Portal Luis Nassif

 Seu Antônio,você deu entrada no falido hospital público Regional de Planaltina com infecção no fígado.Neste hospital a CTI não funcionava,seus filhos tentaram o hospital de Base,sem sucesso.

 Seu Antônio,seus filhos foram lutadores,sem plano de saúde entraram na justiça  requerendo uma CTI em um hospital particular.Conseguiram um hospital particular no Cruzeiro.

 Pois é Seu Antônio, a luta não parou ! Seus filhos ligavam intermitentemente para o Samu para removerem você de Planaltina até o Cruzeiro,cerca de 42 quilômetros,por aí,e só recebiam a seguinte mensagem: " Não há viaturas disponíveis no momento ." O tempo urgia ! Eles insistiam e pela enésima vez conseguiram falar com alguém do Samu.A resposta foi a seguinte,Seu Antônio : " Duas ambulâncias disponíveis estão sem combustíveis,lamento." Seu filho se ofereceu a pagar o combustível,que daria em torno de 40,00.  O atendente do Samu alegou que era proibido funcionário público aceitar ajuda financeira para  o combustível;seu filho,aflito, insistiu,nada feito,nada de ambulância.

 Seu Antônio, a sua situação se agravava na enfermaria do hospital de Planaltina,seus filhos continuavam a insistirem com o Samu;finalmente o Samu veio,mas já era tarde,Seu Antônio ! Quando você chegou no hospital particular do Cruzeiro a infecção já se tornara generalizada,às 4 da manhã você veio a falecer.

 Seu Antônio ,como bem disse seu filho quem não tem recursos não pode adoecer,é melhor morrer dormindo ou ter uma morte súbita para não cair nas mãos da saúde pública .É verdade.Desgraçada verdade.

Exibições: 64

Comentário de Nena Noschese em 16 outubro 2016 às 0:06

É o pior é que só vai piorar para os Srs. Antonio, aprovaram a PEC 241.

Comentário de Marcos Carnavale em 16 outubro 2016 às 11:01

 É o rolo compressor da direita sobre os menos favorecidos.

 Valeu,Nena !

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço