Sabemos muito sobre o futebol da Argentina. Mas, pouco sabemos das lutas e desafios que nossos hermanos enfrentaram ao longo de sua História. Pertinho de nós, bem poucos anos atrás enfrentaram um período negro quando estavam sob o jugo dos banqueiros e do capital financeiro internacional.

Que a dor deles nos sirva de reflexão e luz para nos mostrar qual caminho não devemos seguir de maneira alguma neste momento em que o destino da Pátria Amada será traçado pelo nosso voto amanhã.

E nossa Pátria Amada não é um ser abstrato. Somos nós, nossos filhos, netos e todos os demais que  virão.

A responsabilidade é enorme e intransferível.

Como explicaremos aos inocentes se nos atirarmos em aventuras?

Alguns dizem: se não der certo, daqui a quatro anos voltamos a votar em um governo progressista. Não podemos ser ingênuos. Em quatro anos todo o estrago terá sido feito e o resgate pode até mesmo custar vidas sob o risco de não se reconquistar a Petrobrás e a longa série de ganhos sociais perdidos.

Os dois candidatos de oposição "mudaram" o discurso em relação a privatização, cortes em benefícios, independência do BC e a tal afirmação de que o salário mínimo está muito alto. Agora dizem que não é bem assim, vão manter tudo que o Governo Petista implantou e mais alguma coisa.

E então vamos acreditar? Essa mudança é apenas estratégica, uma vez que viram que perdem votos se disserem o que realmente pretendem fazer se ganharem.

Mais que invenção de Menem é uma atitude estudada e muito aplicada para iludir o eleitor.

Prestem bem atenção nos vídeos abaixo.

"Se dissermos o que realmente vamos fazer não votarão em nós"

Obs.; Estes vídeos são trechos do Memórias do Saque, filme de Fernando E. Solanas, cuja descrição é esta: Uma das economias mais prósperas e liberais do mundo, a Argentina esteve à beira da ruína nas últimas duas décadas. O filme mostra de que forma a Argentina foi saqueada pela grandes corporações, de como o governo neoliberal de Menem conseguiu levar o país à bancarrota, privatizando tudo e servindo aos interesses do FMI, Banco Mundial e OMC.
Mesmo amparada por governos democráticos após a ditadura terminada em 1983, o país enfrentou a corrupção, o desemprego e a pobreza. Este documentário analisa a crise argentina narrando estes eventos.

Todos devemos assistir. A História tem o poder de nos apontar caminhos. Leia mais

"Quem governa a Grécia: banqueiros que põem pobres contra pobres"

Na Argentina, Justiça iniciou o julgamento pela morte de cinco pessoas durante a sangrenta repressão da explosão social dos dias 19 e 20 de dezembro de 2001. Aqui

Exibições: 292

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Luis Nassif para adicionar comentários!

Entrar em Portal Luis Nassif

Publicidade

© 2020   Criado por Luis Nassif.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço