Canto à Vida

Poeta Devany


Oh Vida Graça Sublime,
Bendita Fonte que redime,
a Vida é Deus a nos Amar.

Às vezes sofrida ferida,
noutras, vitória Guarnecida.
Mas quando a vida é temida
vem como uma longa noite maldormida.

Penso que na Vida,
do jeito que ela se apresentar,
igual numa corda bamba:
é melhor equilibrar.

Peço, com o coração ajoelhado:
Ensina-me Vida, a arte
de tecer meu próprio manto,
escrever a própria canção de acalanto,
a olhar-me com menos espanto
e a entender que vivo e danço
sempre ao som de meu tambor.

Exibições: 57

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço