DEPOIS DA GENIAL ‘INÚTIL’, SÍMBOLO DAS DIRETAS-JÁ, ULTRAJE A RIGOR VOLTA À CENA POLÍTICA COM ‘EU GOSTO DE MULHER’

Do Blog Educação Política


Pela segunda vez na história recente do Brasil, a banda Ultraje a Rigor tem suas canções ligadas à política sem ser algo intencional. A política se apropriando da arte, diferente de se fazer uma arte política.

A primeira vez aconteceu na campanha das Diretas-Já, em 1983 e 1984. A música Inútil foi hit e teve uma importância muito grande no processo de redemocratização do país. A letra que marcou a campanha diz:”A gente não sabemos/ Escolher presidente/ A gente não sabemos/ Tomar conta da gente/ Inútil/a gente somos inútil”.

Agora, uma brincadeira na internet faz a banda paulistana entrar de novo na cena política. Desta vez é a música Eu gosto de mulher, que tem uma frase: ” Mulher de corpo inteiro/ Não fosse por mulher eu nem era roqueiro/ Mulher que se atrasa, mulher que vai na frente/ Mulher dona-de-casa, mulher pra presidente“. A brincadeira de que o PSDB gostaria de censurar a música por causa da candidata mulher Dilma Rousseff correu pela internet e é explicado em matéria do Terra Magazine.

Veja os vídeos das músicas e trecho da matéria do Terra. (Glauco Cortez)

Exibições: 52

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço