Ernesto Nazareth - Sua popularidade nos EUA

"Ernesto Nazareth, considerado o fixador do tango-brasileiro, o Rei do Tango, nasceu no Rio de Janeiro, em 20.03.1863 e faleceu nessa mesma cidade, em 04.02.1934. Começou os estudos de piano com sua mãe, Carolina da Cunha Nazareth. Com sua morte, em 1873, passou a estudar com Eduardo Madeira. Em 1877, estudando no Colégio Belmonte - foi colega de Olavo Bilac - iniciou suas composições. Sua primeira música foi a polca-lundu "Você Bem Sabe," dedicada a seu pai, Vasco Loureiro da Silva Nazareth. O professor, encantado com a obra, mostrou-a a Arthur Napoleão, que a editou e divulgou.

Entre os grandes admiradores da obra e da atuação como intérprete de Ernesto Nazareth, citam-se Arthur Rubinstein, o russo Miercio Orsowspk, Schelling (que levou suas composições, exibindo-as nos Estados Unidos e Europa), Henrique Oswald e Francisco Braga. Serviu de tema e de inspiração a Luciano Gallet, Darius Milhaud, Enani Braga, Villa-Lobos, Lorenzo Fernandez, Francisco Mignone e Radamés Gnatalli."

Nos filmes americanos, a popularidade de Ernesto Nazareth:

Ernesto Nazareth's Dengozo danced by Astaire & Rogers (1939)

Ernesto Nazareth'a Dengozo (simply referred as "Maxixe" on the film) danced by Fred Astaire and Ginger Rogers in the film "The Story of Vernon and Irene Castle", from 1939.

***

Ernesto Nazareth's Apanhei-te Cavaquinho - Road to Rio (1947)

Ernesto Nazareth's Apanhei-te Cavaquinho played in a scene of the filme Road to Rio (1947) with Bob Hope and Bing Crosby. An early international acknowledgement of Nazareth's popularity.

***

Nazareth's Dengozo played by Percy Faith's Orchestra (1962)

Ernesto Nazareth's Dengozo performed by Percy Faith's Orchestra on Ed Prentiss show ("Music of the 60s") in 1962.

***

Donald Duck - Blame It on the Samba


Blame It on the Samba is a segment mixing animation and live action, a technical feat already seen in The Three Caballeros, where Aurora Miranda flirts and dances with Donald Duck and Zé Carioca (Joe Carioca) in the Bahian segment. In the new film, the cartoon characters are again avians, this time a trio: Donald, Zé, and the Aracuan (aracuã). The latter figure, a well-intentioned but crazy bird also called Clown of the Jungle, first appeared in The Three Caballeros. He's based on the aracuã, a bird common throughout Brazil. Flocks of aracuãs perch on trees, creating a tremendous racket at dawn and dusk, which is probably the reason for the bird's reputation for naughtiness. The song accompanying the segment is none other than Ernesto Nazareth's celebrated polka "Apanhei-te, Cavaquinho," fitted for the occasion with hackneyed English lyrics. See http://daniellathompson.com/Texts/Inv... for more information.

*******

Documentário sobre Nazareth pelo pianista americano Joshua Rifkin


Tango Brasileiro e Ernesto Nazareth- Joshua Rifkin

Tango Brasileiro e Ernesto Nazareth - 2º Parte

Tango Brasileiro e Ernesto Nazareth - 3º Parte

Tango Brasileiro e Ernesto Nazareth - 4º Parte

***

Na página de Rafael Reges, um vídeo emocionante de Francisco Mignone falando de Nazareth.,

***
Fonte
Texto inicial: Música brasileira
Os demais textos, em inglês, são dos próprios filmes no YouTube.

Exibições: 129

Comentário de Rafael Reges em 25 agosto 2008 às 19:18
Que beleza, Helô! Só falta uma alma caridosa poder traduzir pra gente o conteúdo deste documentário.

Abraço
Comentário de Luis Nassif em 25 agosto 2008 às 23:20
Maravilha, Helô.
Comentário de Laura Macedo em 26 agosto 2008 às 21:02
Helô minha amiga, você arrassou nesse post.
Realmente o nosso "Rei do Tango" foi, sem dúvida, o compositor que mais contribuiu para consolidar o piano em nossa música popular.Ele chamava suas composições de tango, mas "Apanhei-te, cavaquinho!" e "Brejeiro" são exemplos das características que iriam ser cristalizadas no "Choro".
Adorei rever cenas do filme "Road to Rio"com um dos meus atores favoritos, o Bob Hope.
Valeu mesmo!! Um grande beijo. Laura
Comentário de Oswaldo Conti-Bosso em 26 agosto 2008 às 22:50
Helô, realmente, belíssimo, adorei, um artigo que é, ao mesmo tempo, uma seleção da fina boa música, com estudo musical para que possamos aprender ouvindo. Logo logo apareça uma alma, que fará a legenda em português do DOC. Para que todos possam curtir. Parabéns.
Estamos vivendo num momento em que esta nascendo um mundo promissor e morrendo outro. Vou aproveitar essa maravilha de energia positiva e colocar duas dicas aqui:
-Um vídeo, sorry, em inglês, TED.com:Kevin Kelly predicting the next 5,000 days of the web, 20 min.:
http://www.ted.com/index.php/talks/kevin_kelly_on_the_next_5_000_days_of_the_web.html

-E BBC documentário: 49 Up (2005), que se repete a cada sete (7) anos com as mesmas pessoas, desde 1964, simplesmente maravilhoso.
Sinopse: In 1964, Michael Apted interviewed a group of 7-year-old kids in England, all from different backgrounds and with big dreams, and has tracked their lives every seven years since. Now, those kids are 49 years old, and this intriguing documentary series reveals how their individual journeys are a microcosm of Britain as a whole. You'll see how the kids who once had goals of going to college ended up living the dream or falling by the wayside.
http://www.pbs.org/pov/pov2007/49up/?gclid=CI-vh_7KrJUCFST7iAodK0kpkQ
http://en.wikipedia.org/wiki/Seven_Up!

Sds,
JOB
Comentário de Rafael Reges em 27 agosto 2008 às 1:05
Desse jeito vamos montar um acervozin' bom danado de Nazareth, hein?

Por acaso encontrei gravações de algumas composições inéditas de Ernesto Nazareth no blog "Suvaco de cobra".
Todas em mp3 e gratuitas. É possível ouvi-las no próprio blog ou baixá-las para seu computador. Além de se poder ler algumas informações sobre cada uma delas, como o motivo de seu anonimato, etc...

"Todos os áudios foram produzidos e interpretados por Alexandre Dias, ao piano, em gravações não comerciais".

http://sovacodecobra.ig.com.br/2007/03/ernesto-nazareth-inedito/

Olhem... Se acaso não conhecerem, o tango "Proeminente" é uma jóia de raríssima beleza.
Comentário de Dulce Leão em 30 agosto 2008 às 16:55
:)) Helô querida, adoro Ernesto Nazareth, em qualquer interpretação. Mas por Arthur Moreira Lima é alguma coisa de sublime.

Só não gosto de lembrar do fim de vida triste...que teve.

Você sempre nós dá "presentinhos", no seu blog e eu curto todos.

Beijos

Dulce.
Comentário de Alexandre Dias em 4 setembro 2008 às 4:40
Olá Helô,
A popularidade do Ernesto Nazareth nos EUA realmente é um tópico muito interessante, que venho pesquisando há algum tempo. (Os três primeiros vídeos foram colocados por mim no youtube).
O documentário que o Joshua Rifkin fez para a BBC é fantástico, seria bom se lançassem no Brasil.

Rafael, que legal que você gostou do Proeminente, é uma de minhas favoritas tbm. Obrigado por divulgar o link da série que estou fazendo desde o ano passado.
http://sovacodecobra.ig.com.br/2007/03/ernesto-nazareth-inedito/

Um abraço,
Alexandre Dias

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço