Portal Luis Nassif

Áurea Martins: a voz do sereno



Quem já saiu pela noite do Rio em busca de boa música sabe

que o sereno tem voz e tem nome: Áurea Martins.

Áurea é uma cantora emotiva e sensível. Não canta com os pulmões, mas com o coração.

No entanto, a voz do sereno ainda é pouco conhecida do grande público.

E olha que Áurea está completando em 2010 setenta anos de vida e cinquenta de carreira!

Vai comemorar cantando, é claro, e lançando um novo CD
pela Biscoito Fino. “Áurea depontacabeça” tem canções com letras de Hermínio Bello de
Carvalho, que também assina a produção, e a presença de compositores como Moacyr Luz.

Os arranjos são do violonista Lucas Porto.

O lançamento do CD será no dia 7 de dezembro, às 19 horas, na Modern Sound, em
Copacabana.


Exibições: 104

Comentário de Simone-Rosa Tupinambá em 1 dezembro 2010 às 18:22
E farei todo o possível para estar lá. Gosto imensamente dela.
Comentário de Laura Macedo em 1 dezembro 2010 às 18:41
Henrique,
Daria tudo para estar no "nosso apartamento carioca". :))
Sucesso a todos os envolvidos e, em especial, ao Lucas.
Beijos.
Comentário de Henrique Marques Porto em 1 dezembro 2010 às 23:04
Simone e Laurinha,

Ainda não ouvi o resultado final do CD, mas sei por informação do Lucas que a Áurea ficou muito satisfeita com o trabalho. Ela é fera. Gravou tudo de prima. É o tipo da cantora que deixa o estúdio feliz e mais leve.
Postei hoje um comentário no "Multimídia do Dia" sobre o lançamento do CD e acrescentei um artigo do Hermínio Bello de Carvalho sobre a Áurea, mas saiu tudo truncado (o blog anda meio doido com as postagens).

beijão
Henrique
Comentário de Helô em 2 dezembro 2010 às 14:08
Laurinha!
Saudades daquele animado almoço musical na Modern Sound!
Henrique
Vontade de estar lá e poder ouvir a Áurea. Um grande abraço meu ao Lucas e parabéns pela bela parceria com HBC.
Beijos.
Comentário de Helô em 2 dezembro 2010 às 15:40
Voltei...
No site da Biscoito Fino:

"DEPONTACABEÇA – Áurea Martins

Este DEPONTACABEÇA é uma celebração pelos 70 anos que Aurea Martins está festejando neste 2010, e uma extensão do disco anterior, que deu a ela o prêmio de Melhor cantora de 2009.

Lembro quando seu nome foi anunciado no “Canecão” por Fernanda Montenegro, que por um momento achou que Áurea estivesse ausente. Até refazer-se do susto e alcançar o palco, ela foi ovacionada pela plateia e pelos colegas de profissão, já que o prêmio significava o reconhecimento de uma nobre carreira de quase meio século. A “crooner de voz rouca”, reconhecida por Nei Lopes como uma das três maiores cantoras do Brasil, continuava atuando sob um espantoso manto de invisibilidade que a sua profissão- “Cantora da noite? Eu também canto de dia!” , ela costuma brincar- reserva para um tipo raro de artista. Ele você verá raríssimas vezes na televisão e ouvirá, possivelmente, ainda menos nas emissoras de rádio.

Causa espanto saber que em quase 50 anos de estrada, este seja apenas o quarto disco de Áurea Martins - o que sublinha e reforça a tese do ostracismo defendida por Aldir Blanc, mas que prefiro chamar de invisibilidade.

O disco anterior foi co-produzido com o pianista Zé-Maria Camilotto Rocha, autor do perfil biográfico que consta deste release. Desta vez, o violonista Lucas Porto, que atua como professor na Escola Portátil de Música, dividiu comigo os trabalhos de produção artistica do DEPONTACABEÇA.

Comentava com Lucas, olhando a meninada folheando as partituras dentro do estúdio, que maravilhoso arco do tempo havia em nosso disco. Entre os instrumentistas, o mais jovem tinha 21 anos – nosso Luizinho Barcellos. E, no repertório, a presença de jovens parceiros como Vidal Assis e Fernando Penello, ambos na faixa dos 25 anos, indo às culminâncias de minha parceria com Alfredo da Rocha Viana Junior, o Pixinguinha (que hoje teria 113 anos)."

Hermínio Bello de Carvalho


http://www.biscoitofino.com.br/bf/cat_produto_cada.php?id=632

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço