Hervé Cordovil


* 3/2/1914 - Viçosa (MG)

+ 16/7/1979 - São Paulo (SP)

O mineiro Hervé Cordovil foi um pianista, regente e compositor de grande versatilidade, que compôs canções em vários estilos durante mais de cinco décadas de carreira. Apesar de ter sido desmotivado por Eduardo Souto, diretor da Casa Edison, a quem mostrou suas primeiras músicas, também foi eclético nas parcerias, compondo com um super time de compositores da época, como Noel Rosa, Orestes Barbosa, Lamartine Babo, Almirante, Adoniran Barbosa, Luiz Gonzaga, Nássara, Luiz Peixoto, entre outros.

Sua vastíssima obra ganhou vida nas vozes de grandes intérpretes, como Aracy de Almeida, Carmen Miranda, Isaura Garcia, Camélia Alves, Carlos Galhardo, Francisco Alves, Dalva de Oliveira e tantos outros.

Nesta homenagem ao seu Centenário de nascimento vamos destacar alguns de seus sucessos gravados nos mais variados estilos.

Uma de suas primeiras composições gravadas foi “Carolina”, feita em parceria com Bonfiglio de Oliveira, em 1934.

Carolina” (Hervé Cordovil/Bonfiglio de Oliveira) # Carlos Galhardo e Diabos do Céu. Disco Victor (33729A), 1933/1934.

Em 1935, regeu a orquestra que participou do filme "Estudantes", dirigido por Wallace Downey, passando desde então a musicar peças de teatro entre as quais "Da favela ao Catete" escrita por Freire Júnior.

Ainda no ano 1935, Aracy de Almeida grava de Hervé e Noel Rosa:

Triste cuíca” (Hervé Cordovil/Noel Rosa) # Aracy de Almeida e Conjunto Regional de Benedito Lacerda. Disco Victor (33927A), 1935.

Não resta a menor dúvida” (Hervé Cordovil/Noel Rosa) # Bando da Lua. Disco Victor (934008), 1935.

Mais duas composições da década de 1930, agora, em parceria com Lamartine Babo.

Seu abóbora” (Hervé Cordovil/Lamartine Babo) # Carmen Miranda. Disco Victor (33895B), 1935.

Esquina da sorte” (Hervé Cordovil/Lamartine Babo) # Aracy de Almeida/Lamartine com os Diabos do Céu. Disco RCA Victor (33286 B), 1938.

Foi na Rádio Record de São Paulo que Hervé permaneceu por mais tempo, totalizando 26 anos, aposentando-se em 1971. Também foi na Record que seu sucesso consolidou-se, a partir da década de 1950. 

O clássico baião “Pé de manacá”, de Hervé Cordovil e sua prima Mariza Pinto Coelho, era bastante cantado por ele e a cantora Isaura Garcia nos programas da Rádio Record de São Paulo. Segundo o pesquisador Samuel Machado Filho (canal YouTube), Hervé e Isaurinha “viajaram ao Rio de Janeiro para gravar a música na RCA Victor, que não tinha estúdio em São Paulo. Hervé fez a orquestração e a regência e ninguém queria fazer o dueto com Isaurinha. Aí o próprio Hervé o fez”. Confiram no vídeo abaixo.

Pé de manacá” (Hervé Cordovil/Marisa Pinto Coelho) # Isaura Garcia/Hervê Cordovil. Disco RCA Victor (800686A), 1950.

Quatro composições românticas de Hervé Cordovil.

Esta noite serenou” (Hervé Cordovil) # Dalva de Oliveira. Disco Odeon (13173A), 1951.

Uma loura” (Hervé Cordovil) # D*** Farney (voz/piano) / Diarte (guitarra) e Vidal (contrabaixo). Disco Continental (16407A), 1951.

Pode ficar” (Hervé Cordovil/Vicente Leporace) # Isaura Garcia. Disco Victor (800686B), 1950.

Jangada” (Hervé Cordovil/Vicente Leporace) # Silvio Caldas (voz) / Hervé Cordovil (piano). Disco Columbia (10140B), 1955.

O lado "baião”, de Hervé Cordovil.

Cabeça inchada” (Hervé Cordovil) # Carmélia Alves. Disco Continental (16378A), 1951.

Sabiá lá na gaiola” (Hervé Cordovil/Mário Vieira) # Carmélia Alves. Disco Continental (16226A), 1950.

A vida do viajante” (Hervé Cordovil/Luiz Gonzaga) # Luiz Gonzaga/Gonzaguinha.

Hervé Cordovil marcou presença no movimento que ficou conhecido por Jovem Guarda, por conta dos filhos Ronnie Cord e René Cordovil, também compositores.

Uma das composições de Hervé foi “Rua Augusta”, considerada o primeiro hino do rock brasileiro, segundo Erasmo Carlos e Tony Campelo. Lançada pelo seu filho, Ronnie Cord, antecipando a explosão da Jovem Guarda. Saiu em compacto simples (RCA Victor LC-6047-A) pouco antes dos militares tomarem o poder, em março de 1964, e em junho incorporou-se ao LP de mesmo nome. (Foto abaixo).

Biquini de bolinha amarelinha” (versão de Hervé Cordovil para a música "Itsy-Bitsy Teeny-Weeny Yellow Polka-Dot Bikini", de Lee Pockriss e Paul Vance) # Ronnie Cord, 1964.

Assim como os irmãos a filha, de Hervé e dona Daicy Portugal, Maria Regina tornou-se  a mais jovem cantora do mundo. Quem contou essa história, recentemente, foi o amigo Luciano Hortencio. Confira aqui.

"Carta a Papai Noel” (Hervé Cordovil) # Maria Regina Cordovil / Francisco Moraes, sua Orquestra e Coro.  Disco Victor (802398B), 1961.

Um fato que não posso deixar de comentar é que Hervé Cordovil converteu-se ao espiritismo, ainda na década de 1950. Depois de algum tempo apareceu com uma composição que tinha feito com o já falecido parceiro Noel Rosa. A letra psicografada acabou sendo publicada em um jornal espírita. Mais detalhes aqui.

Roland Boldrin, apresentador do programa Sr Brasil (TV Cultura), artista multifacetado e excelente contador de “causos”, por duas vezes já contou esta história em seu programa. Segundo ele foi o próprio Hervé Cordovil que lhe contou. Confiram no vídeo abaixo.

Vila Isabel do espaço” (Hervé Cordovil/Noel Rosa - música e letra psicografada, respectivamente) # Vera Maria. Disco Capacabana (6626A), data indefinida (Informações do IMS).

Para finalizar uma das suas composições que gosto muito: “Prece a São Benedito”.

Prece a São Benedito” (Hervé Cordovil) # Inezita Barroso.

Pesquisando na internet acerca das comemorações do Centenário de Hervé Cordovil, infelizmente, só encontrei que o mais antigo bloco de carnaval de Viçosa, sua cidade natal - “Vem quem quer”-, destacará o conterrâneo ilustre como tema do referido bloco, no carnaval de 2014.

Para a grandiosidade da obra de Hervé Cordovil é muito pouco, até agora, considerando a sua enorme contribuição dada a cultura brasileira, principalmente através das suas versáteis composições.

Como a esperança é a última que morre vou ficar na torcida para que as merecidas homenagens pipoquem país afora, para que as novas gerações possam usufruir e perpetuar a grandiosa obra de Hervé Cordovil. 

************

Fontes:

- Dicionário Cravo Albin da MPB (Verbete Hervé Cordovil) LINK

- Noel Rosa: uma biografia. João Máximo e Carlos Didier. - Brasília: Editora Universidade de Brasília: Linha Gráfica Editora, 1990.

- Site # Radinha (Áudios).

- Site YouTube (Vídeos).

- Foto montagem: Laura Macedo / Demais fotos: internet / acervo pessoal).

************

Exibições: 1431

Comentário de lucianohortencio em 3 fevereiro 2014 às 23:37

Muito obrigado pelas deferências, amiga Laura! Como sempre, excelente Post! Abração!

Comentário de lucianohortencio em 3 fevereiro 2014 às 23:39

Comentário de lucianohortencio em 3 fevereiro 2014 às 23:40

Comentário de lucianohortencio em 3 fevereiro 2014 às 23:42

Comentário de lucianohortencio em 3 fevereiro 2014 às 23:44

Comentário de lucianohortencio em 3 fevereiro 2014 às 23:45

Acho que o Hervê vai volatizar ainda mais, de tão satisfeito que está com essa linda homenagem.

Abraço fraterno, com os votos de parabéns do 

luciano

Comentário de Laura Macedo em 4 fevereiro 2014 às 0:19

Amigo Luciano,

Eternamente grata pelos excelentes vídeos e as palavras generosas.

Ontem passei todo o dia envolvida com a montagem do post do Hervé e por isso não tive tempo de comentar suas postagens lá no GGN, que por sinal estão cada vez melhores.

Abraços da amiga

Laura

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço