Dilma, a mulher barbada.
- Alô.
- Dilma, bom dia.
- Bom dia Presidente, como está?
- Eu estou bem, apesar do momento… veja, a imprensa está questionando até ruga nova que aparece na minha testa. A oposição diz que vai me deixar sangrando até cair, muita gente nossa de uma forma ou de outra não pode mais ficar no governo…
- É Presidente, tem também a saída do Zé Dirceu…
- Aproveitando que você tocou no Zé… Dilma olha só…
O desfecho desta pseudo conversa você conhece.
Dilma Rousselff assumiu um posto no Governo Lula que convergia e converge a atenção de todos os políticos e seus partidos e mais imprensa e opinião pública. Isso no meio de uma crise. Uma baita crise, diga-se de passagem.
Sobreviveu, mais do que isso apareceu e ganhou a indicação do Lula para ser candidata a presidência.
Se tiver gente que acha pouco, eu não acho.
As previsões razoáveis são de que a eleição presidencial em 2010 será bem disputada.
De um lado temos Serra. Governador de um importante estado brasileiro que tem em seu currículo ministérios, prefeitura, mandatos legislativos e um exílio.
Se Ciro Gomes for candidato será mais um com boa folha corrida a serviço do país. Com Marina Silva avançamos para uma disputa rica em termos de abrangência política e história recente do país.
Em caso de disputa polarizada, teses que os dois lados mais fortes defendem, veremos um candidato, no caso Serra enfrentar algo que ele nunca esperou.
Uma mulher barbada.
Um sintoma claro disso é a entrevista que o marqueteiro do Serra deu recentemente e entrega nas entrelinhas o fato de não conseguir enxergar direito a imagem que sua adversária projeta ou projetará.
“Uma coisa é o Lula outra é essa mulher [Dilma] que ninguém sabe de onde veio.”
Bom, se tem alguém que sabe de onde ela veio é ele. O que ele está dizendo é que não sabe como ela se apresentará.
Logo depois ele tira a Dilma da argumentação.
“será que as pessoas estão dispostas a aguentar o PT mais quatro anos sem o Lula?”
Se as pessoas a quem ele se refere são os eleitores do PSDB, é claro que não.
Se meus diplomas ainda estão dentro da validade isso é “discurso para dentro.”
Ou seja, ele visa o PSDB e seus aliados.
Minha leitura dessa mensagem é: Fiquem tranqüilos, nosso candidato é melhor que o deles apesar de não sabermos bem que raio de adversário é esse.
Neste ponto se a campanha da Dilma acertar veremos um dos mais interessantes embates eleitorais já ocorridos nestas paragens.
Dilma tem mais possibilidades em termos de construção de imagem, e isso é uma vantagem qualitativa considerável apesar dos pontos a mais que Serra tem hoje.
Mas o que deve estar tirando o sono do Luiz Gonzáles e sua equipe é o elemento surpresa que só a candidatura da Dilma tem.
Que Dilma vamos ver quando ela tirar a barba?
E aí, experiência jornalística não segura.
Só o Marketing e Comunicação Política Eleitoral na veia.
Luiz Barbosa Neves

Exibições: 91

Comentário de luzete em 17 outubro 2009 às 23:49
Luiz,
marketing e... povo, na veia.
esta é a receita do sucesso, vc não acha?

e como se traz o povo para este processo?
lula está a ensinar faz tempo: políticas sociais, projeto econômico, e, aí, fica fácil fazer marketing...
Comentário de luiz barbosa neves em 18 outubro 2009 às 0:33
E emoção. A fórmula de comunicação do Lula é a união de boas notícias com forte carga de emoção.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço