Portal Luis Nassif

Denis Brean (Augusto Duarte Ribeiro)


*28/02/1917 - Campinas (SP)
+16/08/1969 - São Paulo (SP)

Compositor / Jornalista / Radialista / Letrista

O jovem Augusto Duarte Ribeiro interessou-se por música quando estudava e, com seus colegas do Colégio Ateneu Paulista, em Campinas, criou o “Conjunto do Duarte”, que se apresentava em festas escolares, em aniversários de colegas e amigos, cantando as canções de sucesso da época.

 

Em 1934, o “Conjunto do Duarte” participou do primeiro Festival Musical na primeira Festa da Uva, em Jundiaí, com a canção "Poesia da Uva" (Letra e Música: Augusto Duarte Ribeiro), obtendo  o primeiro prêmio.

 

Sonhando com voos mais altos mudou-se com a família para São Paulo,  passando a trabalhar como escriturário. Ingressou na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, porém não chegou ao término do curso, transferindo-se para a área de Jornalismo, já que atuava na “A Gazeta Esportiva”.

 

Por achar que seu nome original não combinava com o nome de um compositor de Música Popular, adotou  o pseudônimo, “Denis Brean”, criado por ele mesmo, com grande sucesso.

 

 

Começou a compor a todo vapor emplacando as gravações de suas composições via os principais intérpretes da época, a exemplo de: Linda Batista, Isaura Garcia, Carlos Galhardo, Ciro Monteiro, Elza Soares, Maysa, Rosana Toledo, Francisco Alves, Dircinha Batista, Nora Ney, Hebe Camargo, Zezé Gonzaga, entre outros.

 

 

 

Oswaldo Guilherme e Denis Brean

 

Denis Brean compôs bastante com diversos parceiros. O mais constante foi Osvaldo Guilherme (116 parcerias). Suas obras independentes somam (55) composições. Obras com Osvaldo Guilherme e coautores (4) e outras parcerias (35).

 

Destacamos três composições da parceria Denis Brean X Osvaldo Guilherme

 

Convite ao samba” (Denis Brean/Osvaldo Guilherme) # Francisco Alves. Disco Odeon (13.174-A) / Matriz (9034). Lançamento (outubro/1951).

 

Chega de sofrer” (Denis Brean/Osvaldo Guilherme) # Isaura Garcia. Disco RCA Victor (80.0861-B) / Matriz (S-093082). Gravação (24/09/1951) / Lançamento (dezembro/1951).

Andorinha” (Denis Brean/Osvaldo Guilherme) # João Dias. Disco Copacabana (5.719-B) / Matriz (M-1788). Lançamento (janeiro/1957).

 

Denis Brean gostava de receber os amigos em sua casa

 

Uma das visitas foi a de João Gilberto e sua mulher - Heloísa Maria Buarque de Holanda [Miúcha]. Na ocasião várias fotos foram registradas, em outubro de 1965.

 

Nossa imaginação nos conduz, em pensamento, a imaginar o papo criativo que, certamente, rolou neste encontro.

 

 

 

 

Brasil Campeão do Mundo” - primeiro disco criado para uma Copa do Mundo em andamento aos jogos. Grandes vozes nas narrativas e músicas temáticas, em ritmo de marcha, lembrando cada jogo do campeonato na Suécia, em 1958.

"Quando os jogadores chegaram ao Brasil, o Long Play foi entregue como um prêmio a todos. Um disco com grandes participantes e prensados durante a madrugada para o tempo de entrega aos grandes craques da Seleção Brasileira". Saiba mais (AQUI).

Copa do Mundo – 1958 / Lembranças para todos nós!

Quando completou 25 Anos de Compositor comemorou com o Show “A Bossa de Denis - 25 Anos de Denis Brean”.

 

 

Selecionamos algumas das composições listadas no Programa de Comemoração.

 

Brancura” (Denis Brean/Osvaldo Guilherme) # Alda Perdigão. Álbum ‘Alba Perdigão’, 1961.

 

Conselho” (Denis Brean/Osvaldo Guilherme) # Maysa. LP ‘Convite para ouvir Maysa nº 3’, 1958.

 

Fraqueza” (Denis Brean/Osvaldo Guilherme) # Nora Ney. Álbum ‘Eu sou Nora Ney e canto’, 1957.

Louco de saudade” (Denis Brean) # Som 4 [Hermeto Pascoal (piano e flauta), Papudinho (trumpete), Azeitona (baixo) e Edison Machado (bateria)], 1964.

Melancolia” (Denis Brean) # Cyro Monteiro/Elizeth Cardoso. Álbum ‘A bossa eterna’, 1966.

O ninho do Nonô” (Denis Brean) # Isaura Garcia. Disco 78 rpm, 1960.

O samba está com tudo” (Denis Brean/Osvaldo Guilherme) # Elza Soares. Álbum ‘A Bossa Negra’, 1960.

Raízes” (Denis Brean/Osvaldo Guilherme) # Rosana Toledo. Álbum 'A Voz do Amor', 1962.

Encerramos com dois dos seus maiores sucessos!!

Boogie-woogie na favela” (Denis Brean) # Ciro Monteiro. Disco Victor (80.0294-A) / Matriz (S-078162). Gravação (03/05/1945) / Lançamento (julho/1945).

BOOGIE-WOOGIE NA FAVELA


Chegou o samba, minha gente,
Lá na terra do Tio San, com novidade.
E ele trouxe uma cadência que é maluca,
Pra mexer toda a cidade.
O Boogie-Woogie, Boogie-Woogie, Boogie-Woogie,
A nova dança que balança, mas não cansa.
A nova dança que faz parte,
Da política da boa vizinhança.

E lá na favela toda batucada,
Já tem Boogie-Woogie.
Até as cobrochas já dançam,
Já falam do tal Boogie-Woogie.
E o nosso samba foi por isso que aderiu,
Do Amazonas, Rio Grande, São Paulo e o Rio,
Ao Boogie-Woogie, Boogie-Woogie, Boogie-Woogie.
A nova dança que surgiu.

 

Bahia com H” (Denis Brean) # Francisco Alves. Disco Odeon (12.810-A) / Matriz (8261). Gravação (28/081947) / Lançamento (novembro/1947).

Felizmente a nova geração valoriza a obra de Denis Brean. Confira!

Boogie-woogie na favela” (Denis Brean) # Antonia Adnet. Selo Biscoito Fino. Arranjos/Direção Musical: Mario e Antonia Adnet, 2015.

João Gilberto em dos momentos

Bahia com H” (Denis Brean) # João Gilberto ao vivo no Teatro de Cultura Artística de São Paulo. TV Bandeirantes/Especial João Gilberto (dezembro/1982).

Várias composições de Denis Brean integraram a trilha sonora de Filmes Brasileiros, a exemplo de:

Momo Booggie”, no filme “Caídos do céu”, 1946/BR.

Festa do samba” e “Fraqueza”, no filme “Nem Sansão, nem Dalila”, 1954/BR.

Festa do samba”, no filme “Vamos com calma”, 1956/BR.

Conselho”, no filme “Garoa enxuta”, 1959/BR.

 

Denis Brean foi um grande artista brasileiro que bateu um bolão nas áreas da Composição, do Jornalismo e da Radiofonia, deixando um legado imensurável à Cultura Brasileira.

Suas inúmeras composições são um tesouro que ainda precisam de maior divulgação. O certo é que ele deixou uma enorme contribuição na área da composição/gêneros musicais, a exemplo de: marcha, samba, batucada, choro, baião, toada, jonjo, maxixe, samba canção, mambo, chotis, bolero, catira, valsa e rumba.

Meu desejo é que pipoquem pelo Brasil afora as merecidas homenagens ao Centenário de Denis Brean!

 

 

************

Fontes:

- A Canção no Tempo - 85 Anos de Músicas Brasileiras, Vol 1: 1901-1957 / Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello. - São Paulo: Ed. 34, 1997.

- A História do Samba. Fascículos publicados pela Ed. Globo, 1997-1978.

- Fotomontagem: Laura Macedo.
- Historia do Samba. Rio de Janeiro: Globo, 1997-1998. Quinzenal. 40 fasc. 40 CDs.

- Site Denis Brean (AQUI).

 - Site #Radinha  / Áudios (AQUI).

- Site Youbube / Canais: “Eduardo Paz”, “luciano hortencio”, “Reinaldo Menezes de Medeiros”, “musicavitor”, “Adalésio2016 Vieira”, “JackStarkey57”, “Biscoito Fino”, “Juulos77”.

***********

Exibições: 39

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço