El Pais, Le Monde, Newsweek, The Economist, Der Spiegel... O Brasil é louvado no exterior.

Der Spiegel disse ontem que o País soube fortalecer o mercado interno, especialmente via programas sociais, com destaque para o Bolsa Família, "visto como modelo mundial", e que a realização de obras estruturantes está sendo "atrapalhada por uma burocracia kafkaniana e um Judiciário moroso".

E bate no surrado argumento de que o sucesso do Brasil frente à crise mundial decorre do fato de que Lula tem muita sorte, pois encontrou a casa arrumada. Como se fôssemos panacas desinformados. Como se não pudéssemos imaginar como estaria o País caso os oponentes de Lula tivessem ganho a parada e aderido à ALCA, lá por 2003.

A própria Spiegel se encarrega de dizer que o Brasil se arrisca hoje no "Capitalismo de Estado". Ora, quem arrumou a casa assim foi o governo Lula, e foi exatamente isso que salvou o Brasil. A casa não estava arrumada. O curioso (e divertido) é notar que os neocons continuam a pregar o Livre e Escancarado Mercado mesmo depois da desmoralização mundial de tal modelo.

Mas no geral as matérias "externas" são positivas. O Brasil nunca foi tão incensado. Colunistas internos, espumando, chegam a dizer que tal só ocorre porque as publicações do exterior estão muito distantes da realidade do País - esquecidos, pateticamente, de que elas contam com correspondentes aqui dentro.

Certamente o detalhe que escapa aos colunistas internos é o de que os correspondentes conhecem o signifacado da palavra "isenção".

Ao fim e ao cabo, bacana ver o Brasil bem na foto nos fronts externos.

Exibições: 38

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço