O maior inimigo do Homem é... Ele próprio!

Até os animais selvagens e ferozes têm o seu código de honra, do qual, só se afastam, às vezes, para se alimentarem, protegerem às suas crias e, territórios!

Os vermes, larvas e insetos, só corroem em proveito das suas subsistências, na procura da sobrevivência!

Todos os tipos de Aves só abandonam os seus ninhos e/ou aconchegos, à procura de alimentos ou, para se acasalarem, para se manterem vivos e terem às suas proles!

Os eventos atmosféricos, resultantes de várias metamorfoses naturais ou, provocados pelos Seres Humanos, quase sempre resultam em benefícios para a humanidade e os animais sem, cobrarem nada de retorno, por exemplo:

As Chuvas, ventos em aragens, à noite e o dia, as temperaturas amenas etc.
Se, tais elementos naturais se transformarem em tempestades, vendavais, tufões, furacões, inundações, tornados, Tsunami etc. na sua resultante, quase sempre, está atuação periclitante e perdulária do Ser Humano, em sua ganância desmedida de usufruto em benesse, poluindo a atmosfera, construindo nas margens das águas correntes, fazendo barragens mal planejadas etc.

As Nuvens pesadas, com toneladas de águas, nomeadas de Nimbos, são levadas às vezes, por um vento fraco em relação a Elas, mas, o homem, colocando nos ares as aeronaves, em caso de panes, ainda não foi capaz de fazê-las planarem até um local ideal para o seu pouso em segurança.

O Ser Humano não sabe se defender dos Tsunami, tufões, vendavais, terremotos e outras calamidades, pela simples razão de: Primeiro, procurar a sua comodidade sem observa bem o local Dela e, Segundo, só construir os compartimentos da sua moradia em locais de perigos, dando primazia para os quartos e salas sem, no entanto, se precaverem com as bases das construções e segurança física das mesmas, quando, deveria, também, efetuar uma espécie de “caixa-forte” individual ou, coletiva, para se defender, com vida, das calamidades!

Um Animal selvagem não disputa com outro (com exceção aos delineados no início deste texto), mas, o Homem, dito racional e civilizado, em uma grande maioria, só quer se apropriar dos Bens de outrem, seja por estelionato, golpes indefensáveis e, até roubos com assassinatos em latrocínio.
Os Animais demarcam os seus territórios deixando odores, mas, o Homem, está, sempre, trancafiado com as suas posses monetárias, com receio dos animais... Irracionais com a falsa denominação de Homem!

Se duvidarem, vão até uma agência bancária, saquem algumas cédulas de cem ou, cinqüenta reais e, saiam a contá-las, ostensivamente, pelas imediações, com isso, não sairão daquelas imediações, pelo menos, com o dinheiro em seu poder!

Resumindo: Quem é o culpado por essa disparidade comportamental? No meu entender empírico é o próprio Homem!
Nós temos a inteligência didática e/ou, empírica, no entanto, Elas andam meio obtusas pela ganância da posse, sem a análise das conseqüências advindas.
Não temos orientado, habilmente, às nossas Crianças para seguirem os caminhos idôneos e, perseverarem na prática do Bem, sem benesses imerecidas etc.

Sebastião Antônio BARACHO
conanbaracho@uol.com.br

Exibições: 34

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço