Nassif
Acabo de ler o teu estudo comparando a atual situação com a de 1920. Creio que há muito de razão. Cabem algumas perguntas:

1. Se a crise do subprime prosseguir e tornar-se uma recessão, o valor do dolar continuará a cair ? Você lembra que os paises latino americanos possuiam resevas em dollar em 1929 e viram isto virar pó. Como se deu este movimento?
2. Ao que me lembro, a crise de 29 começou como uma crise financeira ( na Bolsa supervalorizada) americana, e a quebradeira de bancos nos USA, levou à parada da economia americana. Só que a Alemanha tinha lá o grande mercado de suas exportações, e com esta crise americana, as exportações da Alemanha minguaram, o que levou-a a deixar de pagar as reparações de guerra. Neste instante a crise passou de um lado do Atlantico para o outro e se instalou na Europa. Hoje, se a crise do subprime crescer, podemos ter a mesma coisa, só que com a China no lugar da Alemanha? Qual o percentual das exportações chinesas para os USA, em relação ao PIB da China? Temos que lembrar que sem a China no consumo de produtos primários, teremos uma crise nestes mercados, nos afetando imediatamente. É bom lembrar que se as exportações de primários pararem, teremos uma crise imensa em alguns setores e em algumas áreas ( SP,`Paraná, MT, MS, etc).
3. A vinda de recursos extrangeiros para os paises subdesenvolvidos, como o Brasil, devido ao imenso diferencial de juros, não cessará se a crise americana prosseguir? Você crê que eles continuaram arriscando?
A saída de valores poderá ser brutal. Na Coreia chegamos a ter 9Bi US$ saindo por dia ..
Como ficarão o cambio e as reservas brasileiras numa situação destas?

Um abraço e obrigado pelas respostas, mesmo que tenhamos que concluir ser necessário esperar pelos acontecimentos para saber ao certo o que pode acontecer.

Churro

Exibições: 85

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço