ERUDITO E POPULAR SE ENCONTRAM EM NOVOS LIVROS DE PAULO COSTA LIMA

"Para entrar numa canção é preciso pedir licença. É preciso reconhecer que se está diante de um espaço diferenciado, um experimento de imaginação". É dessa forma, fazendo uma espécie de análise do imaginário, que o compositor e escritor Paulo Costa Lima mergulha nas construções rítmicas e semânticas de Águas de Março, de Tom Jobim, em um dos capítulos da obra Música Popular e Outras Adjacências, a ser lançada no próximo dia 21 de junho, às 19h, no Teatro Vila Velha.

Para Paulo, “as canções são um desafio, pois nelas pretendo conjugar uma análise técnica da estrutura com a significação cultural". Ele acredita que o compositor compõe quando faz música e escreve textos, dimensões inerentes ao ofício de inventar. Além de análise musical, a obra também oferece ao leitor, em linguagem simples e bem-humorada, crônicas e contos sobre aspectos da vida cultural, como o shopping, a indústria dos casamentos, os vícios na pós-modernidade, a viol

Exibições: 45

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço