"BELÉM: ZONA DE CONFLITO". A FORÇA VIVA DO MÁRTIR NUM MUNDO DE DESCONFIANÇAS E DOR

Os capitalistas Tico e Teco voltaram a conversar sobre o mundo contemporâneo, acompanhados pela diarista Aparecida e pela filha Bytes, no dia 27 de abril de 2014, Dia da Recordação do Holocausto e Heroísmo em Israel.

Tico: No dia de hoje o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahoumod Abbas, disse que a morte em massa de judeus foi o "crime mais atroz" contra a Humanidade da era moderna. É a primeira vez que o líder palestino trata mais claramente sobre o tema Holocausto. Em um comunicado divulgado em inglês, poucas horas antes de Israel iniciar a cerimônia em memória do Holocausto, na noite de hoje, Abbas manifestou suas condolências às famílias dos seis milhões de judeus que foram assassinados pelo regime nazista. "Na cerimônia incrivelmente triste do Dia do Holocausto, fazemos um apelo ao governo israelense para que aproveite a oportunidade atual de concluir uma paz justa e completa na região, baseada na visão de dois Estados, Israel e Palestina, vivendo um ao lado do outro em paz e segurança", exortou. Abbas já condenou o Holocausto no passado, mas o Hamas se negou a fazer comentários a respeito do genocídio judeu. Na véspera, Abbas afirmou que segue comprometido com as negociações de paz mediadas pelos Estados Unidos, e garantiu que o governo de unidade com o Hamas selado na semana passada (acima) reconhecerá o Estado de Israel, mas nunca como um "Estado judeu". Anteontem, Israel suspendeu as negociações de paz com os palestinos, e os Estados Unidos afirmaram que os fundos anuais destinados à Organização para a Libertação da Palestina, avaliados em centenas de milhões de dólares, seriam reconsiderados. Hoje o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, pediu ao presidente palestino para "rasgar" o pacto com o Hamas, dizendo que Israel não irá tomar parte em negociações de paz no Médio Oriente com um governo palestino apoiado pelo grupo islâmico que governa a faixa de Gaza. "Na verdade, o que eu digo a ele de forma muito simples é o seguinte: presidente Abbas, rasgue o seu pacto com o Hamas, reconheça o Estado judeu, faça a paz. Eu espero que você faça isso. Mas você não pode ter o Hamas e a paz com Israel", disse o premier israelense. Na quarta-feira, após acordo de união nacional entre as facções palestinas, a Força Aérea de Israel bombardeou o local onde os palestinos comemoravam a notícia. Seis civis palestinos ficaram feridos, um deles com gravidade, Ontem, o Irã, inimigo de Israel, saudou o pacto de reconciliação entre Fatah e Hamas, as duas principais facções palestinas, mas manteve silêncio a respeito de seu acordo para um governo de coalizão. "A República Islâmica do Irã saúda qualquer ato de unidade, solidariedade e reconciliação nacional entre palestinos contra os ocupantes sionistas", disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Marzieh Afkham, em comentários divulgados pela imprensa iraniana. "O Irã apoia qualquer decisão que leve à realização de ideais preciosos contra um regime agressivo e expansionista", comunicou a Chanceleria iraniana, segundo a agência estatal de notícias Irna.

Teco: No dia de hoje helicópteros do exército iraquiano atacaram um comboio jihadista no leste da Síria quando ele tentava se aproximar da fronteira, matando ao menos oito pessoas. "O Exército atacou oito caminhões-tanque em Wadi Suwab, dentro do território sírio, quando tentavam entrar no território iraquiano para fornecer combustível ao Estado Islâmico do Iraque e o Levante", afirmou o general de brigada Saad Maan, porta-voz do Ministério do Interior iraquiano sobre os guerrilheiros que tentam derrubar o líder sírio Bashar al-Assad. É a primeira vez que militares iraquianos informam ter realizado um ataque na Síria, que enfrenta uma sangrenta guerra civil. Maan declarou que "não houve coordenação com o regime sírio" a respeito desta ofensiva. "Nossa responsabilidade agora é proteger nossa fronteira e proteger a fronteira do outro lado, porque não há proteção do outro lado", acrescentou Maan. O grupo jihadista Levante surgiu no Iraque durante a ocupação do país pelos Estados Unidos, enquanto o guerrilheiro Estado Islâmico do Iraque cresceu na Síria durante a crise política para derrubar Assad. Hoje a a coordenadora da missão conjunta da ONU e da Organização para a Proibição de Armas Químicas, Sigrid Kaag, anunciou em Damasco que o prazo previsto pelo próprio governo sírio para acabar com o seu arsenal químico terminou hoje sem que o regime de Assad tenha assumido o compromisso. "Trata-se de 7,8% do material de armas químicas que se encontra no país, em um local específico", lembrou Kaag. Na última segunda-feira, os Estados Unidos informaram que têm indícios de uso de substâncias tóxicas na Síria, provavelmente cloro. "Estamos examinando acusações de que o governo foi responsável", disse a porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, referindo-se a um ataque ocorrido na cidade de Kfar Zeita. Na quarta-feira, a China afirmou que está apurando as denúncias de que o uso de material químico na guerra civil na Síria tenha procedência de empresas de Pequim. A empresa China North Industries Group Corporation não respondeu à agência de notícias Reuters sobre imagens divulgadas na Internet nas quais o símbolo da empresa aparecia como vinculada aos ataques químicos. A agência de notícias estadunidense também não confirmou a autenticidade das imagens. O governo sírio divulgou que haverá eleições presidenciais no dia 3 de junho e que Bashar al-Assad, considerado o favorito, será candidato. Apenas pessoas que não se afastaram do país nos últimos dez anos poderão concorrer. As eleições presidenciais na Síria foram marcadas para o próximo dia 3 de junho, de acordo com a TV estatal do país, e o registro de candidatos poderá ser feito a partir desta segunda. As potências ocidentais classificaram o pleito como “paródia de democracia”, ao alegar que ele ocorre durante uma guerra que já matou mais de 150 mil pessoas.

Bytes: No dia de hoje as tropas nazistas ocuparam Atenas durante a Segunda Guerra Mundial. A capital grega já havia sido invadida um ano antes pelas tropas fascistas comandas pelo ditador italiano Benito Mussolini, mas foram expulsas pela resistência grega. As tropas fascistas vieram através da Albânia que, em 1939, havia sido ocupada por Mussolini. A invasão nazista à Grécia começou no início de abril a partir da Iugoslávia chegando a ocupar Salônica, a segunda maior cidade grega. Com o avanço das tropas nazistas, o rei grego Jorge II deixou o país no dia 23 de abril, o que permitiu a chegada dos alemães a Atenas quatro dias depois para ocupá-la militarmente. A bandeira do III Reich foi hasteada sobre a Acrópole, símbolo dos valores humanos como estratégicos para a Grécia,o berço da civilização ocidental. Há 73 anos.

Aparecida: Por falar na Grécia, mais jovem dos candidatos à presidência da Comissão Europeia, o grego Alexis Tsipras, reuniu-se ontem no Porto com um o socialista português Mário Soares e defendeu que Portugal e Grécia devem se beneficiar de um perdão de dívida semelhante a que foi concedido à Alemanha após a Segunda Guerra Mundial. “Foi uma honra para mim ter-me reunido com uma personalidade emblemática da social-democracia europeia, com um estadista marcante da esquerda portuguesa e não só. Discutimos a situação actual nos nossos países e concordámos que a única saída é parar com a austeridade e reconquistar a democracia, nos nossos países e em toda a Europa”, disse Tsipras que, no ano passado, defendeu uma "Primavera Mediterrânica”. “Acredito que a única forma de ultrapassarmos a crise actual é os nossos povos votarem contra as forças políticas que apoiam as medidas de austeridade. Após quatro anos consecutivos de austeridade na Grécia e Portugal, mas também em Espanha e Itália, a situação deteriorou-se ainda mais, e agora estamos a braços com uma crise humanitária nos nossos países”, acrescentou o líder oposicionista grego que mais vem crescendo nas pesquisas de opinião. Tsipras especulou junto aos esquerdistas portugueses: “Sabemos que na Grécia é possível termos uma grande vitória das forças de esquerda, pela primeira vez na nossa história política, o que significa que teremos desenvolvimentos vindos daí. Claro que o nosso objetivo é ganhar, além das europeias, as próximas legislativas na Grécia e formar um governo de esquerda (…) Isso terá um ‘efeito dominó’, que levará a mudanças quer na Grécia quer em toda a periferia do Sul da Europa”. O socialista Mário Soares não quis falar com a imprensa. O que você acha?

Bytes: Anteontem milhares de portugueses saíram às ruas para celebrar os 40 anos da Revolução dos Cravos, que pôs fim à ditadura de Marcelo Caetano, sucessor de Salazar após a morte do ditador. Muitos grupos levaram bandeiras com dizeres como "Avante com abril! Toma nas tuas mãos o destino da tua vida!" Na última quinta-feira, uma pesquisa de opinião mostrou que 80% dos portugueses consideram que o governo não respeita ou respeita pouco os valores da Revolução de Abril, como a liberdade, a democracia e a justiça social. "O 25 de abril está na rua, a luta continua!", gritaram os manifestantes, convocados pelos Capitães de Abril, pelos principais sindicatos e partidos de esquerda. "Temos agora a liberdade em Portugal, mas a política e ultraliberal, ditada pela troika", lamentou Antonio Nabais, de 76 anos, militante antifascista que passou mais de cinco anos de sua vida nas prisões da Ditadura Portuguesa, torturado pela polícia política. Na última terça-feira, os representantes da 'troika' iniciaram a última visita de revisão de contas. Para o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho foi uma "feliz coincidência" de datas. "Comemoramos esta data simbólica praticamente ao mesmo tempo em que concluímos nosso programa de ajuda econômica", disse. Já o socialista Mário Soares protestou contra a Troika. Para nós, capitalistas brasileiros e contemporâneos, fica a beleza do hino da Revolução dos Cravos: a música "Grândola, Vila Morena".

Aparecida: O seu Carlos disse, exaltado: "A Revolução dos Cravos foi o maior atraso para Portugal. O Mário Soares e a sua turma fizeram uma reforma agrária fracassada que só aumentou a percepção da comunidade internacional de que o país é ´improdutivo´ por dar voz à essa raça que só quer viver encostada no Estado". O que você acha?

Bytes: Na semana de comemoração da Revolução dos Cravos, quando os militares substituíram as balas por cravos em seus fuzis, o FMI elogiou a condução da política de austeridade do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, mas afirmou que as reformas têm que ser aprofundadas. Segundo o Fundo Monetário Internacional, Portugal precisa criar mais empregos. Como receituário, indicou a redução dos salários dos trabalhadores do setor privado para que os empregadores tenham mais capital para abrir mais vagas. Na visão do Fundo, a política de não concessão de reajustes salariais do atual governo está sendo insuficiente para melhorar o perfil do desemprego.

Aparecida: O seu Carlos disse, exaltado: "O Lula esteve em Lisboa para presentear o primeiro-ministro português com a camisa da Seleção Brasileira. É um fanfarrão orgulhoso que vem recebendo afagos da esquerda que quer nos impor a sua opinião como fazia com Niemeyer apenas porque era comunista e não pela sua arquitetura medíocre. Os vermelhos da Espanha resolveram condecorar o Lula com o título de doutor honoris causa da Universidade de Salamanca. É um achincale com a educação. Um homem que não estudou receber um prêmio para os que têm nível superior. Qual foi a classificação do Brasil na área de educação depois do PT? Todo mundo só dá nota 2 quando o 3 é aceito por algumas universidades privadas". A dona Irene comentou: "Agora os jovens de classe média também aboliram o ´s´. Não existe mais plural. É o fim do mundo!" O que você acha?

Bytes: Se receber mais três agraciamentos após o da prestigiosa universidade de Espanha, ele superará o sociólogo Fernando Henrique Cardoso. Quanto ao Lula, continua um "protestante". Outro dia vi uma entrevista dele em que metia o pau no fim da CPMF para a saúde. Ora, no tempo em que era oposição, eu ouvi várias vezes ele como cão raivoso falando mal do imposto no governo de Fernando Henrique Cardoso. Era também favorável ao seu fim. Para nós, capitalistas brasileiros e contemporâneos, o Brasil só será reconhecido quando "formar capital".

Aparecida: Por falar em Espanha, no fim de maio os 56 moradores da comunidade autônoma de Castela e Leão, no noroeste do país, vão passar por um referendo para decidir se mudam o nome polêmico da cidade de "Matajudíos", que quer dizer "mata judeus". Segundo a imprensa, a mudança já vinha sendo debatida desde 2009, e não é a primeira vez que se discute o assunto. Há cerca de 30 anos, a população cogitou mudar o nome para Castrillo de Cabezón, em homenagem ao músico renascentista Antonio de Cabezón, que nasceu ali em 1510. Na ocasião, o nome atual acabou sendo preservado. Desta vez, dois nomes estão sendo debatidos - com pequenas variações no título atual do povoado: Castrillo Mota de Judíos ou Castrillo Motajudíos, que significa "colina de judeus". O prefeito Lorenzo Rodríguez Pérez disse à BBC que o vilarejo recebe várias cartas exigindo que o nome da localidade seja alterado. Ele disse que muitos moradores preferem dizer que são de Castrillo porque se sentem constrangidos de falar o nome real da cidade. O que você acha?

Bytes: Nas cidades em que ganhou a eleição municipal, a Frente Nacional, partido de extrema direita na França, está recomendando a volta do uso da carne de porco no cardápio das escolas como resposta à pressão exercida por "certas religiões" na educação francesa. O recado foi interpretado como "visão antissemita". Na última terça-feira, partidárias do grupo feminista ucraniano Femen fizeram uma marcha contra a "epidemia fascista" em Paris (acima). O protesto foi bem perto do local da realização de uma entrevista coletiva da Frente Nacional sobre as eleições europeias. Recentemente, a líder do partido, Marine Le Pen, disse que Portugal “será comido vivo” pela austeridade da União Europeia, que tem sacrificado países como Grécia, Espanha, Itália e França. Em declarações à Antena 1, ela disse que “é tempo de dizer ‘basta’ a esta União Europeia”.

Aparecida: E qual será o caminho da França?

Bytes: Se os socialistas fracassarem, a direita se fortalecerá mas há um cansaço com o partido liderado por Sarkozy. Pode dar Le Pen. No anúncio de sua política austeridade, o "Pacto de Responsabilidade", o novo primeiro-ministro francês, o socialista Manuel Valls, foi bombardeado por sindicalistas e pela imprensa do país. O pacote prevê, entre outras medidas, o congelamento das aposentadorias e de auxílios sociais como o seguro-desemprego. Com essa economia de 50 bilhões de euros, o governo pretende financiar um projeto para reduzir os encargos sociais pagos pelas empresas e um estímulo ao poder aquisitivo dos franceses, mas sobretudo fazer com que o déficit público caia para menos de 3% do PIB a partir do ano que vem. "Imprecisa e dolorosa, a conta corre o risco de desagradar a todo mundo, e sobretudo à maioria socialista. Sem nem ter a certeza de que os cortes serão suficientes para encontrar os 50 bilhões de euros esperados em três anos", escreveu o jornal "Libération", considerado progressista. Em seu editorial, o conservador "Le Figaro" afirmou que o novo primeiro-ministro ofereceu um "catálogo de generalizações", em vez de medidas concretas e detalhadas. Além disso, o anúncio incluiu medidas já iniciadas, como a reforma das aposentadorias, e não explica como irá financiar a redução prometida de certos impostos.

Aparecida: E como o pensa o governo dos Estados Unidos?

Bytes: Deu no jornal "O Globo" de 22 de abril de 1964, cuja manchete foi "Castelo Branco convoca todos os brasileiros para reerguer o Brasil": "Discursando em Ouro Prêto, no Dia de Tiradentes, em resposta à saudação do Governador Magalhães Pinto, o Presidente da República acentuou que seu govêrno não se voltará apenas para o passado, mas se preocuparará fundamentalmente com o futuro, atendendo às justas e crescentes aspirações de milhões de brasileiros, e para concretizar algumas reformas destinadas a abrir novos caminhos e, para efetivá-las, democràticamente, convocará todos os brasileiros, sem distinções. `Convocaremos todos os brasileiros, sem distinção, para efetivar democraticamente as mudanças iniciadas no movimento de 31 de março´, disse o presidente em seu discurso. ´Só assim poderemos constituir uma sociedade na qual ninguém seja preterido´, acrescentou". E mais: O Conselho Nacional do Govêrno do Uuguai impôs, ontem à noite, nôvas restrições ao Ex-presidente brasileiro exilado João Goulart. O Conselho decidiu conceder a Goulart o ´status´ de ´asilado político´ que lhe impede desenvolver ´atividades políticas que prejudiquem as autoridades atuais de seu País´. A nova situação exige de Goulart manter-se em contato com a Polícia uruguaia e notificar a esta qualquer mudança de enderêço. A resolução tomada ontem à noite pelo Conselho de Govêrno, segundo os observadores, poderia ser indício do possível reconhecimento do nôvo Governo brasileiro pelo Uruguai". E mais: Do editorial ´Onde estava a reação´. Há muitas maneiras de denegrir a revolução que resultou do movimento de 31 de março e uma delas é dizer que não foi uma revolução e, sim, um golpe da direita, de inspiração e objetivos reacionários. A afirmação lançada pela máquina da propaganda comunista, correu o mundo com a velocidade de um ´slogan´ publicitário e deitou alguma raiz também entre nós. Lá fora o veículo da mentira foi a imprensa estrangeira escrita e falada, ou uma parte importante dela, que se esmerou em pintar os acontecimentos do Brasil como uma negra vitória da direita sôbre a esquerda, de conservadorismo retrógado sôbre a renovação progressista. Alguns incidiram no êrro em homenagem à leviandade e à ignorância com que sempre nos distinguem quando se ocupam de nós; outros, em virtude da alergia ideológica que os torna sistemáticos na intolerância, em qualquer dose e em qualquer escala, à honestidade da informação".

Aparecida: Deu no jornal "O Globo" de 22 de abril de 2014, 50 anos depois: "Escândalos na Petrobras. Governistas já prepararam recurso para protelar CPI. Caso Rosa Weber, do STF, decida a favor da oposição, base vai recorrer ao plenário da Corte. Para aliados, Supremo precisa respeitar a autonomia do Congresso; líder do DEM reage: ´Se o governo pensa que, com essa atitudes, vai encerrar o assunto, está errado´" E mais: "Onde o povo está. Pré-pago é vendido até por funerárias e pipoqueiros. De olho num mercado de 212 milhões de linhas de pré-pagos, operadores já oferecem cartões em locais como salões de beleza, funerárias e até sex shops para aumentar receita com recargas e Internet". E mais: "Próxima parada. Calçadão Brasil. Sempre congestionadas, as pistas da Avenida Brasil ontem pareciam as da orla ou do Aterro quando fechadas para lazer. O trecho da via que foi bloqueado para obras do BRT Transcarioca, na altura de Ramos, foi tomado por peladeiros, ciclistas, skatistas, corredores e pedestres. A interdição, que vai até 10h de amanhã, pode dificultar a volta ao rio após o feriadão. Ontem, motoristas enfrentaram engarrafamentos nos pontos de desvio".

Bytes: Na terça-feira o jornal "O Globo" publicou a coluna do Arnaldo Jabor intitulada "Onde está o mal?": Um dos dramas de hoje é que não há mais fatos — só expectativas. A história vai devagar e por linhas tortas. A última grande mudança foi a queda das torres em NY. Em dez minutos, nossa vida mudou. A obra de arte de Osama foi ter criado um fato. E o Ocidente acorreu para esmagar o herege, o psicopata que criou um acontecimento em um país que imaginava ter controle do seu destino. Ele ousou ´acontecer´. Se ele abriu o precedente, tudo ficou possível. Só um maluco, um marginal poderia furar o cordão sanitário da vida controlada. Mas Osama não era maluco. Ele criou a imagem das torres caindo por toda a eternidade, gravada no tempo, como a Queda da Bastilha, o Holocausto e a destruição de Hiroshima. Osama nos trouxe de volta à realidade, furou a barreira virtual do nosso ´Truman Show”. Havia no ar um desejo de destruição da ´paz americana´, mesmo entre os americanos".

Aparecida: Onde está o mal? O título de texto do Jabor.

Bytes: Em entrevista recente, comentando o golpe militar no Chile do qual foi personagem-chave, o ex-secretário de Estado dos EUA Henry Kissinger disse que nos anos 60 e 70 era muito claro ter a visão do mal. O mal eram os comunistas. Em "movimento contrário", Prestes diria a mesma coisa sobre o capitalismo. Mas vieram os anos 80 com a Era das Incertezas, trazendo consigo a Era digital, de compressão tempo-espaço. Nada seria mais como antes. E Cazuza cantou: "A tua psicina está cheia de ratos, suas ideias não correspondem mais aos fatos. O tempo não para. Não para não. Não para". Viva!

Aparecida: Por falar em tempo, o seu Carlos disse, exaltado: "O Padilha que quer ser governador de São Paulo disse que não está relacionado na lista do doleiro. Daqui a pouco vamos ler na "Veja" ou assistir na "Globo" ou no "Estadão" ou na "Folha" a comprovação do seu envolvimento". O que você acha?

Bytes: Não somos defensores do PT, mas do tempo. Quem poderia imaginar a divisão junto à opinião dos intelectuais sobre o partido do Lula em "PT pefelê" e "PT santo". Quem imaginaria isso no tempo em que o PT era o "acusador?"

Aparecida: Ah, entendi! Revelou Nosso Senhor Jesus Cristo aos seus discípulos: "Não julgueis para não serem julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir. E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão e não vê a trave que está no teu olho? Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho; estando uma trave no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão".

Tico: No dia de hoje o O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, voltou a advertir que o Ocidente adotará novas sanções contra as provocações de Moscou na Ucrânia. Segundo ele, as novas sanções estudadas atualmente pelo grupo do G7 têm por objetivo "fazer a Rússia entender que os atos de desestabilização na Ucrânia devem parar". novas sanções estudadas atualmente pelo grupo do G7 têm por objetivo "fazer a Rússia entender que os atos de desestabilização na Ucrânia devem parar", disse Obama, em visita a Malásia. Ontem, os sete países mais industrializados do mundo decidiram ampliar as sanções contra Moscou. Os europeus devem se reunir amanhã e podem acordar a adoção de sanções de "fase dois", como o congelamento de ativos e proibições de viajar. A tensão vem crescendo a cada dia na Ucrânia, principalmente nos pontos de controle de Slaviansk, no leste do país. Os insurgentes separatistas pró-russos apresentaram oito militares europeus que foram detidos na cidade. O prefeito autoproclamado da cidade, que chegou ao poder sem eleição oficial, disse que os reféns eram "prisioneiros de guerra". "Em nossa cidade, onde estamos em uma situação de guerra, todos os militares sem autorização são considerados prisioneiros de guerra", declarou Viacheslav Ponomarev aos jornalistas.

Teco: No dia de hoje o ditador norte-coreano Kim Jong-un realizou várias visitas a instalações militares e presidiu uma reunião com autoridades de suas forças-armadas após anúncio de novo teste nuclear. A informação surgiu pela pela Agência de Notícias Central Coreana um dia após o presidente Barack Obama criticar a Coreia do Norte, classificando-a de "Estado pária", e ressaltar que a realização de qualquer teste atômico poderia levá-la a "um maior isolamento" internacional que o atual. Segundo a agência de notícia estatal KCNA, depois de uma série de visitas observando exercícios militares nos últimos dias, Kim presidiu durante o dia uma grande reunião da Comissão Militar Central do Partido dos Trabalhadores. Na reunião foi discutido como "alcançar a vitória no enfrentamento com os Estados Unidos", assim como "questões de organização", segundo o relatório, que sugere uma possível reorganização do exército norte-coreano. Na última segunda-feira, a Coreia do Norte criticou duramente a viagem que Obama está fazendo à Asia e anunciou que reforçará sua capacidade de autodefesa perante uma ação que considera "hostil". "A viagem do presidente americano, que visitará ambos os países entre os dias 23 e 26 de abril, é reacionária e perigosa, já que pretende elevar o confronto e trazer nuvens obscuras de uma corrida de armas nucleares", expressou o regime de Kim Jong-un através de sua agência de notícias KCNA. O regime criticou a estratégia do governo estadunidense de elevar sua influência militar na Ásia oriental com diversas medidas como o desdobramento de novas tropas e equipamentos militares em suas bases na região, parte delas localizadas em território de seus aliados Coreia do Sul e Japão.

Bytes: No dia de hoje a Índia realizou, com sucesso, o teste ao interceptor de mísseis de fabricação própria destinado à destruição de mísseis balísticos a altitudes superiores a 30 km, anunciou a agência noticiosa PTI. O lançamento foi efetuado no polígono na ilha de Wheeler, na costa oriental da Índia. Anteriormente foram realizados com sucesso seis testes de interceptores de mísseis para altitude de 15 a 80 km.

Aparecida: O que você da geopolítica na região Ásia-Pacífico?

Bytes: Os Estados Unidos reafirmaram sua influência afirmando que Washington manterá a liberdade na região para o bem do comércio mundial. Mas vai além disso. Ele tem que reafirmar a influência de Washington numa área estratégica após o crescimento fabuloso da China.

Aparecida: O que você achou da visita de Obama à Malásia? Ele visitou até uma mesquita. Mas houve protesto de vários grupos.

Bytes: Grupos de direitos humanos como Human Rights Watch e Anistia Internacional pediram a Obama que se reúna com o líder da Oposição malaia, Anwar Ibrahim, que apelou de uma condenação por sodomia em processo qualificado de perseguição política. o conselheiro adjunto de Segurança Nacional da Casa Branca, Ben Rhodes, afirmou que Obama está comprometido com o processo democrático na Malásia, mas que não costuma se reunir com os líderes opositores em viagens oficiais. No entanto, Rhodes disse que a conselheira de Segurança Nacional da Casa Branca, Susan Rice, se reuniu com Anwar para mostrar que os EUA têm uma relação 'aberta' com a Malásia. "Apoiamos o processo político na Malásia. Apoiamos o aumento das práticas democráticas na Malásia. E estamos preocupados quando vimos restrições no espaço público ou qualquer esforço para limitar as atividades da sociedade civil, afirmou Rhodes. "E isso é certamente algo que o presidente mencionará em seus comentários", acrescentou. O colega gaiato lá da facû brincou: "O que faria a Dilma com a Havana asiática?" O que sabemos é que ativistas malaios protestaram contra a visita, principalmente contra o Acordo de Parceria Econômica Estratégica TransPacífico (acima).

Aparecida: O que você acha deste acordo comercial?

Bytes: Anteontem, o ministro da Economia do Japão, Akira Amari, admitiu que Tóquio não chegou a um acordo básico com Washington sobre o tratado de livre comércio apesar das intensas conversações durante a cúpula bilateral. Segundo ele, não se obteve "um acordo básico, mas há progressos". "Nas conversações entre os dois líderes e os ministros pudemos confirmar qual é o caminho para se resolver algumas importantes questões pendentes entre Japão e Estados Unidos", disse Amari à imprensa. Obama conclamou o Japão a tomar "medidas audazes" para poder firmar o TPP, um tratado que cobrirá aproximadamente 40% da economia global. Ele envolverá 12 nações sobre o Oceano Pacífico, mas está bloqueado entre Tóquio e Washington devido às tarifas japonesas sobre importações agrícolas e o acesso dos Estados Unidos ao mercado automobilístico do arquipélago. Na reunião de Obama com o primeiro-ministro Shinzo Abe, o presidente dos Estados Unidos reafirmou o compromisso de Washington em proteger o Japão, assim como defender as ilhas Diaoyu/Senkaku, disputadas entre Pequim e Tóquio.

Aparecida: A China criticou na quinta-feira as declarações de Obama sobre as ilhas disputadas dizendo que os Estados Unidos não devem dirigir o seu tratado de segurança contra "terceiros países". "Nos opomos formalmente à inclusão das Diaoyu no tratado EUA-Japão. É uma aliança que foi feita durante a Guerra Fria e não deveria ser dirigida a terceiros países e nem solapar a soberania da China", disse o porta-voz do Ministério chinês de Relações Exteriores, Qin Gang. Em entrevista coletiva, Qin voltou a defender que o disputado arquipélago, situado na região Ásia Pacífico, é propriedade "inerente" da China e advertiu que nada nem ninguém "fará tremer" a determinação do povo chinês em defender sua soberania. Com a instabilidade na região Ásia Pacífico, como ficará a relação da China com a Coreia do Norte?

Bytes: Obama disse que até Pequim já está cansado do regime de Pyongyang. Mas Kim III parece firme e forte como líder do país. Na semana retrasada, o Parlamento da Rússia aprovou a proposta de presidente Vladimir Putin de reduzir em quase US$ 10 bilhões as dívidas da era soviética da Coreia do Norte, num acordo esperado para facilitar a construção de um gasoduto que passa pelo país e tem como destino a Coreia do Sul. O acordo dará mais uma sobrevida à combalida economia norte-coreana. Moscou, no entanto, diz que está visando um acordo de longo prazo para suprir de energia a Coreia do Sul. O mundo é um condomínio.

Aparecida: Por falar em energia, a estatal russa Gazprom garantiu que o gasoduto Gasoduto do Sul está decorrendo em estrita conformidade com o plano e que durante o verão no hemisfério norte estará concluído o trecho entre Bulgária e Sérvia. "Atualmente, somente o South Stream pode dar à Europa uma verdadeira segurança energética adicional", declarou o chefe da Gazprom, Alexei Miller. Está previsto que as primeiras entregas de gás através do gasoduto sejam realizadas no fim de 2015. As sanções do G7 vão atrapalhar os planos da Gazprom? Ou vai haver uma divisão na Europa?

Bytes: O primeiro-ministro tcheco, Bohuslav Sobotka, declarou que os governos da República Tcheca e da Eslováquia estão céticos quanto à possibilidade de imposição de sanções adicionais contra a Rússia e acreditam que as sanções terão um impacto negativo sobre as próprias economias da União Europeia. De acordo com o primeiro-ministro tcheco, a decisão de impor sanções adicionais deve ser tomada a nível de presidentes e de governos dos países europeus. Neste caso, a República Tcheca se oporá a novas sanções. Segundo ele, o primeiro-ministro da Eslováquia tem a mesma posição. Na quarta-feira, Rússia e a Eslováquia discutiram o assunto durante uma reunião da comissão intergovernamental sobre a cooperação no setor de petróleo e gás. O novo acordo prevê o fortalecimento da criação de condições em conformidade com as legislações dos países para o fornecimento de petróleo russo à República Eslovaca, no volume de até 6 milhões de toneladas de petróleo por ano, bem como o trânsito de petróleo russo através do território da República Eslovaca, no volume de até 6 milhões de toneladas por ano. "As partes manifestaram interesse mútuo na cooperação no domínio de trânsito de longo prazo de petróleo russo para os países europeus através do oleoduto Druzhba", disse o representante do Ministério da Energia russo.

Aparecida: O primeiro-ministro russo, Dimitry Medvedev, disse que que a defesa e a segurança da Rússia não serão afetadas pelas "ações hostis" do Ocidente. Ao apresentar o seu relatório na Duma de Estado, o Parlamento russo, ele apontou que o setor de defesa sempre foi o orgulho nacional. Segundo ele, a Rússia não depende da importação na fabricação de muitas espécies de produtos militares e está firmemente em segundo lugar no mundo quanto ao volume de exportação de armamentos, perdendo apenas para os Estados Unidos. Medvedev ressaltou também que o país pretende reforçar as suas posições no mercado mundial de armamentos. O que você acha?

Bytes: O vice-primeiro-ministro russo, Dmitri Rogozin disse que a componente estratégica das Forças Armadas russas será, até 2020, completamente atualizada, Se o exército e a marinha forem reequipados até 2010 em 70%, o potencial estratégico será atualizado em 100%. Outros se calhar têm mísseis enferrujados, mas nós não", garantiu Rogozin na última quinta-feira numa reunião do conselho da empresa Tecnologias de Rádio.

Aparecida: Na sexta-feira, houve o deslocamento de equipamento militar da cidade de Balti a Chisinau a fim de "otimizar o funcionamento das unidades militares da capital", segundo uma fonte do Ministério da Defesa da Moldávia. Anteriormente, na Internet apareceram informações sobre a deslocação secreta dos veículos blindados pelos militares moldavos a Chisinau. No início de abril, o presidente da Moldávia, Nicolae Timofti, incumbiu o ministro da Defesa, Valeriu Troenco, a pôr o exército nacional em estado de alerta máximo devido à difícil situação na região por causa da crise com a Ucrânia. O que você acha da guerra de imagens na Internet? É uma nova Guerra Fria?

Bytes: No "estado de guerra" não há razão. Após o Pentágono ter informado que aviões russos sobrevoaram o espaço aéreo da Ucrânia, o próprio governo de Kiev negou. O ministro interino da Defesa da Ucrânia, Mikhail Koval, declarou que, durante os exercícios Os militares russos, não foi registrada qualquer violação da fronteira terrestre ou aérea. O mesmo em relação aos militares detidos que seriam da OSCE. Claus Neukirch, representante sênior da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, confirmou ao canal de televisão austríaco ORF que os detidos em Slavyansk não agiram no âmbito da missão de observadores da OSCE. Enquanto isso, há informações de que milicianos na Geórgia estão sendo treinados para lutar na Ucrânias. Dentro deste contexto, o que podemos afirmar é que a Rússia vem se realocando militarmente no globo terrestre. Vai ser preciso "moeda" para o custo. Assim sabem os capitalistas.

Aparecida: Grandes navios de desembarque Georgiy Pobedonosets, Minsk e Novocherkassk, pertencentes a esquadras do oceano Glacial Ártico, dos mares Báltico e Negro, incorporaram-se na unidade operativa permanente da marinha de guerra russa no mar Mediterrâneo. O que você acha?

Bytes: O que podemos falar sobre a região afirmar é que o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, manifestou na quarta-feira as suas condolências oficiais aos descendentes dos armênios mortos pelos otomanos em 1915. “Nós desejamos que os armênios que perderam a vida nas circunstâncias que marcaram o início do século XX descansem em paz, e nós aportamos as nossas condolências aos seus netos. A tragédia da Primeira Guerra Mundial é nossa dor comum”, disse Erdogan.

Aparecida: Como fica a paz?

Bytes: A Jordânia acusou Israel de de violar o tratado de paz com a Jordânia de 1994 com suas ações contra a Mesquita de al-Aqsa em Jerusalém, e assegurou que está tomando medidas em coordenação com os palestinos para defender o templo. "Israel está violando de forma flagrante o tratado de paz e as leis e convenções internacionais", denunciou o porta-voz do Executivo jordaniano Mohammed Momani, em declarações à agência oficial "Petra". Sob o tratado de paz de 1994, Israel reconhece o direito da Jordânia de proteger os lugares santos islâmicos e cristãos de Jerusalém Oriental, ocupado por Israel desde a guerra de 1967. Cristãos palestinos também protestaram de não poderem exercer a sua fé na Terra Santa por ser uma zona de conflito no momento em que o o enviado da ONU, Robert Serry, além de muitos estrangeiros, foram impedidos de chegarem à Igreja do Santo Sepulcro de Jerusalém para assistir à cerimônia do Fogo Sagrado no sábado retrasado.

Aparecida: E como pensa o governo dos Estados Unidos?

Bytes: Deu no jornal "O Globo" de 23 de abril de 1964, cuja manchete foi "Johnson inaugura a feira de Nova York afirmando que a paz está mais próxima": "Entretanto, observou que se o homem não souber realizar o lema da Feira, ´Paz Pela Compreensão´, tôdas as esperanças de hoje serão sepultados sob a destruição de amanhã". E mais: "Fatos lamentáveis impedem a eleição do vice-governador. Em contínuas questões de ordem, a Minoria evitou que se inciasse a votação e, em seguida, estabeleceu-se tumulto no plenário com empurrões e insultos em tôdas as bancadas um deputado desmontando a cabina, recomposição da cabina, nôvo ataque a ela e luta corporal entre quatro deputados. O presidente Votorino James passou mal e licenciou-se por 30 dias. Assumiu a presidência o Sr. Armando da Fonseca para decidir sobre a vaga do Vice-Governador da Guanabara Elói Dutra que foi cassado pelo Comando Supremo da Revolução". E mais: "Proposta à SIP medalha de herói à imprensa do Brasil. Jules Dubois, do ´Chicago Tribune´, justificou a iniciativa da sua moção salientando a atitude patriótica e corajosa da imprensa brasileira na campanha contra os que tentavam destruir-lhe a liberdade".

Aparecida: Deu no jornal "O Globo" de 23 de abril de 2014, 50 anos depois: "Desafios da pacificação. Pânico em Copacabana. Protesto por morte de jovem fecha principais ruas, comércio e estação do metrô. Corpo de dançarino foi encontrado no pátio de uma creche do Pavão-Pavãozinho. Manifestação deixou grande parte da comunidade sem energia e terminou com um homem morto a tiro". E mais: "Mercado já prevê inflação acima do teto. Em pesquisa semanal do BC, economistas calculam que índice oficial ficará em 6,51% este ano". E mais: "História e verdade. Comissão: morte de JK foi acidental".

Bytes: O antropólogo Roberto DaMatta escreveu o texto "Onde estamos?", publicado no jornal "O Globo", no "Estadão" e reproduzido por outras mídias: "Transcrevo, com as omissões devidas, uma carta que recebi do professor Richard Moneygrand. Um estado de transição tem um pouco do agora e do depois sem, entretanto, ser nenhum dos dois. Vocês não sabem onde o vendaval (ou a "tempestade perfeita" como alguns chamam) vai desabar, mas não podem deixar de pressenti-lo. Ela tem a sua própria realidade, a qual demanda posicionamentos e atitudes nem sempre confortáveis porque todo drama exige confronto entre liberdade e determinismo (...) Afinal, há ou não uma boa noção de quem fez alguma diferença, liquidando a inflação e governando com competência e bom senso? Entre a administração de FHC (acentuada pelo reestabelecimento do dinheiro como um valor estável); e a era do absolutismo petista de Lula e de sua invenção, a gerentona Dilma, se desmascara ou não - pergunto - o viés acentuado pelos arranjos políticos e por um ruidoso aparelhamento do Estado em benefício de um projeto de poder contrário ao regime liberal em qualquer manifestação de capitalismo? Sobretudo desse capitalismo sem peias como o vosso? O sono do Brasil não teria como base a crença numa resolução messiânica para todos os seus problemas; daí a atração pelo conceito de "revolução" em toda a latinidade americana, quando - agora - acho que vocês começam a desconfiar que nada neste mundo de Deus pode ser resolvido paulatinamente, a não ser por todos e cada um? E com a descoberta de que para se viver num país igualitário é preciso dizer não aos amigos e, acima de tudo, a si mesmo?"

Aparecida: Onde estamos?

Bytes: Estamos na fase do entendimento sobre o golpe militar de 1964, para uns uma "revolução democrática" e para outros "ditadura ferrenha". De um lado a acusação de esquerda que a culpada pelo atraso do Brasil é a direita reacionária que impede qualquer movimento que seja contrária à "civilização europeia". De outro há a acusação da direita que a culpada pelo atraso do País é a figura do populista que deseja aumentar o protecionismo, os direitos sociais e o aumento da figura do Estado que resulta na falta de "produtividade", sendo motivo de chacota nas reuniões promovidas pelos países do Primeiro Mundo. Com a palavra a Era digital, de compressão tempo-espaço. Viva!

Aparecida: Ah, entendi! Escreveu o apóstolo Paulo em carta aos romanos: "Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Pois pela graça que me foi dada digo a todos vocês: ninguém tenha de si mesmo um conceito mais elevado do que deve ter; mas, pelo contrário, tenha um conceito equilibrado, de acordo com a medida da fé que Deus lhe concedeu. Assim como cada um de nós tem um corpo com muitos membros e esses membros não exercem todos a mesma função, assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos um corpo, e cada membro está ligado a todos os outros. Temos diferentes dons, de acordo com a graça que nos foi dada. Se alguém tem o dom de profetizar, use-o na proporção da sua fé.Se o seu dom é servir, sirva; se é ensinar, ensine; se é dar ânimo, que assim faça; se é contribuir, que contribua generosamente; se é exercer liderança, que a exerça com zelo; se é mostrar misericórdia, que o faça com alegria. O amor deve ser sincero. Odeiem o que é mau; apeguem-se ao que é bom. E dediquem-se uns aos outros com amor fraternal. Prefiram dar honra aos outros mais do que a si próprios".

Tico: No dia de hoje o papa Francisco canonizou os beatos João XXIII e João Paulo II como santos da Igreja Católica. O primeiro pontífice beato mudou a face da fé católica, enquanto o segundo foi fundamental para o desmonte do mundo socialista. A partir de agora, eles serão conhecidos não mais como papas, mas como São João Paulo II e São João XXIII. A cerimônia de canonização contou com a presença do papa emérito Bento XVI e teve a presença de quase um milhão de pessoas, a maioria vinda da Polônia. Telões foram montados pela Prefeitura de Roma em quatro pontos da cidade para que os fiéis possam assistir ao evento. Além do ineditismo do evento - nunca dois pontífices foram santificados ao mesmo tempo - a Santa Sé também fez, pela primeira vez na história, uma transmissão em 3D pela TV e pela Internet. Estima-se que cerca de 2 bilhões de pessoas assistiram ao vivo à celebração em todo o mundo, que também foi transmitida em salas de cinema, inclusive no Brasil.

Teco: No dia de hoje o cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, recebeu em Vila Valqueire, Zona Norte do Rio, a Cruz Olímpica da Paz, símbolo criado pela Igreja Católica em 2012 para representar o ideal da Paz durante os Jogos Olímpicos de Londres. A cruz fará uma peregrinação em comunidades do Rio, dentro de uma campanha para divulgar o tema social da Copa "Por Um Mundo Sem Armas, sem Drogas, sem Violência e sem Racismo". A peregrinação do símbolo, que aconteceria apenas em 2016, foi antecipada para a Copa por decisão da Pastoral do Esporte, por conta do clima de manifestações que envolve o mundial. Feita pelo artista plástico Jon Cornwaall, com 12 tipos de madeira dos cinco continentes, para representar os 12 discípulos de Cristo, a cruz deverá ser levada à presidente Dilma. De acordo com a Rede Desarma Brasil, está sendo negociada a ida da cruz à Brasília, como parte da peregrinação.

Bytes: No dia de hoje o papa Leão XIII elevou a Diocese do Rio de Janeiro à condição de Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro. Em 16 de novembro de 1676, o papa Inocêncio XI elevou a prelazia à categoria de Diocese, com a bula Romani Pontificis pastoralis sollicitudo, sendo sufragânea da Sede Metropolitana da Bahia, criada na mesma data, também sendo a ela subordinada a nova Diocese de Olinda. Ao longo da história do Brasil, da Diocese do Rio de Janeiro foram desmembradas 131 arquidioceses, dioceses e prelazias. O Papa Leão XIII elevou a diocese à categoria de Arquidiocese e Sé Metropolitana por meio da bula Ad universas orbis Ecclesias de 27 de abril de 1892, sendo desta forma reorganizada a hierarquia eclesiástica brasileira, agora com 2 sedes metropolitanas: Bahia e Rio de Janeiro. Há 122 anos.

Aparecida: No dia de hoje nascia, há 104 anos, o presidente interino do Brasil Ranieri Mazzilli. Na qualidade de presidente da Câmara dos Deputados, conforme previa a Constituição vigente, assumiu a presidência da República algumas vezes, principalmente nas crises políticas brasileiras. Em 25 de agosto de 1961, em virtude da renúncia de Jânio Quadros e da ausência do vice-presidente João Goulart, que se encontrava em missão na China. Nesta ocasião os ministros militares do governo Jânio Quadros — general Odílio Denys, do Exército; brigadeiro Gabriel Grün Moss, da Aeronáutica; e almirante Sílvio Heck, da Marinha — formaram uma junta militar informal que tentou impedir, sem sucesso, a posse de João Goulart, abrindo-se uma grave crise político-militar no país. A solução para o impasse foi a aprovação pelo Congresso, em 2 de setembro, de uma emenda à Carta de 1946, instaurando o sistema parlamentarista de governo. João Goulart assumiu, então, a presidência em 7 de setembro de 1961. Em 2 de abril de 1964, o presidente da Câmara dos Deputados, Ranieri Mazzilli, assumiu mais uma vez a presidência da República, por ocasião do golpe político-militar que depôs o presidente João Goulart. Em menos de três anos, era a sexta vez que assumia o cargo interinamente. A vacância do poder, mesmo que Jango estivesse ainda no Brasil, foi declarada pelo deputado Auro de Moura Andrade, um dos articuladores da Marcha da Família com Deus pela Liberdade.

Bytes: No dia de hoje morreu em Roma, há 67 anos, o filósofo marxista Antonio Gramsci. Natural da Sardenha, ele foi perseguido pela ditadura fascista de Benito Mussolini, sendo preso e só libertado muito doente para morrer em seguida. Gramsci foi eleito deputado pelo Veneto e começou a organizar o lançamento do jornal oficial do partido, denominado "L'Unità", vivendo em Roma enquanto sua família permanecia em Moscou. Como marxista, ele foi o principal formulador da tese sobre o conceito de hegemonia e bloco hegemônico. Segundo o filósofo, o poder das classes dominantes sobre o proletariado e todas as classes dominadas dentro do modo de produção capitalista, não reside simplesmente no controle dos aparatos repressivos do Estado, mas pela "hegemonia" cultural que as classes dominantes logram exercer sobre as dominadas, através do controle do sistema educacional, das instituições religiosas e dos meios de comunicação. Na visão de Gramsci, as classes dominantes "educam" os dominados para que estes vivam em submissão às primeiras como algo natural e conveniente, inibindo assim sua potencialidade revolucionária. Assim, por exemplo, em nome da "nação" ou da "pátria", as classes dominantes criam no povo o sentimento de identificação com elas, de união sagrada com os exploradores, contra um inimigo exterior e a favor de um suposto "destino nacional" de uma sociedade concebida como um todo orgânico desprovido de antagonismos sociais objetivos. Assim se forma um "bloco hegemónico" que amalgama a todas as classes sociais em torno de um projeto burguês. O poder hegemônico combina e articula a coerção e o consenso.

Aparecida: No dia de hoje nasceu, há 34 anos, o ator Joaquim Lopes. Ele participou do filme "Uma professora muito maluquinha", ao lado da futura namorada Paola de Oliveira. A obra, baseada no livro do cartunista Ziraldo, discute a educação numa cidade interiorana de Minas Gerais.

Bytes: Ontem eu fui assistir ao filme "Belém: zona de conflito", de Yuval Adler. Para muitos, propaganda o governo de Israel. Tirando qualquer lado ideológico, o filme mostra a dura realidade da Cisjordânia ocupada, na qual Belém, onde Jesus nasceu, a cidade de Davi, é palco de um violento confronto entre milícias rivais dentro da própria Palestina. Tirando partido da divisão, o serviço de Inteligência israelense cooptando informantes para obter dados preciosos a fim de evitar mais terrorismo em Israel, principalmente em Jerusalém anexada. Neste confronto, há o conflito no qual o presidente palestino, chamado pelo nome real, é apenas um conciliador tentando acabar com uma guerrilha "surda". Em determinado momento, diz para um guerrilheiro, a fim de tirá-lo da luta: "Os belgas estão oferecendo dinheiro para a promoção da mulher em seus direitos. Você não está interessado?" Um filme que merece ser visto.

Aparecida: Por falar em Jerusalém, a Suprema Corte dos Estados Unidos concordou em dar um parecer sobre se os estadunidenses nascidos em Jerusalém podem usar no seu passaporte a nacionalidade israelense. Desde o governo do democrata Harry Truman, Washington não recebe Jerusalém como a capital de Israel. O pedido foi feito após quando a mãe de Menachem Zivotofsky, garoto estadunidense de 11 anos nascido em Jerusalém em 2002 quis registrar "Israel" em vez de "Jerusalém" como local de nascimento da criança em seu passaporte. Os pais de Menachem alegam que a Justiça deve fazer cumprir uma lei de 2002 que exige o reconhecimento de Jerusalém como local de nascimento nos passaportes dos cidadãos estadunidenses. O que você acha? A Suprema Corte dos Estados Unidos mudará o status de Jerusalém?

Bytes: O que podemos afirmar é que a Suprema Corte decidiu na semana passada que a raça dos estudantes não pode mais ser um fator para a admissão nas universidades, em um revés ao legado do movimento pelos direitos civis dos anos 1960. Com seis votos a favor e dois contra, os juízes determinaram a constitucionalidade de uma medida aprovada por referendo em Michigan que dissolvia a chamada ação afirmativa nas universidades. Assim acaba com as "cotas" que levou Obama a Harvard.
Aparecida: Por falar em Harvard, o jovem internauta Renê Silva viajará aos Estados Unidos para ser palestrante na faculdade estadunidense sobre mídia digital. O que você acha?

Bytes: Ele foi beneficiado pela ocupação do Alemão. Não se sabe se o Renê usará as cotas, mas sabemos a opinião do deputado Jair Bolsonaro. Ele não viajaria em avião pilotado por cotistas nem aceitaria ser operado por médico que entrou na universidade pela lei de cotas. Mas as redes sociais vêm criando mais ricos instantâneos que o sistema baseado no “mérito” do avaliador. Para os capitalistas, meia palavra basta.

Aparecida: Por falar em redes sociais, os principais provedores da Internet se recusam a aceitar a decisão de Justiça estadunidense de dados de usuários, correios eletrônicos e outros conteúdos digitais mesmo que os mesmos estejam armazenados em outros países. A determinação foi dada anteontem pelo magistrado James Francis, de uma corte federal em Nova York. Segundo ele, caso as agências fossem obrigadas a coordenar esforços com outros países para ter acesso à informação, “o aumento da carga sobre o governo seria substancial e os esforços para a aplicação da lei estariam seriamente comprometidos”. O que você acha?

Bytes: Segundo Putin, a Internet foi uma obra da "CIA", algo que não concordamos. A declaração foi feita na quinta-feira junto a um encontro com jovens jornalistas. Respondendo a perguntas de um jovem blogueiro, o líder russo alertou que as informações lançadas no Google "passam por servidores que ficam nos Estados Unidos, tudo é monitorado lá"."É a vida. É como é organizada pelos estadunidenses. Vocês sabem que tudo isto começou nas origens da internet como um projeto especial da CIA. E continua a se desenvolver", acrescentou..Putin também fez comentários sobre o motor de busca mais popular da Rússia, Yandex, sugerindo que poderia ser mais rigidamente controlado. Segundo ele, quando o provedor de buscas estava começando, eles foram "pressionados" para ter "aqueles estadunidenses e estes europeus entre os executivos".

Aparecida: E como pensa o governo dos Estados Unidos?

Bytes: Deu no jornal "O Globo" de 25 de abril de 1964, cuja manchete foi "Castelo Branco determinado a mostrar que as reformas são possíveis na democracia": "O presidente Castelo Branco deu início aos trabalhos da primeira reunião ministerial, que durou três horas, falando sôbre a orientação geral do Govêrno. Ele acredita que o País deve voltar-se para a reforma agrária. Considera que êsse problema, básico para o País, pode ter sua solução muito ajudada através de um fundo que seja constituído pela importação de certos alimentos dos Estados Unidos, daqueles que são vendidos a prazo de quarenta anos. O Govêrno os venderia a preços acessíveis, o que evitaria certa elevação do custo de vida". E mais: "Elogios aos jornais livres e independentes do Brasil. A Associação Interamericana de Imprensa (AII) elogiou ontem a valorosa luta dos jornais livres e independentes do Brasil para manter a liberdade durante o regime do Ex-presidente João Goulart. A resolução aprovada pelo Comitê Executivo da AII, em sua reunião de ontem nesta cidade, afirma que essa luta torna os jornais livres e independentes do Brasil merecedores do título de heróis, de acordo com as mais puras traduções da imprensa livre". E mais: "O Serviço Nacional de Informações do DFSP constatou que aviões da Universidade de Brasília e da Fundação Brasil-Central estão desaparecidos desde o início da revolução democrática, havendo suspeita de que o Cessna-180 que levou os srs.Darci Ribeiro e Valdir Pires ao Uruguai seja um dêles".

Aparecida: Deu no jornal "O Globo" de 25 de abril de 2014, 50 anos depois: "O doleiro e os petistas. Padilha indicou executivo para doleiro, apura PF. Ex-ministro da Saúde foi citado por André Vargas. Cândido Vaccarezza, outro deputado do PT, cedeu apartamento para reunião com Youssef, preso na Lava-Jato, segundo a investigação. Petrobras foi alertada antes de comprar Pasadena. Relatórios mostram que a Petrobras já sabia de vários problemas na refinaria de Pasadena antes de comprá-la". E mais: "Crise no setor elétrico. Com socorro, conta de luz pode subir 18% em 2015. Um risco ainda maior. O Operador Nacional do Sistema prevê que nível de reservatórios ficará em 15,7% em novembro". E mais: "Na carne. Suspeita de vaca louca no Brasil. Governo investiga um caso em Mato Grosso. Suspeita pode prejudicar exportações de carne brasileira".

Bytes: O jornal "O Globo" publicou anteontem a coluna de Hermano Vianna intitulada "O que estamos fazendo?: "O texto que Regina Casé enviou para a imprensa expressando a tristeza imensa que todos nós, da família “Esquenta!”, estamos sentindo depois da morte do DG, nosso brilhante dançarino, terminava assim: “É preciso que a polícia esclareça essa morte, ouvindo todos, buscando a verdade. A verdade, seja ela qual for, não porá fim à tristeza. Mas é o único consolo”. Tenho certeza de que nossa dor pessoal, familiar, é compartilhada por muito mais gente. Aproveito para agradecer as mensagens de solidariedade que recebemos, todas comoventes, não apenas por lidarem com um caso de luto particular, mas também por entenderem que a morte do DG é parte de uma tragédia nacional, que precisa ser combatida imediatamente, com máximos rigor e empenho".

Aparecida: O que você achou da morte do dançarino na comunidade do Pavão-Pavãozinho? Uns dizem que ele fazia parte do tráfico? O seu Carlos disse: "Essa tal de Cazé que gosta de promover ´essa gente´ deve fazer um pronunciamento emocionante". A apresentadora chorou muito no Cemitério São João Batista junto com a mãe (acima). O que você acha?

Bytes: Você sabe que nas comunidades todos se conhecem. O problema não é esse. E sim: O corpo dos mártires vale ouro. Para os capitalistas, meia palavra basta.

Aparecida: E a morte do cara da ditadura que confessou as atrocidades? É queima de arquivo?

Bytes: A violência virou uma norma. Anteontem, uma estudante de ensino médio do estado de Connecticut, nos Estados Unidos, foi assassinada a facadas por um colega depois de rejeitar um convite para ir com ele ao baile de formatura.

Aparecida: Por falar em violência, verdade e justiça, o JK foi assassinado? A OAB de Minas não aceitou o resultado da Comissão Nacional da Verdade.

Bytes: Sigo a visão do jornalista Clóvis Rossi na "Folha" no artigo "A verdade e as suas versões". E sua sugestão sobre o caminho tomado pela Itália na questão de abrir os "anos de chumbo", inclusive a queda do avião italiano provavelmente por uma caça estrangeiro.

Aparecida: Por falar em queda de avião atingido por um caça, muitos acham que o Castelo Branco foi morto propositalmente. Houve um documentário exibido pela Record que toca no assunto. O que você acha destes inquéritos não conclusivos?

Bytes: Muitos clamam por justiça para poder entender a história. O deputado Rubens Paiva, desaparecido político, foi envolvido em acusações de ter recebido dinheiro ilícito na sua campanha política. Por acaso, o parlamentar teve forte atuação na CPI aberta para investigar dinheiro estrangeiro pago a parlamentares antes do golpe militar de 1964. Publicou o jornal "O Globo" de 14 de abril de 1964: "O SNI comunicou que encontrou dentro da mala do Deputado Rubens Paiva, do PTB de São Paulo, um cheque em branco da Manufacture Hanover Trust Company O deputado petebista seria, segundo informações ainda em fase de estudo, financiado por esta companhia". Para os capitalistas, meia palavra basta.

Aparecida: Você não teme este mundo cheio de desconfianças?

Bytes: O nosso conteúdo é mostrar a "evolução natural" como resultado da dialética da ciência contemporânea: o espaço-tempo que cria a matéria. E, assim, homenagear os seus patriarcas. Porque tudo é interpretação de texto e ignorância existencial.

Aparecida: Ah, entendi! Revelou Nosso Senhor Jesus Cristo aos seus discípulos: "Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim abrogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei, sem que tudo seja cumprido. Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus. Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus. Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de juízo. Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno. Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão. Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil".

AOS HERÓIS DE ISRAEL
Rio de Janeiro, 27 de abril de 2014

Exibições: 449

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço