Brasília, quinta-feira, 27 de agosto de 2009.





Bom dia,

Encaminho para vosso conhecimento, sinopse das notícias veiculadas nos principais meios de comunicação do Brasil.


NACIONAIS:

- Com operação da Petrobras, crédito vai a 45% do PIB e bate recorde; (4)

- Passada a crise, volta o superávit. O governo federal voltou a registrar superávit primário em julho, após dois meses de saldo negativo. O R$ 1,439 bilhão obtido, frente ao déficit de R$ 615,8 milhões do mês anterior, consolida a expectativa de se atingir a meta de R$ 42,7 bilhões de superávit este ano; (1)

- Juro para crédito pessoal e compra de carro são os menores desde 94; (4)

- Aposentados terão ganho real em 2010; (4)

- Saldo estrangeiro na Bovespa ultrapassa R$ 14 bilhões no ano; (4)

- União pode pôr até R$ 100 bi na capitalização da Petrobras. O governo avançou na discussão da capitalização da Petrobras. Números preliminares, estimados pela própria estatal, indicam aporte que varia de R$ 40 bilhões a R$ 100 bilhões. Se prevalecer o valor mais alto, a União, que detém 55,7% das ações ordinárias da empresa (com direito a voto), passará a ter, segundo cálculo do Valor Data, algo entre 65% e 70%, caso os acionistas privados não participem da chamada de capital; (1)

- Crédito mais fácil em vez de IPI reduzido. A indústria automobilística se prepara para oferecer condições de crédito mais favoráveis aos consumidores como uma forma de tentar contornar a esperada queda na demanda com a volta progressiva da taxação de IPI, que começa em outubro. O imposto menor esteve em vigor desde dezembro, o que garantiu um volume de vendas bastante expressivo às montadoras neste ano. A General Motors vai anunciar, nos próximos dias, planos de financiamentos de até 72 meses, em vez das atuais 60 prestações. A rede de concessionários Volkswagen oferece juros mais baixos, de 0,99% ao mês, para planos de 24 meses; (1)

- Soja deve ter aumento de rentabilidade. A queda dos custos de produção nos últimos meses deve proporcionar um aumento na rentabilidade dos produtores de soja na próxima safra, que começa a ser plantada em setembro, compensando a taxa de câmbio pouco atrativa para as exportações; (

Exibições: 36

Os comentários estão fechados para esta mensagem de blog

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço