Europa poderá ter 12% de energia solar, diz relatório

DAYANA AQUINO
Da Redação - ADV


O suprimento de energia elétrica da União Européia em 2020 poderá contar com 12% de participação da energia solar. O dado consta de estudo, realizado pela consultoria AT Kearney, que também apresenta estimativas socioeconômicas e ambientais a partir da utilização desta fonte energética.

O levantamento, intitulado “Ser for 2020”, ou Pronto para 2020 - em português -, aponta que a energia solar poderá chegar a esse patamar caso sejam instaladas políticas de incentivo. O levantamento foi solicitado pela Associação Européia da Indústria Fotovoltaica (EPIA).

Os benefícios ambientais também foram mensurados. Com 12% de participação, o corte nas emissões de CO² na atmosfera poderá chegar a 196 milhões de toneladas por ano. Do ponto de vista socioeconômico, o estudo aponta a independência energética e a segurança de suprimento proporcionado pela modalidade de geração.

Foram usados três cenários diferentes e, no menos otimista, a energia fotovoltaica corresponderá a 4% da matriz no bloco, caso não seja feita nenhuma alteração no cenário atual. Hoje, a energia solar corresponde a cerca de 1%, do total no bloco.

De acordo com dados da consultoria, em algumas partes do sul da Europa, a energia solar será competitiva com outras fontes já a partir de 2010, progressivamente se tornando competitiva em todo bloco. Até o fim de 2020, a energia solar já será competitiva com 75% do mercado de eletricidade da Eupora.

Veja aqui o estudo

Exibições: 49

Comentário de Rogério Maestri em 7 setembro 2009 às 17:09
Qual o custo real (agregado aos subsídios) que terá esta energia?

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2019   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço