Cine mudo, de Dardo Sebastián Dorronzoro

Mary Pickford, Gloria Swanson e Greta Garbo

De VivaBabel

Dardo Sebastián Dorronzoro

Primero
tuve um lío con Gloria Swanson
cuando ella me miraba desde la pantalla y yo
desde la última silla de la platea,
luego fue con Mary Pickford, luego con Greta Garbo,
pero siempre me persiguió la mala suerte con esas mujeres,
tal vez porque no era buen mozo,
tal vez porque no era hijo de algún doctor o de algún escribano,
tal vez porque en ese tiempo todavía llevaba pantalones cortos,
eran miradas van y miradas vienen, nada más,
pero siempre las muchachas se las llevaba otro,
hasta que un día me fui a ver la bruja del pueblo
y ella me hizo tres cruzes con la pata de un sapo,
me dio a beber una bebida amarga con gusto de cucarachas y ratones,
y esa noche las tuve las tres,
llamando desesperadas a la puerta de mi casa,
pero mi mamá las echóy me dijo que yo era muy mocoso para andar con mujeres


Dardo Sebastián Dorronzoro nasceu em San Andrés de Giles (Argentina), em 1913. Ferreiro, vivia na cidade de Luján quando foi seqüestrado em sua casa, no dia 25 de junho de 1976, engrossando a lista dos 30 mil “desaparecidos” políticos da ditadura argentina.
Sete anos depois de seqüestrado, Dorronzoro ganhou o prêmio de poesia “Rafael Morales” (de Talavera de la Reina – Toledo – Espanha) com o livro “Llanto americano”.
O livro “Viernes 25” é uma publicação póstuma, organizada por seus amigos e editada por EL-Editorial Letras S.A. – México, 1989.



Exibições: 68

Comentário de Mario Lobato da Costa em 2 maio 2010 às 21:41
Linda poesia! Tomei a liberdade de colocá-la em destaque no meu blog (todos os dias eu escolho uma nova). Em tempo: parabéns atrasado pelo lançamento do livro...
Comentário de elizabeth em 3 maio 2010 às 1:19
Oi Lobato, fique à vontade, grande poeta, e obrigada.
Comentário de luciano gonçalves coelho em 3 maio 2010 às 1:36
Oi Beth, acabei de receber seu recado e o link. Realmente Dorronzoro foi mais um marti dessa direita fascista que até hoje vive cuspindo em nossas faces, rindo das nossas dores e dominando os nossos meios de comunicação de massa, manipulando das gentes desse continente. Li os clássicos, Borges, Cortazar, Neruda, Vargas, mas realmente nos é pouco dado a encontrar poetas latinos de facil alcance.Valeu, beijos, Luciano...

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço