Portal Luis Nassif

Pelo menos entre 2000 e 2006, o número de unidades empresariais ativas no Cadastro Central de Empresas no país, chamado de Cempre, apresentou crescimento contínuo, conforme dados divulgados pelo IBGE. Isso quer dizer que, ao ano, foram criadas, em média, 726.567 empresas e extintas 493.766, com saldo médio anual de 232.800.

Contudo, em 2006, o quadro já não se apresentou favorável. Naquele ano o baixo crescimento observado, de apenas 46.379 empresas, resultou da combinação entre a criação de novas empresas abaixo da média (710.868), com o maior número de saídas do período (664.489), analisou os técnicos do IBGE.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística verificou que as maiores taxas de entrada de empresas foram na agricultura, pecuária, silvicultura, exploração florestal e pesca e em atividades relacionadas ao setor de serviços. Em contrapartida as menores taxas foram nas atividades industriais.

Curioso é que o maior número de empregos ocorre nas microempresas e não nas grandes, segundo a estatística apresentada. Em média, cinco foram em microempresas , três em pequenas, um nas médias e um nas grandes.

De cada dez empregos formais criados pelas empresas novas (com até cinco anos), entre 2000 e 2006, em média, quatro foram no comércio, três no setor de serviços e três na indústria.

Outro dado que merece destaque aqui é o fato das empresas criadas entre 2001 e 2006 terem sido responsáveis por 46,5% do emprego formal no ano. As maiores taxas médias de entrada e de saída das unidades empresariais e do pessoal assalariado foram no Amapá, Roraima, Acre e Tocantins.

Mais curioso é que as menores taxas de entrada de unidades locais foram nas quatro unidades federativas do Sudeste, região muito mais desenvolvida do que o norte do país.

São essas algumas das conclusões do estudo da Demografia das Empresas em 2006 do IBGE, conforme divulgou o instituto, que focalizou 5,1 milhões de empresas de um total de 5,7 milhões de empresas e outras organizações ativas no Cadastro Central de Empresas – Cempre, no período de referência que vai de 2000 a 2006.

Exibições: 23

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço