Diva, musa, estrela ou simplesmente Ângela Maria

Abelim Maria da Cunha nasceu em Conceição de Macabu, distrito de Macaé-RJ, a 13 de maio de 1928. Desde cedo queria ser cantora, mas enfrentou grande oposição familiar. Tempos difíceis aqueles em que a profissão era má afamada e considerada indigna para uma moça decente. Cantar em público só era permitido durante os cultos religiosos da igreja batista na qual o pai era pastor.

 

Aos 20 anos, porém, saiu de casa para seguir seu sonho. Começou cantando no Dancing Avenida. Logo em seguida passou a participar de programas de calouros no rádio com o pseudônimo Ângela Maria, adotado para esconder o segredo da família. Fã ardorosa de Dalva de Oliveira – que estava no auge de sua carreira –, sabia imitá-la com perfeição.

 

Estreou em discos em 1951 pela RCA Victor. Desde então gravou cento e doze Lps e Cds, granjeando enorme popularidade e um fã clube extenso e fiel. Em 1954 foi eleita, pela primeira vez, Rainha do Rádio com o resultado consagrador de 1.464.906 votos. Nos anos cinqüenta participou de filmes também. Nesses mais de sessenta anos de carreira interpretou sucessos dos maiores compositores brasileiros, dentre eles: Herivelto Martins, Ciro Monteiro, Noel Rosa, Ary Barroso, Dorival Caymmi, Custódio Mesquita, Bororó, Luiz Peixoto, Gonzaguinha, Humberto Teixeira, Tom Jobim, Dolores Duran, Vinícius de Moraes, Ataulfo Alves, Garoto, Chico Buarque, Hermínio Bello de Carvalho, Paulinho da Viola, Roberto e Erasmo.

 

Mas chega de blábláblá. Diante da voz poderosa e límpida da estrela só cabem o silêncio respeitoso e a escuta reverente. Música, Maestro!

 

 

Este post é dedicado ao Caracol, ao Lincoln e à Deisa, meus companheiros de tietagem.

 

 

 

   

 

Vida de bailarina (Américo Seixas – Chocolate) # Ângela Maria no filme Rua sem Sol, de Alex Viany (1954).

 

 

 

 

 

 

 

Escuta (Ivon Cury) # Ângela Maria no filme O Rei do Movimento, de Victor Lima (1955).

 

 

 

 

 

 

Bandeira Branca (Max Nunes- Laercio Alves) # Ângela Maria e Dalva de Oliveira

 

 

 

 

Ninguém é de ninguém/ A noiva (Toso Gomes – Luiz Mergulhão/ Toso Gomes – Joaquim Pietro – Umberto Silva) # Ângela Maria, Cauby Peixoto e Agnaldo Timóteo

 

 

 

 

Babalu (Margarita Leucona) # Ângela Maria e Nei Matogrosso

 

 

 

 

Balada triste (Esdra P. da Silva – Dalton Vogeler) # Ângela Maria e Milton Nascimento

 

 

 

 

 

 

 

Errei sim (Ataulfo Alves) # Ângela Maria (1976)

 

 

 

 

 

 

 

 

Desabafo (Roberto Carlos – Erasmo Carlos) # Ângela Maria e Roberto Carlos

 

 

 

 

 

Gente Humilde (Garoto – Vinícius de Moraes – Chico Buarque) # Ângela Maria e Chico Buarque

 

 

 

 

Noite chuvosa ( Britinho) # Ângela Maria e Caetano Veloso

 

 

 

 

Nem eu (Dorival Caymmi) # Ângela Maria e Gal Costa

 

 

 

 

Cantoria (Hermínio Bello de Carvalho - Paulinho da Viola) # Ângela Maria

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eu comecei a me ligar em música através do rádio e de alguns poucos discos que passavam lá por casa. E eu me liguei pra burro...em uma pessoa fantástica, maravilhosa, que eu considero a maior voz do Brasil. Continuo amarradíssima no som dela, acho uma coisa genial e gostaria muitíssimo que ela se apresentasse por aqui para que eu pudesse ficar todo santo dia na primeira fila do show, aplaudindo adoidado. Essa pessoa é Ângela Maria.

 

Elis Regina

 

 

 

 

 

   

 

Estava escrito (Lourival Faissal) # Ângela Maria e Nana Caymmi

 

 

 

 

Mamãe (Herivelto Martins David Nasser) # Ângela Maria e Agnaldo Timóteo

 

 

 

 

Orgulho (Nelson Wederkind) # Ângela Maria e Maria Bethânia

 

 

 

 

 

Kalu (Humberto Teixeira) # Ângela Maria

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sobre Ângela:

http://www.angelamaria.com.br/index.html

 

http://www.dicionariompb.com.br/angela-maria/dados-artisticos

 

 

 

Música:

 

 

Pela saudade que me invade (Tributo a Dalva de Oliveira) # Ângela Maria

 

 

 

Sucesso sempre # Ângela Maria e Agnaldo Timóteo

 

 

Amigos # Ângela Maria

 

 

Cantoria # Hermínio Bello de Carvalho

Exibições: 532

Comentário de Zé Via de Regra em 5 fevereiro 2011 às 10:49
Humilde oferenda de zezé.
E beijo pra musa, diva ou simplesmente Cafu.

Comentário de Cafu em 5 fevereiro 2011 às 11:32

Zouzou,

Será que sou feia? Não é não senhor. Então eu sou linda? Você é um amor. Me diga ,então, por que razão o Ning me maltrata tanto assim? Hahaha. Publicar um post está se tornando uma epopéia. Eu.pelo menos, não entendo a lógica da "Coisa". A gente conserta de um lado, estraga do outro.

Ah , e sou fã da Ângela desde criancinha. Ela faz parte da minha memória afetiva e da trilha sonora de minha vida, por supuesto.

 

Beijos.

Comentário de Zé Via de Regra em 5 fevereiro 2011 às 12:09
Sobre a "coisa", zouzou já desistiu de entender. Só sabe que tem que enfiar a flechinha no html e entregar pra Deus... Até há pouco tempo, achava que ning era abreviatura de "ninguém". Portal ninguém é de ninguém, quaquá!

E madama Angela Maria comove zezé até a alma. Memória afetiva idem, desde os tempos que era chamada A Sapoti. Filando TV PXB no vizinho, olhando a Sapoti, Ivon Cury, Cauby e Elizeth Cardoso. Uauuuuu!!!
Gracias y besos.
Comentário de Cafu em 5 fevereiro 2011 às 12:46

Zouzou,

O Nassif nos lança ao mar sem qualquer mapa ou bússola. Mas navegar é preciso, viver não é preciso, o Ning, então, nem se fala. Hahaha. Adorei o Portal ninguém é de ninguém. Quaquaraquaquá. Nóis sofre, mas nóis se diverte.

 

Silêncio! Ele está dormindo,vejam como é lindo, Sua Majestade, o neném.

 

Psiiiiiiuuuuu.

Beijos.

Comentário de deisa chamahum chaves em 6 fevereiro 2011 às 1:18

Cafu, Cafu! 

Obrigadíssima pelo post e pelo posted! Linda, Dama, Magnífica Ângela, e, claro, Cauby! Meu ídolo,que aniversaria em 10/02.

Comentário de Roseli Hercilia Denes Andrade em 6 fevereiro 2011 às 10:38
Comentário de Cafu em 6 fevereiro 2011 às 13:02

Deisa, Deisa!

 

Deisa, Deisa!
Ontem vi as fotos daquele aniversário que ganhei de presente o LP Boneca do Lincoln. Foi o mesmo do “além de gostoso, tem o vínculo afetivo com as coisas do interior, com esse lado, sei lá, de roça de Minas Gerais”. Hahaha. Recordar também é viver.

A Laurinha, há poucos dias, fez um post sobre o Cauby. Veja .

 

Presentes de domingo:

 

 

 

 

Comentário de Cafu em 6 fevereiro 2011 às 13:05

Roseli,

Perfeita, a imitação da Elis, não é? Veja só outro fã de carteirinha da Ângela:

 

 

 

 

 

 

Beijos e bom domingo.

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço