ESPELHO DA SOLIDÃO
(Luciane A. Vieira - 30/09/2014)

Em mil pedaços
O espelho se partiu
Eram falsas as palavras
Eram ditas sem a verdade
Engasgavam-se e explodiam
Sem ser expressão
Dos sentimentos reais
Eram dos sentidos, talvez,
Não da emoção que
Abraça o peito
Aquece da cabeça aos pés
E nos faz grandes...

Culpa-se a razão
Pelo desamor
Engano isto
Pois a frieza do olhar
Sintetiza o fato
De que amor nunca
Esteve como meta em
Seus preconceitos...

Sozinha nasci
Sozinha estou
Solidão aconchega a paz
Solidão... tem um
Rastilho de luz...
Solidão é leve como um
Raio de luar...

Exibições: 68

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço