Portal Luis Nassif

O jornal britânico The Guardian publica uma carta escrita pelo professor Kevin Dunion, da University of Dundee, onde o também diretor diretor na Faculdade de Direito Executivo do Centro de Liberdade de Informação fala sobre o impeachment da presidente brasileira Dilma Rousseff; segundo ele, "os desafios que Dilma Rousseff enfrentou na limpeza da política brasileira não podem ser subestimados e ela caiu porque decidiu enfrentá-los"

JB – O jornal britânico The Guardian traz na edição desta quarta-feira (28) uma carta escrita pelo professor Kevin Dunion, da University of Dundee, onde o também diretor diretor na Faculdade de Direito Executivo do Centro de Liberdade de Informação fala sobre o impeachment da presidente brasileira Dilma Rousseff.

Leia na íntegra

"Os desafios que Dilma Rousseff enfrentou na limpeza da política brasileira não podem ser subestimados. Em 2012, fui contratado pela Unesco para aconselhar o governo sobre a implementação do decreto de acesso à informação que a presidente tinha assinado. Entre as primeiras exigências de divulgação feitas pela imprensa diziam respeito aos detalhes de salários e regalias recebidas por ministros, juízes e funcionários públicos.

The Guardian Hard for Dilma Rousseff to clean up Brazil’s dirty pol...

Isso levou a uma ação legal por parte dos sindicatos (que haviam negociado acordos lucrativos para seus membros) para tentar impedir a divulgação e uma resistência feroz dentro do governo de coalizão. Quando o assunto foi levado a Dilma Rousseff ela instruiu que a divulgação completa deveria ser feita, começando com seu próprio pacote salarial.

Posteriormente, os detalhes publicados revelaram que um terço dos ministros e quase 4.000 funcionários federais violavam o teto de pagamento estabelecido pela Constituição e estavam ganhando mais do que a presidente. Recompensas infladas eram incluídas e até um salário adicional de seis meses por ano, contabilizados como subsídios de custo de vida ou como licença educacional".

Dilma Rousseff, a personagem do ano

No apagar das luzes do ano de 2016, é hora de reconhecer a personagem do ano: Dilma!

Ninguém, paradoxalmente, brilhou tanto quanto Dilma em 2016.

Ganhou na derrota. Triunfou sobre os que, teoricamente, a venceram.

Dilma saiu do impeachment maior do que entrou, ao contrário de seus oponentes.

Comportou-se durante o processo como uma estoica. Suportou, altiva, todos os golpes, como recomendavam (e praticavam) os mestres do estoicismo. Foi e é um exemplo de força na adversidade.

Soube evitar o risco pessoal maior: se deixar tomar pela amargura e pelo ódio.

Recolheu-se, mais uma vez de forma filosófica, à vida simples.

Mora numa casa despojada, em Porto Alegre, onde está perto da filha e dos dois netos pequenos. Dedica-se, ali, ao que diz ser hoje a melhor coisa do mundo: pedalar.

Nas entrevistas que concede, Dilma mostra que soube entender que não havia como evitar a queda diante da trama montada contra ela.

Era coisa demais empurrando-a para fora. Era a mídia, eram os derrotados das urnas, eram Sérgio Moro e a Operação Lava Jato. Era, enfim, a plutocracia brasileira no que tem de pior: sua ganância desumana que faz sempre do Brasil um campeão da desigualdade social.

Dilma resistiu quanto pôde, mas, sabiamente, aceitou as coisas como elas são.

Passados meses do golpe, muita gente vai-se dando conta de que os brasileiros devem um monumental pedido de desculpas a ela.

Sob muitos aspectos, considerando a camarilha que tomou o poder, Dilma é o oposto: maior que este Brasil que temos aí, mais honesta, mais generosa, mais compassiva, mais sincera e mais igualitária.

(Por Leandro Scala)
Fonte

Exibições: 70

Comentário de Nena Noschese em 31 dezembro 2016 às 8:06

O que fizeram com Dilma (que não era da turma) estão fazendo com o Brasil.Nunca tive vergonha do meu país, nem mesmo durante a Ditadura Militar, acreditava que pela força eles mantinham o país na ignorância e penúria ,hoje vejo que estava errada basta os corruptos( e eles são muitos da turma) no poder para que transformassem um sonho em pesadelo. Tenho vergonha do meu país hoje.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

Blogs Brasilianas

© 2017   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço