Wilson Batista de Oliveira

* 3/7/1913- Campos (RJ)
+7/7/1968 - Rio de Janeiro (RJ)

Muita música para comemorarmos o Centenário de Wilson Batista

 

 

 

Não sei dar adeus” (Wilson Baptista / Ataulfo Alves) # Marcos Sacramento.

É inexplicável essa beleza de Wilson e Ataulfo não ter tido nenhuma regravação desde seu lançamento em disco, por Déo, há 72 anos. Mas nunca é tarde!

 

 

 

 

 

 

 

 

Nelson Cavaquinho” (Wilson Baptista / Manoel Pereira de Andrade) # Teresa Cristina

Wilson Baptista adorava encontrar o colega Nelson Cavaquinho nas madrugadas boêmias do centro do Rio. Manoel Cartaz, alfaiate e grande amigo de Wilson, “também toma parte nos salgadinhos” dessa marcha-rancho inédita, composta na década de 1960, que Teresa lança agora em disco.

 

 

 

 

 

 

 

 

Vedete” (Wilson Baptista / Jorge de Castro) / “Felicíssimo (Wilson Baptista / Alberto Jesus) / “Vagabundo” (Wilson Baptista / Jorge de Castro) # Roberto Silva.

Em seus mais de 70 anos de carreira, Roberto (Napoleão) Silva, o Príncipe do Samba, lançou vários sucessos de Wilson. Aqui ele dá lição de vida, regravando, aos 90 anos de idade, três raridades lançadas por ele em disco nos anos de 1955, 52 e 57 (pela ordem acima). Viva o Príncipe!

 

 

 

 

 

 

 

 

Café Nice” (Wilson Baptista / Jorge de Castro / 1965) # Cláudia Ventura / Rodrigo Alzuguir.

 

 

 

 

 

 

 

 

Transplante de coração” (Wilson Baptista – inédita) # Wilson Baptista.


Foi com o trágico “Transplante de coração” que Wilson Baptista tentou participar da 1ª Bienal do Samba, 1968. A gravação enviada para o concurso (inutilmente, pois o prazo de inscrição havia terminado) está na faixa 23 do Disco 2.

É o próprio Wilson cantando, semanas antes de sua morte. Um transplante de coração seria a única solução para o compositor, que sofria de problemas cardíacos e faleceu em julho do mesmo ano.

 

 

 

 

 

 

 

 

 “Meu mundo é hoje” (Wilson Baptista / José Baptista / 1966) / “Mundo de zinco” (Wilson Baptista / Antônio Nássara / 1952) # Cláudia Ventura / Rodrigo Alzuguir.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Meu mundo é hoje” (Wilson Batista/ José Batista) # Paulinho da Viola

 

 

 

 

 

 

 

 

Nega Luzia” (Wilson Batista/Jorge de Castro) # Paulinho da Viola

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acertei no milhar” (Wilson Batista/Geraldo Pereira) # Moreira da Silva

 

 

 

 

 

 

 

 

Complexo” (Wilson Batista/Magno de Oliveira) # Elizeth Cardoso

 

 

 

 

 

 

 

 

Meus vinte anos” (Wilson Batista/Sílvio Caldas) # Sílvio Caldas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Senhor do Corcovado” (Wilson Batista/Roberto Martins) # Gilberto Alves

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O único instrumento que Wilson Batista tocou na vida foi a “caixinha de fósforo”. Não era a toa que era chamado de Maestro Caixa de Fósforo”. E com ela compôs cerca de 600 canções. A grande maioria retratam o cotidiano carioca da época que viveu.

 

 

O pesquisador Rodrigo Alzuguir está prestes a lançar uma biografia sobre a vida e obra de Wilson Batista, contribuindo, assim, para que o legado deixado por ele não cai no esquecimento.

 

 

 

************

Fonte:

 

- CD O Samba Carioca de Wilson Batista.

- Dicionário Cravo Albin da MPB

- Vídeos do canal “lucianohortencio”, no YouTube.

 

************

 

Exibições: 219

Comentário de Gregório Macedo em 4 junho 2013 às 0:51

Por se mostrar oportuno, transcrevo comentário exposto no blog Luis Nassif:

 

"Há uma historinha que costumo contar para a pesquisadora Laura Macedo: um dia, ao ouvir certa canção no rádio, Noel, encantado e surpreso ante tamanha qualidade, quis saber quem era o autor. Informado de que se tratava de um tal Wilson Batista, pensou: 'Esse, com certeza, vai ser um páreo duro para mim até o fim dos tempos!...'.

Conclusão: na arte da premonição nosso querido Noel também era um craque.

Viva Noel, viva Wilson."

Beijos.

Comentário de Laura Macedo em 4 junho 2013 às 1:13

Gregório, festa boa de aniversário é quando começa um mês antes da data oficial (rsrsrsrs) e segue por todo o ano, não é mesmo?

Agradeço a todos que comentaram no blog do Luis Nassif acerca do Centenário de Wilson Batista. Deixo a link dos excelentes comentários.

Beijos.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço