha presença nos Estados Unidos e força-me a solicitar a sua aquiescência a um nôvo adiamento de nossa visita ao Brasil. Ontem, a Casa Branca e o Palácio do Planalto divulgaram o adiamento da viagem do presidente dos Estados Unidos, que estava marcada para 12 de novembro, bem como os têrmos das cartas trocadas entre os dois chefes de Estado”.

Aparecida: Deu no jornal “O Globo” de 27 de outubro de 2012, 50 anos depois: “A hora de evitar a fuga. Mensalão: procurador pede passaporte de condenados. Joaquim Barbosa poderá decidir sozinho ou submeter a questão ao plenário do STF. Advogado do ex-ministro José Dirceu critica Gurgel: Esse requerimento é desnecessário e inadequado, pois meu cliente já disse que qualquer decisão será respeitada”. E mais: “O quinto apagão. Um novo blecaute, que atingiu nove estados do Nordeste e parte de Tocantins e Pará, deixou mais de 50 milhões sem luz na madrugada de ontem. Foi o quinto apagão em um mês. No bairro Santo Antonio, em Recife, só faróis iluminaram as ruas”.

Bytes: Por falar em “apagão”, o Paul me escreveu de Nova York dizendo que a cidade ficou horas na escuridão. “Os comerciantes devem estar desesperados porque é um golpe inestimável à economia do país”. Respondi: “Eu imagino. Se aqui por quatro horas já rendeu pânico e fez estrago na economia das cidades nordestinas, que ficaram às escuras (acima), numa hora de pouco movimento como a noite”. Ele completou: “Imagine por aqui onde todos estão superacelerados, principalmente nas palestras nas quais participo e onde relatam o que enxergam sobre o futuro do planeta. Nesse estresse me lembrei do tempo na Bahia quando um baiano me falou: Meu rei, pressa pra quê?” O Paul me contou que muitos hospitais importantes da cidade ficaram sem geração de energia e muitos pacientes tiveram que ser transferidos de maca e balão de oxigênio saindo de uma altura do 15º andar. E acrescentou na mensagem: “O cenário parece que os Estados Unidos foram invadidos por alienígenas que deixaram a terra arrasada. Nem no 11 de Setembro tínhamos visto tamanha imagem”.

Aparecida: Parece cena do filme “O dia seguinte”, produzido durante a Guerra Fria, que meu filho assistiu ontem. Eu comentei com ele: “Como evoluímos tecnologicamente. Um remake teria hoje efeitos especiais que dariam a sensação de cenas mais realistas”.

Bytes: Quando ele me relatou as repercussões do furacão Sandy no início desta semana em Nova York, me lembrei do filme “Impacto profundo”, do Spielberg. O inimigo é o asteroide que cai na Terra. A cena do presidente dos Estados Unidos lembrando um texto bíblico até hoje me arrepia: “Quando era criança, pensava como criança, via como criança e agia como criança. Mas quando nos tornamos adultos, já não há tempo para criancices porque já nos olhamos no espelho”.

Aparecida: Por falar em asteroide, um deles, de 50 metros, passou bem rente a Terra no início do mês. Na véspera, ocorreu uma chuva de meteoritos da constelação de Draco. Dá bastante subsídio para os filmes de ficção científica. Já a minha vizinha comentou: “O Tufão não dá sorte. A Nina ficou de ir a Nova York, mas a lua de mel está enrolada como novela. Deve ser praga da Carminha”. Eu respondi: “Muita calma nessa hora. Segundo o empresário da atriz, a Débora foi a Orlando para passear com a sua filha de 3 anos. As duas estão aproveitando o “tempo bom” da Flórida.

Bytes: Um colega lá da facû disse: “Pra quê pânico? Um estudante de graduação do MIT, Sung Wook Paek, que deve ser coreano, disse que armas de paintball podem destruir asteroides. Segundo ele, uma nave espacial poderia disparar bolas de tinta. O estudante explicou que as manchas de cor clara podem causar um desvio na trajetória de um asteroide. Isso acontece porque a tinta funcionaria como uma espécie de substância refletora no espaço. Quando em contato com a superfície do asteroide, a luz do sol aumentaria a pressão da radiação solar. Nada como a ciência”.

Aparecida: Então vamos para vídeos mais domésticos. Você acha que o José Dirceu vai fugir da condenação do STF? O PC Farias fugiu do Brasil num bimotor acompanhado pelo piloto Jorge Bandeira de Mello, seu sócio na empresa de táxi aéreo Brasil-Jet.

Bytes: Quem conhece o “guerrilheiro” José Dirceu sabe que ele vive hoje para ser preso até se tornar “mártir da história”. Parece até um fundamentalista islâmico que explode o próprio corpo como protesto ao “imperialismo”. Já um menino disse outro dia para a sua mãe ao ver o julgamento dos ministros do STF, todos aparamentados com sua toga: “Mamãe, é a história do Harry Potter para os adultos? Mas cadê a vassoura?”  O meu colega gaiato lá da facû comentou: “Se poderia interromper o julgamento do Mensalão por que não ocorreu antes? O Joaquim Barbosa tinha que enfrentar as dores nas costas até o fim do segundo turno? Vai ser masoquista assim nos quintos do inferno”

Aparecida: Por falar em Joaquim Barbosa, ele disse ao colega revisor: “A tática do ministro Lewandowski é plantar o que ele colher daqui a pouco”. A dona Irene disparou: “Está confirmado! Ele aceitou o cargo de ministro para votar a favor do PT e ganhar cargo de ministro num futuro governo Lula em 2014”. O que você acha da visão da dona Irene?

Bytes: O Barbosa estava fazendo referência à dosimetria. O futuro ministro do STF tem características fascistas, mas vem sendo contido pelo seu colega Lewandowski para impedir que haja um Estado de Exceção na mais alta Corte do País. A figura do revisor tem a função de exercer outra visão à do relator para que os ministros desenvolvam a sua “convicção” sobre a matéria a partir dos argumentos. Mas Lewandowski tem adotado o maior valor agregado para conter o colega em sua fúria absolutista. Ele disse para o Joaquim Barbosa: “Vossa Excelência não está na Academia, mas num Tribunal”. Para os capitalistas, meia palavra basta.

Aparecida: O ministro Lewandowski quase apanhou ao exercer o seu direito ao voto no último domingo. Eu trabalhei na casa de uma alemã que fugiu do seu país durante os anos 30 porque dizia que os nazistas agrediam fisicamente os que não tinham o mesmo ponto de vista do fuhrer materializada pela propaganda de Goebbels.

Bytes: Lewandowski distribuiu nota dizendo que o mesário que o hostilizou pediu desculpas. "Venho por meio desta carta pedir perdão pelo meu comportamento no dia de 28/10/2012, segundo turno das eleições para prefeito da cidade de São Paulo. Estou profundamente arrependido de ter ofendido, sei que o senhor está muito bravo tanto pelo ocorrido como também pela repercussão que tal episódio gerou", escreveu. Em seguida, culpou a imprensa: "Fui manipulado pelos repórteres que ali estavam a comentar algo, e de ato não pensado, infelizmente, acabei soltando o que não devia". E acrescentou, errando o nome correto do STF: "Sou profundo admirador do seu trabalho, reconheço que as pessoas que ali estavam, estavam de toda forma erradas, e que eu, principalmente, fugi de minha razão quando faltei com o devido respeito, mesmo que manipulado de certa forma, eu agi da pior maneira, sem querer, insultando não somente um cidadão de bem, mas também um ministro do Superior Tribunal Federal".

Aparecida: Quem matou mais os “traidores da pátria?” Hitler ou Stalin?

Bytes: Os dois construíram a nação à base do “sangue derramado”.

Aparecida: O que você achou da tese da ministra Carmem Lúcia em seu voto sobre o fluxo de sangue interrompido pela prática do Mensalão?

Bytes: Tudo é relativo, já provava o gênio Einstein. Se o Mensalão for Caixa 2 o fluxo de sangue da economia brasileira está sendo bloqueado para injetar sangue nos “paraísos fiscais” nos quais a carga tributária é “pífia”. Não há a lógica do social em recibos. Por outro lado se o marqueteiro baiano Duda Mendonça foi obrigado a abrir uma conta lá fora para receber o dinheiro de sua produção, proveniente de financiamento de campanha do Caixa 2, ele está carreando o sangue de volta para a nossa economia. Porque pagou empresas e empregados para produzir propaganda para o seu cliente, o candidato, movendo a economia interna. As empresas e os empregados consomem internamente. Elementar, meu caro Watson.

Aparecida: Ah, entendi!  Revelou Nosso Senhor Jesus Cristo em nome da “Justiça”: “Ai de vós, fariseus! Porque dais o dízimo da hortelã, da arruda e de todas as hortaliças, e desprezais a justiça e o amor de Deus; estas coisas, porém, devíeis fazer sem omitirdes aquelas. Ai de vós, fariseus! Porque gostais das primeiras cadeiras nas sinagogas, e das saudações nas ruas. Ai de vós! Porque sois semelhantes aos túmulos que não aparecem, sobre os quais andam os homens sem o saberem. Então lhe disse um dos doutores da lei: Mestre, falando tu assim, a nós também nos insultas. Respondeu Jesus: Ai de vós também, doutores da lei! Porque carregais os homens com fardos difíceis de suportar, e vós nem com um dedo vosso os tocais. Ai de vós! Porque erigis os túmulos dos profetas que vossos pais mataram. Assim dais testemunho e consentis nas obras de vossos pais, porque eles os mataram, e vós lhes erigis os túmulos. Por isso também disse a sabedoria de Deus: Enviar-lhes-ei profetas e apóstolos, e a alguns deles matarão e a outros perseguirão, para que a esta geração se peça contas do sangue de todos os profetas, derramado desde a fundação do mundo, desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o santuário; sim, eu vos digo que se pedirá contas a esta geração. Ai de vós, doutores da lei! Porque tirastes a chave da ciência: vós mesmos não entrastes, e impedistes aos que entravam. Ao sair ele dali, os escribas e fariseus começaram a apertá-lo fortemente e a importuná-lo com perguntas sobre muitos assuntos, armando-lhe ciladas a fim de o apanhar em algumas das suas respostas”.

O Conselho da Federação (Senado) da Rússia aprovou hoje (31) uma lei que amplia a definição de alta traição, considerada pelos defensores dos direitos humanos do país como um novo ataque contra a oposição.  Segundo o texto, a alta traição não consiste apenas em transmitir informações secretas a governos estrangeiros, mas também, por exemplo, em proporcionar assistência financeira ou consultas a organizações internacionais caso estejam envolvidas em "atividades dirigidas contra a segurança da Rússia". A lei atualmente em vigor sobre o tema não menciona organizações internacionais e é aplicada apenas às atividades que afetam a "segurança externa". A futura lei contempla ainda um novo crime: receber segredos de Estado por meios ilegais, o que pode resultar em uma pena de quatro anos de prisão. Defensores dos direitos humanos e advogados temem que compartilhar informações com ONGs internacionais como a Anistia Internacional ou recorrer à Corte Europeia de Direitos Humanos possa constituir um crime de alta traição. A representante da União Europeia para Assuntos Exteriores, Catherine Ashton, manifestou preocupação com o texto, por considerar que pode ser utilizado para "intimidar" ativistas. A lei segue outras adotadas recentemente, como a que classifica como "agentes do exterior" os grupos que se beneficiam de financiamento estrangeiro ou a que inclui em uma lista negra algumas páginas na Internet. Todas as leis entraram em vigor após a posse de Vladimir Putin no Kremlin em maio deste ano. No sábado (27), vários opositores foram detidos durante um protesto de apoio aos militantes presos no âmbito de uma investigação por “preparação de distúrbios em massa”. Entre os detidos estavam Serguei Udaltsov e Alexei Navalny. “Estava a caminhando pela rua. Fui detido sem explicação. Estou num carro da polícia”, escreveu Udaltsov em sua conta no twitter e que pode agora ser condenado a dez anos de prisão. Na última quinta-feira (25), Putin chamou de hipócrita a mídia ocidental por criticar a prisão das integrantes da banda punk P**** Riot, mas se calar a respeito da prisão, nos EUA, do autor de um vídeo que satiriza o islã. Duas das três integrantes da P**** Riot cumprem pena de dois anos de prisão por "vandalismo motivado por ódio religioso" por terem realizado uma performance contra Putin na Catedral do Cristo Salvador, em Moscou. No jantar, Putin demonstrou irritação e questionou porque os mesmos ocidentais que criticam o governo russo pela punição imposta às jovens não se manifestam com relação à prisão do egípcio que fez e divulgou o vídeo "A Inocência dos Muçulmanos", nos EUA. "Você quer apoiar pessoas com essas visões? Se você quer, então por que não apoiar o cara que está preso por causa do filme sobre os muçulmanos?" "Nós temos limites após os quais começa a destruição dos fundamentos morais da nossa sociedade", afirmou Putin. "Se as pessoas cruzarem essa linha, elas precisam ser responsabilizadas de acordo com a lei", acrescentou. Para ele, a performance da banda era "um ato de sexo grupal com o objetivo de ferir sentimentos religiosos". Se na área de direitos humanos Putin vem criando controvérsias, os analistas concordam que ele só traz “boas notícias” na área econômica. O Citigroup elogiou a decisão de Putin que se reuniu com diretores da estatal de energia Gazprom para traçar novas rotas para o gás russo (acima). O Kremlin planeja desenvolver seu campo gigante de gás Chayandinskoye na Sibéria Oriental, construir uma planta de GNL em Vladivostok, e um gasoduto de 3.200 km para ligar os dois. Segundo o analista do Citi Ronald Smith, a planta de GNL em Vladivostok, deve aumentar o poder de negociação da Gazprom com a China. O campo de gás é grande o suficiente para abastecer a fábrica e enviar uma quantidade significativa de gás para a China. A estratégia russa passa agora por se aproximar das repúblicas que fizeram parte da União Soviética para que o planejamento seja consistente. Moscou vem em negociação com Geórgia, com quem rompeu relações, e com a Ucrânia, para ter esferas de influência do mar Báltico ao mar Negro e ao mar Cáspio. À exceção destes dois Estados nacionais Putin vem usando treinamentos militares, empréstimos em rublos e petróleo para atrair as ex-repúblicas para um bloco na Ásia e na Europa que iria de Vladivostok até Lisboa. Os disponíveis gigantescos volumes de gás natural do Mar Cáspio (Turcomenistão, Casaquistão, Uzbequistão e Azerbaijão) são os parceiros privilegiados. Os vários gasodutos programados (North Stream, South Stream e Blue Stream, para a China) não serão viáveis, a não ser que a Rússia garanta os necessários volumes destes Estados. Além disso, existe o projeto russo "Ártico 2020". Este prevê investimentos de US$ 44 bilhões para extração de petróleo, gás natural e o envio de força-tarefa militar. Segundo analistas militares, o governo de Moscou já definiu sua posição na região onde nas próximas décadas será realizado o "grande jogo" para a energia mundial. "A liderança da Rússia pensa em termos mundiais, mas isto não significa, necessariamente, que deseja vestir outra vez o uniforme de uma superpotência, como era a URSS. Diria que os alvos da política externa de Putin são mais razoáveis e corretos. Predomínio econômico e político sobre as ex-repúblicas socialistas soviéticas são elementos de vital importância para a estratégia da Rússia. E não está em desacordo com a modernização da economia nacional, muito menos com a busca de bem-estar para o povo russo”, observou Andrei Krakowitz, do Davis Center de Estudos Russos e Eurasiáticos, da Universidade de Harvard. 

Tico: No dia de hoje o corpo do ditador soviético Josef Stalin foi retirado do Mausoléu da Praça Vermelha para ser enterrado num túmulo junto aos muros do Kremlin de Moscou. Logo após a sua morte, em 1953, Stalin foi embalsamado e colocado para exposição pública ao lado do corpo de Vladimir Lenin, fundador da União Soviética. No entanto, oito anos depois, o Partido Comunista da União Soviética decretou que as graves violações por Stalin dos ensinamentos de Lenin (...) tornaram impossível a permanência do caixão com seu corpo no Mausoléu”. Há 51 anos. 

Teco: No dia de hoje os girondinos, liderados por Jacques-Pierre Brissot, foram levados à guilhotina pela Revolução Francesa. Junto com os jacobinos, liderados por Robespièrre, e dos cordeliers, liderados por Danton, os girondinos formavam o Terceiro Estado, e ocupavam o lado esquerdo da Assembléia Nacional, ficando o direito para o Clero (Primeiro Estado) e a Aristocracia (Segundo Estado). Eles defendiam uma Monarquia Constitucional e se enfraqueceram politicamente com a tentativa de fuga de Luis XVI. A conotação política dos termos Esquerda e Direita provém desta divisão inicial da Assembléia Nacional francesa. Os Girondinos tinham em seus quadros representantes da alta, média e baixa burguesia. Há 219 anos.

Aparecida: Qual foi a consolação de Brissot ao ser levado à guilhotina?

Bytes: Os outros líderes da Revolução Francesa, que lutaram contra o Absolutismo, também tiveram a cabeça a prêmio. O primeiro, Danton, disse para o segundo, Robespièrre, antes de ser guilhotinado a mando do antigo companheiro revolucionário: “A tua vez chegará Robespièrre!”. Oh, boca!

Aparecida: No dia de hoje a petista Dilma Rousseff foi eleita a primeira mulher presidente da República do Brasil. Há 2 anos.

Bytes: No dia de hoje nascia, há 110 anos, em Itabira, Minas Gerais, o poeta Carlos Drummond de Andrade. Revi hoje no YouTube o poema “Recomeçar”, simplesmente “energético”.

Aparecida: No dia de hoje morreu, há 19 anos, em Hollywood, o ator estadunidense River Phoenix. Consternado pela ceifa de uma jovem carreira promissora, o cantor Milton Nascimento fez uma canção para o artista, morto aos 23 anos por overdose de heroína e cocaína. Chama-se “Carta a um jovem ator”. Uma beleza de canção que ouvi novamente hoje.

Bytes: Anteontem eu fui assistir ao filme “Atividade paranormal 4” de Henry Joost e Ariel Schulman (acima). A obra já começou como um clássico do cinema mundial simplesmente pela ousadia. É um filme de baixo orçamento que tem um roteiro bem feito, exibe interpretações convincentes e ganhou uma direção espetacular. Na cadeira do cinema você se sente como estivesse assistindo a um vídeo caseiro com situações domésticas. Os sustos do cotidiano são o charme do enredo e você não espera o final, típico das bruxas para assistir no Dia das Bruxas. Quem está na cadeira sente o mesmo devido à reprodução dos sentidos. Uma bela sacada. Quando saem da sala, os jovens falam: “irado”. E sobre as cenas pode-se ouvir: “bizarro” ou então “um pouco tosca”. Um sucesso. Valeu o ingresso. Como não assisti aos outros filmes da franquia, não esperava tanto, mas fui convencida pelos comentários elogiosos que li nas redes sociais.

Aparecida: A franquia foi comentada no “Fantástico”, da Globo. O apresentador Tadeu Schmidt fez uma reportagem em 2009 para mostrar como são os efeitos especiais. Foi uma introdução para um quadro futuro no qual ele tentou mostrar que o que se ouve e escuta não são atividades paranormais, mas explicáveis pela ciência.

Bytes: No filme, um livro caindo pode dar susto dependendo da nossa “frequência” em que estamos e no medo que sentimos da geração do “princípio da realidade”. Eu estou ansiosa para ver o filme "João e Maria, caçadores de Bruxas"

Aparecida: Uma amiga da dona Irene está vivendo este drama depois que o seu dinheiro foi roubado da gaveta. Ela suspeita da empregada, mas não quer mandar embora porque ela lhe dá descanso, é “limpíssima”, “organizadíssima”, a empregada que toda patroa pediu a Deus. Mas teme estar “dormindo com o inimigo”. Ela tranca o quarto quando vai dormir e outro dia perdeu o sono com um barulho. Depois descobriu que foi uma caneta que caiu de uma estante. Ela não tem provas, mas ninguém entrou no apartamento. Eu falei para a dona Márcia: “Por que a senhora não põe uma câmera, como detetive virtual?” Ela respondeu: “Porque está muito caro”. No fundo ela não quer perder a empregada “perfeita”, mas “sinistra”, que ela acha que tem cara de “cigana” e eu acho que tem cara de “bruxa”. Outro dia a dona Márcia me ligou: “Você não viu a babá que matou os filhos de um casal de importantes em Nova York? Eu falei para o meu marido: Deve ser brasileira para nos deixar mais esta vergonha”. Ela está desesperada porque há falta de doméstica no mercado de trabalho, mas teme ser envenenada pela “secretária”. A dona Márcia falou para a dona Irene. “Isso é culpa do Lula que deu corda a essa gente! Isso é culpa dessas novelas imorais!”. A dona Irene ficou quieta porque ela não perdia uma novela.

Bytes: Em sua geração, as crianças de hoje adoram filmes de terror. A minha madrinha disse: “No meu tempo eu não dormi a noite toda só porque assisti ao filme O Exorcista no cine Veneza, mas o meu neto não perde um filme terror na TV”. Aliás, houve reportagem do “Fantástico” sobre o filme, que foi baseado em fatos reais e paranormais. A luta entre o Reino de Deus contra o Reino das Trevas. A busca pela ciência do bem e do mal como “sobrevivência humana”. Hoje uma tomada com gato pulando já dá susto nos espectadores. Sinal dos tempos.

Aparecida: Por falar em gatos, uma equipe de pesquisadores da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade da Califórnia em Davis, nos Estados Unidos, descobriu que felinos mumificados no Egito antigo deixaram descendentes na população moderna de gatos do país. O resultado surgiu a partir de uma análise de DNA feita com múmias desses animais. Os antigos egípcios ofereciam pequenas múmias felinas como presente à Bastet ou Bast, sua deusa com cabeça de gato.

Bytes: Por falar em Egito, pelo menos 93 jovens foram detidos no Cairo durante o primeiro dia do feriado muçulmano de Eid al Adha, também conhecido como Festa do Sacrifício, acusadas de assediar sexualmente mulheres egípcias e estrangeiras. Segundo o jornal estatal "Al-Ahram", as detenções foram realizadas na sexta-feira em áreas da capital normalmente frequentadas pelos jovens durante estes dias de feriado, nos quais as famílias costumam sair às ruas para visitar e reunir-se com seus parentes. O "Al-Ahram" ressaltou que o primeiro-ministro egípcio, Hisham Qandil, anunciou que seu governo prepara um projeto de lei para aumentar as penas para esse tipo de crime, cuja ocorrência aumenta no país durante esta festa, uma das mais sagradas do calendário muçulmano.

Aparecida: Ah, entendi! Escreveu o profeta Isaías no Velho Testamento, a Torá judaica: “O SENHOR, tu és o meu Deus; exaltar-te-ei, e louvarei o teu nome, porque fizeste maravilhas; os teus conselhos antigos são verdade e firmeza. Porque da cidade fizeste um montão de pedras, e da cidade forte uma ruína, e do paço dos estranhos, que não seja mais cidade, e jamais se torne a edificar. Por isso te glorificará um povo poderoso, e a cidade das nações formidáveis te temerá. Porque foste a fortaleza do pobre, e a fortaleza do necessitado, na sua angústia; refúgio contra a tempestade, e sombra contra o calor; porque o sopro dos opressores é como a tempestade contra o muro. Como o calor em lugar seco, assim abaterás o ímpeto dos estranhos; como se abranda o calor pela sombra da espessa nuvem, assim o cântico dos tiranos será humilhado. E o SENHOR dos Exércitos dará neste monte a todos os povos uma festa com animais gordos, uma festa de vinhos velhos, com tutanos gordos, e com vinhos velhos, bem purificados. E destruirá neste monte a face da cobertura, com que todos os povos andam cobertos, e o véu com que todas as nações se cobrem. Aniquilará a morte para sempre, e assim enxugará o Senhor DEUS as lágrimas de todos os rostos, e tirará o opróbrio do seu povo de toda a terra; porque o SENHOR o disse.E naquele dia se dirá: Eis que este é o nosso Deus, a quem aguardávamos, e ele nos salvará; este é o SENHOR, a quem aguardávamos; na sua salvação gozaremos e nos alegraremos.Porque a mão do SENHOR descansará neste monte; mas Moabe será trilhado debaixo dele, como se trilha a palha no monturo. E estenderá as suas mãos por entre eles, como as estende o nadador para nadar; e abaterá a sua altivez com as ciladas das suas mãos.E abaixará as altas fortalezas dos teus muros, abatê-las-á e derrubá-las-á por terra até ao pó”. 

Tico: O que você acha do resultado das eleições nos Estados Unidos?

Teco: Apesar do empate técnico nas pesquisas, o Obama sairá vitorioso. A supertempestade acabou reafirmando sua liderança no momento de catástrofe. Chamado de “populista” concentrou-se na reta final nos trabalhos administrativos, enquanto o seu opositor ficava com a imagem de “politiqueiro”. Enquanto Obama foi a New Jersey, afetada pela tempestade, Romney foi a Flórida, com céu claro, apenas porque é um colégio eleitoral decisivo. Foi beneficiado pelo fato de ser presidente, o que só irrita o adversário por causa da reeleição. Teve exposição espontânea da mídia. Foi beneficiado pelos céus. Foi pauta da imprensa a questão da Fema, o órgão público responsável pelas catástrofes. Bush cortou verbas, resultando no desastre do socorro das vítimas do Katrina em 2005: e Romney disse no debate que desejava privatizá-lo. 

Bytes: Obama conseguiu reverter até as críticas da oposição que o condenaram por ir a Chicago para votar antecipadamente. Segundo os republicanos, o presidente queira estar apenas na mídia porque os outros democratas votavam antecipadamente, mas pelo correio. Não para aparecer na foto (acima). A crítica tinha um objetivo: Obama gastou dinheiro do contribuinte ao se deslocar para o seu domicílio eleitoral, sem necessidade.

Aparecida: E a Dilma? Ela também se deslocou, mas não para votar e sim para fazer campanha política.

Bytes: O Brasil ainda está amadurecendo o seu processo político. O problema maior é que ela gastou dinheiro do contribuinte e perdeu a eleição na maior parte dos seus apoios.

Aparecida: Com essa divisão acirrada entre republicanos e democratas, não haverá prejuízo para a política norte-americana?

Bytes: Isso são outros 500.

Aparecida: Com a supertempestade como fica a economia estadunidense?

Bytes: Os economistas devem prever um crescimento menor nas regiões afetadas.

Aparecida: E como pensa o governo dos Estados Unidos?

Bytes: Deu no jornal “O Globo” de 26 de outubro de 1962, cuja manchete foi “Os EUA só negociarão com o desmonte das bases soviéticas”: “Do editorial A prova do crime. A decisão da URSS de desviar da rota de Cuba alguns dos navios que demandavam aquela ilha, o mesmo tempo que alivia a tensão mundial, vem provar, insofismavelmente, que os EUA estavam com razão ao afirmar que os referidos barcos transportavam armas ofensivas. Pois a Rússia não desviou da rota para Cuba todos os navios. Petroleiros e outras embarcações de carga inocente continuam navegando para Havana. Sendo assim, é óbvio que os navios afastados transportavam, efetivamente, as armas de ataque, não podendo, por isso, submeter-se à vistoria”. E mais: “Leonel Brizzola (RS), ontem, num programa de TV, retransmitido pela Rádio Nacional, acusou o ex-presidente Juscelino Kubitschek de aproveitador da campanha do plebiscito sobre regime de govêrno. Disse o governador que o atual senador (GO) se lança na campanha só para reforçar suas bases para a sucessão presidencial de 1965”.

Aparecida: Deu no jornal “O Globo” de 26 de outubro de 2012, 50 anos depois: “Desafios vistos do céu. Acidentes com 12 ônibus no Rio: 1 morto e 61 feridos. Só no Centro foram 5 colisões em 12 horas. Especialista diz ser necessário investigar se motoristas podem estar sendo submetidos a pressões e estresse para dirigir com pressa”. E mais: “Crack: próxima estação.... Enquanto o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, prometia em Brasília o quanto for necessário para o combate ao crack no Rio, viciados continuavam se drogando dentro e fora do segundo curral atrás dos tapumes do BRT Transcarioca, O GLOBO contou mais de 60 homens, mulheres, algumas grávidas, e menores consumido crack”.

Bytes: Eu estou fazendo um trabalho na facû sobre o JK. Está sendo muito interessante. Tem uma entrevista com um estadunidense disse que ele surpreendeu os Estados Unidos por ter acabado com 50 anos de atraso brasileiro em relação ao mundo em apenas cinco anos. Foi capa até da “Time” como o “Homem do Ano”. E como uma ressalva: sem censura à imprensa como o seu antecessor. Anexei detalhes de seu exílio, com o passaporte carimbado para onde deveria ir. A campanha contra ele. O depoimento dos amigos que faziam vaquinha e escondiam dólares pelo corpo para sustentar Juscelino chamado pela imprensa de “o mais corrupto de todos os tempos”. Pus também no trabalho a revelação sobre os grampos que o presidente Charles De Gaulle mandou fazer na casa de JK em seu exílio em Paris a pedido dos militares brasileiros. Anexei também um vídeo em que o piloto do avião que JK estava pediu à torre de Brasília para pousar de emergência na capital federal, o que foi negado porque a ordem era que o ex-presidente nunca poderia voltar mais a Brasília. O pouso forçado, com destaque para a maestria do piloto, foi feito em Goiás. E Anexei também o profético discurso na tribuna do Senado após ser informado que teria os seus direitos políticos cassados em junho de 64: "Na previsão de que se confirme a cassação dos meus direitos políticos, que implicaria na cassação do meu direito de cidadão, julgo do meu dever dirigir, desta tribuna, algumas palavras à nação brasileira. Faço-o agora, para que – se o ato de violência vier a consumar-se – não me veja eu privado do dever de denunciar o atentado que na minha pessoa vão sofrer as instituições livres. (...) Neste momento, sinto uma perfeita correlação entre a minha ação presidencial e a iníqua perseguição que me estão movendo. (...) Se me forem retirados os direitos políticos – como se anuncia em toda parte –, não me intimidarei, não deixarei de lutar. Do ponto de vista da minha biografia, só terei de que me orgulhar desse ato. (...) Mas querendo eu ou não, a semente da injustiça, do arbítrio, da maldade, da crueldade, da violação da pessoa humana, do desrespeito, medrará, crescerá, dará frutos e depois – como tem acontecido invariavelmente – o castigo chegará, levando tudo de vencida".

Aparecida: Por que houve o golpe?

Bytes: O meu colega adepto da Teoria da Conspiração tem outro ponto de vista. Mas para nós, capitalistas brasileiros e contemporâneos, os socialistas não aceitam a ciência contemporânea: o espaço-tempo que cria a matéria. O resultado é que Roberto Campos, liberal, foi o que mais criou estatais. Para os capitalistas, meia palavra basta.

Aparecida: Por falar em capital, as crianças lá do Complexo do Alemão fizeram uma observação interessante. Foi na visita do nadador Michael Phelps, o maior atleta olímpico da história: “Ele tem mão muito grande”. Como duvidar da inteligência do brasileiro. Já o seu Carlos teve outro ponto de vista. Ele disse para a dona Irene: “Você viu a piscina olímpica do Complexo do Alemão? É muito mais bonita que a nossa. Depois do Lula, a prioridade agora é essa gente”.

Bytes: As favelas cariocas se transformaram nas comunidades preferidas dos estrangeiros. São empresários, jornalistas e fotógrafos, em geral jovens, vindos de Paris, Barcelona, Buenos Aires e outros lugares no exterior. "O povo te faz sentir parte de um lugar e de seus momentos. Os problemas se superam com um jeito de viver alegre e relaxado", explicou o jornalista espanhol Edgar Costa, que comprou um dúplex no Vidigal há um ano. Ele veio para cobrir o carnaval carioca e nunca mais voltou para a Espanha. Segundo Leonardo Schneider, vice-presidente do Sindicato da Habitação, além do Vidigal, as favelas Pavão-Pavãozinho, Cantagalo, Santa Marta e a Rocinha, todas na zona sul, são as mais procuradas por estrangeiros. De acordo com os agentes imobiliários, os preços dos imóveis subiram muito. Não tem oferta. “São muitos estrangeiros e brasileiros vindo", contou Roberto dos Santos, morador do Pavão-Pavãozinho. "É legal o fato deles se interessarem pela vida e a cultura da gente. A maioria das pessoas tem preconceito", opinou Hortênsio Cavalcante, morador da Rocinha.

Aparecida: Por falar em Rocinha, o seu Carlos estava exaltado outro dia: “Você não viu no Fantástico a prostituição de menores na Rocinha? Tudo com conivência das mães das meninas? Essa gente não quer trabalhar. Você não viu o que disse uma delas? Estou na praia. Elas não querem estudar e sim viver de prazer, mostrando o traseiro como popozudas no funk. E esses turistas, o que eles querem? Prazer. Usar essas meninas e consumir drogas. Qual é o futuro do Rio de Janeiro? Ser berço do crack. Você não viu o morador de rua que agrediu a pastora norte-americana? Vai ser assim. Nós vamos receber paulada na cabeça e essa gente vai nos expulsar da própria cidade que podia ser maravilhosa”.

Bytes: Por falar em morro, há uma exposição ao ar livro na Providência, onde morou Machado de Assis. O artista português Alexandre Farto retratou em muros e placas metálicas da comunidade os rostos de moradores locais. Formado na University of the Arts de Londres, ele cria sua obra urbana a partir dos materiais que encontra no mesmo lugar onde as faz, "tomando o 'vandalismo' como arte". Eu fiquei pensando: “No início dos anos 80 o PT disse que iria mudar elegendo a Benedita da Silva por ser mulher, negra e favelada. Mas foi a partir da intervenção pacificadora que o cenário mudou, sem necessitar da propaganda socialista. O projeto do Rio é capitalista”.

Aparecida: Por falar em Portugal, Avraham Milgram, investigador do Yad Vashem em Jerusalém, disse anteontem na conferência “Portugal e o Holocausto” que o ditador Antonio Salazar não ajudou os judeus no Estado Novo durante a perseguição nazista na Europa. “O caso mais conhecido foi quando Salazar não reconheceu os quatro mil judeus de origem portuguesas, na Holanda, mas sem vínculo formal a Portugal. Este episódio faz de Salazar um cúmplice involuntário”, disse o investigador israelita, referindo-se também aos casos sobre os judeus portugueses da origem turca ou grega. Ontem, o embaixador de Israel em Lisboa, Ehud Gol, insistiu na necessidade do ensino do Holocausto em Portugal, adiantando que o Museu do Holocausto em Jerusalém pode ajudar na formação de professores portugueses. Com palavras duras, Gol lembrou, na Fundação Gulbenkian, em Lisboa, que Portugal "foi o único país que colocou a sua bandeira a meia haste durante três dias", quando soube da morte de Adolf Hitler. "É uma nódoa que para nós, judeus, vai aparecer sempre associada a Portugal", exclamou.

Bytes: O Holocausto ainda é um tema contemporâneo principalmente na Europa. Causou desconforto para a própria chanceler europeia Catherine Ashton à Cisjordânia. Ela protestou contra a destruição, a machadada, das oliveiras pelos israelenses que ocorrem todos anos, fragilizando a economia palestina. A olivicultura é um setor crucial economia palestina. A sobrevivência de 100 mil agricultores depende dos 10 milhões de árvores, muitas milenares. Segundo a Autoridade Nacional Palestina, a destruição de oliveiras representa um custo econômico anual de mais de 100 milhões de euros. A ONU já protestou, mas nada acontece. Para a chanceler europeia, a solução não passa apenas por “dar apoio econômico” mas essencialmente por criar as condições para que todos na região tenham a vida que merecem, em referência à ajuda financeira dos Estados Unidos aos palestinos. Os ramos de oliveira são a representação da paz tanto na cultura judaica quanto na cultura cristã.

Aparecida: Hoje o presidente francês, François Hollande, exigiu diante do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, a "retomada sem condições" das negociações de paz entre israelenses e palestinos. "Apenas a negociação poderá levar a uma solução definitiva" do conflito entre Israel e os palestinos, disse Hollande em uma coletiva de imprensa realizada em Paris junto com Benjamin Netanyahu, que se encontra na França para uma visita de dois dias. O premier confirmou que está disposto a negociar "sem nenhuma condição prévia". O que você acha disso tudo?

Bytes: Meu amigo adepto da Teoria da Conspiração disse que se fosse outro país praticante do vandalismo já teria recebido sanções econômicas da ONU. Por isso, brada na facû: “Ahmadinejad é o único que fala a verdade do mundo”.

Aparecida: Ah, entendi! Está escrito no Evangelho, a “Boa Notícia”, sobre a “Oração do Holocausto”: “Então saiu e, segundo o seu costume, foi para o Monte das Oliveiras; e os discípulos o seguiam. Quando chegou àquele lugar, disse-lhes: Orai, para que não entreis em tentação. E apartou-se deles cerca de um tiro de pedra; e pondo-se de joelhos, orava, dizendo: Pai, se queres afasta de mim este cálice; todavia não se faça a minha vontade, mas a tua. Então lhe apareceu um anjo do céu, que o confortava. E, posto em agonia, orava mais intensamente; e o seu suor tornou-se como grandes gotas de sangue, que caíam sobre o chão. Depois, levantando-se da oração, veio para os seus discípulos, e achou-os dormindo de tristeza; e disse-lhes: Por que estais dormindo? Levantai-vos, e orai, para que não entreis em tentação. E estando ele ainda a falar, eis que surgiu uma multidão; e aquele que se chamava Judas, um dos doze, ia adiante dela, e chegou-se a Jesus para o beijar. Jesus, porém, lhe disse: Amigo, com um beijo trais o Filho do homem? Quando os que estavam com ele viram o que ia suceder, disseram: Senhor, feri-los-emos a espada? Então Simão Pedro desembainhou uma espada e feriu o servo do sumo sacerdote de nome Maicon, cortando-lhe a orelha direita. Mas Jesus disse a Pedro: Mete a tua espada na bainha; não beberei eu o cálice que o Pai me deu? E tocando a orelha do servo, o curou. Então disse Jesus aos principais sacerdotes, oficiais do templo, fariseus e anciãos do povo, que tinham ido contra ele: Saístes, como a um salteador, com espadas e varapaus? Todos os dias estava eu convosco no templo, e não estendestes as mãos contra mim; mas esta é a vossa hora e o poder das trevas”.

 

AO DIA DAS BRUXAS

Rio de Janeiro, 31 de outubro de 2012

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Exibições: 491

Comentário de verdadedoi em 1 novembro 2012 às 18:00

Teste

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço