.
.
Posts pagos estão envenenando a confiança na Internet
.
.

Na China, eles são chamados de Internet Water Army (algo como Exército Aquático da Internet): legiões de pessoas pagas para inundar sites e blogs com postagens e comentários (principalmente para fins publicitários). E, de acordo com pesquisadores acadêmicos, eles estão degradando a qualidade da informação na web.
.
(...) Os pesquisadores Cheng Chen, Kui Wu, Venkatesh, Srinivasan e Xudong Zhang explicam que esses 'posters' (autores de comentários pagos) são contratados por empresas de relações públicas e publicidade para inserir conteúdo em sites – normalmente sobre um evento social, produto ou companhia. Para os publicitários, os posters são uma maneira de controlar a publicidade boca-a-boca sobre o que quer que estejam querendo vender.
.
“Se uma companhia contrata intrernautas o suficiente, ela pode criar tópicos quentes e de tendência para conseguir popularidade”, escreveram os pesquisadores. “Além disso, os comentários ou opiniões de um grupo de posters provavelmente vão capturar a atenção de usuários comuns e influenciar suas decisões.”
.
Mas o que é bom para os publicitários nem sempre o é bom os consumidores.
.
“Apesar de uma estratégia interessante no mercado de publicidade, os posters podem criar um efeito negativo significativo em comunidades online, uma vez que a informação destes posts geralmente não é confiável”, alega o estudo.
.
A prática pode envenenar as atitudes de internautas, especialmente quando dois “exércitos” brigam no ciberespaço. “Quando duas companhias contratam posters para publicarem notícias falsas ou comentários negativos sobre a outra, os usuários comuns se sentem oprimidos e acham difícil confiar em qualquer informação.”
.
Para ilustrar isso, os pesquisadores citaram um caso em que uma mensagem aparentemente insana foi postada em um fórum do game “World of Warcraft” na China.
.
“Junpeng Jia, sua mãe pediu para você voltar para casa para o jantar!”, dizia a mensagem.
.
Em dois dias, a mensagem registrou mais de 300 mil respostas e sete milhões de cliques. Depois foi revelado que uma empresa de Relações Públicas estava por trás do alto tráfego – ela queria manter o interesse no site enquanto ele estava fora do ar para manutenção. Por isso, contratou 800 posters, que usaram 20 mil identidades, para criar a ilusão de atividades significativas acontecendo por lá.
.
Apesar de os pesquisadores terem focado sua atenção na China, essas técnicas de posts pagos são usadas no mundo todo. O exército dos EUA, por exemplo, tem trabalhado em softwares para automatizar o processo de criar exércitos “falsos” para invadir redes sociais e fóruns online e reunir informações sobre terroristas e suas organizações, além de tentar gerar uma opinião positiva a respeito dos americanos. (Fonte: blog Luis Nassif; IDG Now).

................
Cartum: Hadi Farahani.

Exibições: 67

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço